Carregando...

Square Enix continuará defende os “jogos como serviço”

Square Enix continuará defende os “jogos como serviço”

nier-automata

O CEO da Square Enix, Yosuke Matsuda, falou em entrevista ao site do Metro sobre a situação atual dos videogames no estúdio e no futuro na indústria. A este respeito, ele falou sobre as recentes declarações dos executivos da Square Enix que alegaram que o estúdio se concentraria nos jogos como um serviço. Essas declarações criaram alguma controvérsia, pois é um estúdio focado em jogos para um único jogador.

Bem, na entrevista, Yosuke Matsuda disse que “recentemente as pessoas estão discutindo as microtransições e as que não são usadas corretamente, acho que tudo está relacionado a essa má percepção de que as pessoas têm os jogos ‘como um serviço'”. Na verdade, o CEO da Square Enix vê isso de forma diferente, pois ele entende que a ideia  dos “jogos como serviço” é manter os jogadores mais tempo com o mesmo jogo.

A ideia é manter as pessoas envolvidas com nossos jogos e apreciá-las por longos períodos de tempo“.

Assim, quando os executivos do estúdio falaram sobre se concentrarem no jogo como um serviço, eles se referem a adicionar conteúdo uma vez que o jogo foi lançado para manter os jogadores ainda no jogo. “Essa é a abordagem aproximada que temos em mente, e é por isso que descrevemos os jogos como um serviço“, diz Yosuke Matsudo.

Afinal, o Final Fantasy XV é um exemplo de um jogo como um serviço, segundo a própria Square Enix, já que não deixou de receber conteúdo há mais de um ano desde o seu lançamento. Além de explicar o conceito de “games como serviço” para a Square Enix, o CEO também enfatizou que a empresa “realmente quer continuar fazendo jogos single-player”, mas isso não significa que não seguirá a abordagem de jogo como serviço.

O que vocês acham?

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.

Curta nossa nova página no Facebook!