Carregando...

As grandes marcas dos videogames se juntam para combater as mudanças climáticas

A Alliance Playing for the Planet (Playing For The Planet Alliance) é uma nova iniciativa da Organização das Nações Unidas que juntou 21 empresas na indústria dos videogames para combater as mudanças climáticas. A proposta levará empresas como Xbox, Stadia, PlayStation e Ubisoft a tomar medidas para reduzir a poluição causada por seus dispositivos ou processos de produção, enquanto informam o público sobre os perigos das mudanças climáticas.

Uma das ações anunciadas é um modo de suspensão para o próximo console PlayStation que consumirá menos energia do que a mesma funcionalidade do PlayStation 4. “Se apenas um milhão de usuários ativar essa função, ele poderá economizar o uso de eletricidade equivalente a 1.000 casas americanas”. explicou Jim Ryan, CEO da Sony Interactive Entertainment.

A Microsoft prometeu reduzir as emissões de sua cadeia de produção em 30% até 2030 e garantiu que 825.000 de seus consoles Xbox sejam fabricados sem emissões de carbono, como pode ser lido na GamesIndustry.

Por seu lado, a equipe do Google Stadia está trabalhando em um guia para informar sobre o desenvolvimento de videogames sustentáveis e financiando uma investigação sobre como impulsionar a luta contra as mudanças climáticas por meio da jogatinas.

A Ubisoft anunciou que utilizará matérias-primas produzidas em fábricas “ecologicamente corretas” . A Sports Interactive se une à iniciativa com a proposta de usar apenas embalagens recicladas, o que economizará 20 toneladas de plástico em 2019.

As empresas participantes até agora são Microsoft, Sony Interactive Entertainment, Google Stadia, Ubisoft, Sports Interactive, Twitch, Niantic, Supercell, Playmob, Rovio, Sybo, Space Ape, Wild Works, Green Man Gaming, Creative Mobile, Reliance Games, iDreamSky , E-Line Media, Strange Loop, Pixelberry e Internet da Elephance.

As Nações Unidas estimam que entre todas essas empresas são alcançados mais de 970 milhões de jogadores. As marcas reduzirão suas emissões de CO2 em aproximadamente 30 milhões de toneladas até 2030.

A iniciativa faz parte de um estudo das Nações Unidas que explora como a indústria de videogames e os 2,6 bilhões de pessoas atingidas podem ajudar a proteger o meio ambiente.

 

Fonte

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.