A Capcom está com dúvidas de quanto cobrará por seus jogos no Xbox Series X e PS5

Depois de confirmado que o Xbox Series X chegará em novembro próximo, é claro que a nova geração de consoles está muito perto. É por isso que muitas incógnitas estão começando a encontrar uma resposta nas últimas semanas; entretanto, o preço dos jogos não é um delas. E, como tem dado a conhecer através de uma pergunta e resposta sessão trimestral com os acionistas, a Capcom ainda tem dúvidas sobre o preço de seus jogos para Xbox Series X e PS5.

Estas foram as palavras a este respeito do líder da empresa japonesa: “Não temos uma política definida neste momento. Vamos considerar nossa abordagem tendo analisado nossos pontos fortes e fracos, enquanto monitoramos de perto as tendências da indústria.”

Dessa forma, o preço dos próximos projetos da Capcom ainda está no ar. Estamos falando de títulos como Resident Evil Village (cujo lançamento está previsto para 2021) ou Pragmata (previsto para 2022 ou mais).

O que está claro é que pode haver muitas maneiras de lidar com essa mudança geracional quando se trata de preços. A 2K Games já confirmou que NBA 2K21 seria mais caro na próxima geração, valendo 70 dólares em vez dos 60 que custarão no Xbox One e PlayStation 4. A Ubisoft, por sua vez, confirmou que Assassin’s Creed Valhalla, Far Cry 6 ou Watch Dogs Legion (todos eles jogos intergeracionais) terá um preço de 60 dólares, mas não comentou o preço que seus títulos terão quando forem exclusivos para Xbox Series X e PlayStation 5.

Estaremos atentos a futuras notícias sobre este assunto que podem afetar os nossos bolsos. O que vocês acham?

 

Fonte

74 comments on “A Capcom está com dúvidas de quanto cobrará por seus jogos no Xbox Series X e PS5

  1. A Capcom está com dúvidas de quanto cobrará por seus jogos no Xbox Series X e PS5……. só sei que aqui no brasil estamos lascado de qualquer jeito.

  2. Ela não teve dúvidas em cobrar dos sonystinhas por cada personagem, roupa, estágio e outras coisas em Street Fighter 5. A dúvida dela é que ela sabe que isso não cola fora do console da Sony.

    1. Só para explicar a trouxas como vc que não tem o jogo e falam mer* sem saber (uma pesquisa no Google pouparia vc de pagar atestado de burro), que é possível obter todos os personagens, cenários, roupas, etc. de graça, atráves dos FP, que vc ganha jogando offline, online, cumprindo desafios diários, semanais, etc.

  3. podem colocar o preço que for, sempre tem idiota que vai comprar, exemplo disso é versão ultimate de assassins creed a 499 ou as versões de fifa 21.

  4. Das empresas japonesas elas serão as primeiras aumentar seus preços, Capcom já tinha uma política ruim a tempos, square vendendo jogos em parcela, Konami só faz jogo lixoso, bandai jamais se deu ao trabalho de dublar seus jogos, vocês acham que alguma empresa de lá vai ser pro consumidor?

  5. Pode cobrar o quanto quiser, cobra uns Us$100 logo sonysta paga, eu sei que vou jogar lançamentos Triplo A Day One no Gamepass, estarei bastante ocupado jogando e esperando o preço dos outros jogos baixar. Enquanto isso Sonystas desembolsando R$500 parcelado em 24x na casas Bahia, para jogar um joguinho por ano.

    1. No final das contas até os sonistas alienados vão ter que deixar o haterismo de lado e investir em um Xbox Series S ou Xbox One X pelo custo benefício.

      1. Qualquer consumidor sensato fará isso, priorizará o XB na próxima geração. Afinal, as opções não são excludentes e o PS pode ser adquirido tb mais pro final da geração, quando alguns jogos da Sony estarão bem mais em conta. Mas o XB é imbatível por ser mais poderoso e ter as melhores versões dos multis e ter os melhores recursos e serviços, especialmente o GP com os exclusivos no lançamento.

    2. E daí! Deixa o cara gastar o que quer para ser feliz…
      Vc não faz o mesmo?
      Porque tentar dizer que vc e melhor ou faz isso e aquilo? Por acaso deve apenas um dos lados ter felicidade? Ridículo aquele que se expõe tentando mostrar vantagens do que o outro não tem…

  6. Devia cobrar menos na plataforma que roda o jogo melhor, afinal dá menos problema para os devs ficarem quebrando a cabeça a como contornar a ausência de DirectML para reconstrução tempororal por deep learning e o Ray Tracing que usa toda a GPU porque tem menos CUs e não tem hardware dedicado para processar os raios.

  7. Sabe o que me deixa indignado ? É a mídia digital ser por muitas vezes mais cara que a física, sendo que o custo da digital é mil vezes mais barata de se vender, pq não cobram tipo o lançamento por 70 dólares na física e 50 dólares na digital ? Estimularia o público a cada vez mais poupar todo o trabalho desde a confecção até a logística.

  8. Para a galera da nostalgia será ótimo. Vocês lembram quando o preço de 2 cartuchos era o preço do console que vinha com um cartucho?

    Não é a lembrança que eu quero.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *