Ashen será um jogo Xbox Play Anywhere mais adiante

Ashen já se tornou um dos jogos importantes deste dezembro para os usuários do Xbox One. E no The Game Awards não só anunciou seu lançamento iminente, mas também sua chegada ao serviço exclusivo Xbox Game Pass, juntos com outros jogos que chegam em dezembro como Mutan Year Zero, Hellblade, PES 2019 ou Below. No entanto, parece que o jogo iria perder uma das características anunciadas: compatibilidade com o Xbox Play Anywhere, o que nos permitiria também jogar no nosso PC com o Windows 10, continuando nossos jogos salvos ou mesmo compartilhando jogos entre Xbox e PC sem gastar dinheiro a mais por isso.

A razão disso foi por conta de uma acordo com a Epic Games. Além do Xbox One e sua inclusão no Xbox Game Pass, o Ashen também foi oferecido para ser comercilizado na loja da Epic Games, então, por enquanto, o PC só pode ser comprado através dessa loja. No entanto, como seus desenvolvedores comentaram no Twitter, não será permanente, uma vez que os planos para lançar o jogo na Windows Store ainda estão presentes. E também foi confirmado que junto com isso, Ashen se tornará um jogo do Xbox Play Anywhere através de uma atualização posterior, quando o jogo aparecer na loja do Windows.

O estúdio Annapurna Interactive não deram uma data específica no momento, mas estaremos atentos para saber a data em que este recurso também será incorporado em Ashen e assim convertê-lo em outro jogo Xbox Play Anywhere.

37 comments on “Ashen será um jogo Xbox Play Anywhere mais adiante

  1. Achei bem razoável e limitado, as porretadas são lentas, e um inimigo aqui e ali , sem trilha sonora, morno muito morno. Joguei tbem o jogo do Patolino que é o mesmo estilo Arma Tatics, mas ainda prefiro esse ultimo, apesar que desisti na metade, entedia demais.

    1. Já perdemos o costume de games com esse peso, mas games como skyrim na geração passada pesava apenas 5gb, e só nesses 5 tinha uma infinidade de conteúdo no jogo.

  2. Que ambientação incrível! Eu comecei a jogar esse jogo só por causa do hype que criaram aqui no Windows Club e quando iniciei o jogo morri umas 50 vzs antes de concluir a primeira missão e ainda pensei em desistir por achar difícil haha. Nunca joguei dark souls então precisei apanhar bastante pra me adaptar. Estou adorando esse jogo e o mesmo superou as minhas expectativas tanto que deixei BFV de lado e The Witcher 3 Blood and Wine… Por hora minha prioridade é zerá-lo

          1. Como diria Arnaldo “um milhão fake” DK, é um Dark Souls de Taubaté kkkkkkkk mas é muito bom msmo, bonito e desafiador, acabei de passar o terceiro chefe xarope, tem q ter um pouco de paciência kkkkkkk

      1. Até o momento eu só cheguei ao primeiro “boss”, e só morri uma vez nesse meio tempo, mas depois de morrer essa vez cheguei até a sentar direito na cadeira, uaehaeuhaeuh, é foda, me lembrou de quando eu jogava Dark Soul’s, o segredo é muita movimentação e sempre polpar energia para esquiva/rolar, utilizar o escudo também para uma aproximação, a guria com a lança é chata pakas…

      2. Até o momento eu só cheguei ao primeiro “boss”, e só morri uma vez nesse meio tempo, mas depois de morrer essa vez cheguei até a sentar direito na cadeira, uaehaeuhaeuh, é foda, me lembrou de quando eu jogava Dark Soul’s, o segredo é muita movimentação e sempre polpar energia para esquiva/rolar, utilizar o escudo também para uma aproximação, a guria com a lança é chata pakas…

  3. A história sensacional, a ambientação, a arte do jogo, a trilha sonora épica, a exploração de cenários (que me lembra a primeira vez que joguei o Ori), a mecânica de combate muito bem feita (trave a mira nos inimigos e se delicie), as Boss Fights memoráveis, e um mundo aberto rico em diversos tipos de inimigos, fazem esse jogo ser excelente, e superar (bastante) minha expectativas. Pelo que joguei até agora, daria uma nota 9,5/10. Só tiraria 0,5 pelo fato do multiplayer coop com um amigo não ser tão sugestivo.

  4. Que bom, espero que o Play Anywhere não seja esquecido. Eu mesmo desisti de comprar Shadow of The Tomb Raider digital por não ser. Eu até achei estranho isso, visto que a MS tem acordos de marketing e o Rise era play anywhere.

  5. Infelizmente ainda não tive tempo de jogar muito, mas pelo pouco que joguei achei o jogo fantástico. E também achei ele perfeito exatamente do jeito que é, não precisava ter gráficos melhores, fotorrealismo, história profunda nem nada. Ele é ótimo exatamente do jeito que é, tem sua própria arte, divertido e prende muito no jogo. Ele cumpre o que sempre defendo: um jogo não precisa de grandes gráficos ou história pra ser um ótimo jogo, basta um gameplay consistente com fator diversão.

    Obs.: Sei que o jogo tem até uma história interessante, mas digo que pelo menos pra mim não foi o fator que mais me atraiu.

  6. Estou gostando bastante do game. Nunca curti muito Dark Souls, mas gostei desse Ashen. Achei meio difícil em alguns determinados locais do mapa, mas nada que se compare a um Cuphead da vida. Estresse em alguns momentos mas me diverti muito mais em outros 3 sinceramente estou me surpreendendo positivamente com o game. Ele supriu as minhas espectativas, pois era o que eu estava mais ansioso e geralmente quando estamos muito hypados pra algo acabamos nos decepcionando.
    O único problema q eu achei no Game foram alguns crashes do nada, e isso ocorreu umas 4 vezes qnd eu estava com muita grana então acabei ficando muito bravo kkkk, mas fora isso tá muito legal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *