Carregando...

Situação de PUBG no PlayStation 4 pode ser mais dramática do que pensávamos

Situação de PUBG no PlayStation 4 pode ser mais dramática do que pensávamos

playstation-vs-pubg

Playerunknown’s Battlegrounds, este último mês do ano as principais notícias do mercado gamer são suas. PUBG conseguiu gerar uma forte onda de discussão que poucos jogos conseguiram. De um lado, sites e Youtubers criticando a versão do Xbox One, haters com dor de cotovelo por não desfrutarem do título, “PCsista” tentando desmerecer o Xbox One X como se o console fosse fraco. Do outro lado, estão as pessoas que jogam o game no Xbox, e dessas pessoas ainda não vi um comentário sincero de arrependimento sobre a compra.

Ocorre que, PUBG não é o melhor exemplo de jogo otimizado, nem no PC, e estamos diante de uma versão prematura do Xbox Game Preview. Mesmo assim, a Microsoft anunciou mais de um milhão de cópias vendidas em apenas 48 horas. E aqui as coisas ficam interessantes, os jogadores do Xbox One estão cada vez mais viciados em PUBG algo que pode complicar a vida dos público que escolheu o lado da Sony.

A Sony tem um sério problema com os jogos multiplayer, pois tais exclusivos com foco neste sentido não deram certo. Para combater Halo, vimos que Killzone não conseguiu e o jeito foi apelar pelos contratos tenebrosos com Destiny. Outro que não deu muito certo foi Resistence, visto como alternativa a Gears of Wars. Gostava bastante dele, achava até o melhor jogo exclusivo do Playstation 3, mas os números da serra elétrica são realmente expressivos e é um dos jogos mais jogados no Xbox na atualidade. Até a franquia Gran Turismo, poderosa há anos atrás, hoje come poeira da Forza.

path-of-exile

Vale notar, goste ou não, os jogos para vários jogadores online são normalmente os mais rentáveis e os mais jogados, este é um público que não deve ser ignorado. Para complicar um pouco mais a situação da Sony, a Microsoft resolveu coletar para o time Xbox alguns jogos que são fenômenos nos PCs, como Path Of Exile, Black Desert, e o mais polêmico de todos: Playerunknown’s Battlegrounds.

Lembram dessa matéria (Hora de vender seu PS4 para jogar PlayerUnknow’s Battlegrounds) ? Não tem como esquecer, até hoje esta matéria é comentada nos canais sobre Playstation, e tudo o que foi dito lá continua valendo e se concretizando aos poucos. Pelos motivos acima, os jogadores da Sony precisam do PUBG, mas vamos explicar porque a situação está cada vez mais dramática.

pubg-capa

Deste da E3 2017, quando foi anunciado que PUBG teria lançamento exclusivo no Xbox One, muitas coisas mudaram. A Microsoft se tornou a publicadora do jogo, a equipe da Rare foi ajudar no desenvolvimento do jogo, foi retirado o “exclusivo de lançamento” da capa do jogo para Xbox, e agora é dito como “exclusivo do Xbox One“, a equipe de Gears Of War foi ajudar também no desenvolvimento do jogo, a Microsoft Studios melhorou o sistema contra trapaceiros até na versão para PC, Phil Spencer anunciou que poderá comprar estúdios, e recentemente fez visitinha para a equipe da BlueHole. Agora que já é um fenômeno no Xbox One, numa época do ano que a Sony não tem jogo exclusivo para seus clientes, o palco está livre para PUBG.

Mais o maior problema para o Playstation, por ironia, são os problemas de desempenho da versão para Xbox One. Notem, se com todo o suporte da Microsoft o jogo ainda está num estágio tão inicial do Xbox One e só será lançado, de fato, para PC no próximo dia 20. No PS4, as esperanças ficam cada vez mais distantes, pelo menos a curto/médio prazo.

Talvez a Microsoft compre o título ou o estúdio, talvez só aumente ainda mais o período de exclusividade. As vendas estão mostrando que o pessoal do Xbox está aprovando o jogo,  mas acredito que o próximo passo mais importante será a edição do Xbox One X que vem com PUBG grátis, tenho certeza que a Microsoft vai fazer disso como um teste para ver se PUBG é bom para vender consoles, e se for, o que já era muito dramático para a Sony pode piorar ainda mais.

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.

Curta nossa nova página no Facebook!