Carregando...

Chriss Grannell tenta corrigir suas declarações sobre o Xbox Series X, mas dá errado

Ontem mesmo, estávamos dando a você a notícia de que um ex-desenvolvedor alinhado com os estúdios da Sony alegou que apenas o Xbox Series X teria o Ray Tracing em tempo real. Isso gerou uma onda de revolta e polêmica nas web e que muitos fãs do Playstation foram pressionar Chriss Grannell para que ele se retratasse.

No Windows Club, sempre gostamos de coletar a história completa, e o testemunho de Chriss Grannell está longe de ser algo que será esquecida em dois dias. Tudo o que será repassado terá a devida fonte.

Era evidente que grande parte da comunidade azul atacaria Grannell depois de ter divulgado essas declarações. E assim foi. O desenvolvedor sentiu-se atacado e tentou mover a conversa do lugar, e chegou a dizer que suas declarações foram manipuladas pela imprensa.

No entanto, talvez o que Grannell não esperava é que o criador do artigo original e o editor do podcast em que ele divulgou suas declarações o tenham pulado, lembrando que o programa está gravado e pode ouvi-lo quando quiser, ninguém manipulou suas palavras.

Diante disso, ele tentou evitar problemas com o seguinte:

Obrigado por entrar em contato Charles. Desculpe, eu não estava tentando desacreditar seu artigo, é assim que algumas coisas são apresentadas. Então, com relação a isso, eu estava dizendo que eles teriam dificuldade em encontrar o equilíbrio certo (já que compromissos podem precisar ser feitos), não que o hardware não possa.

É muito possível que Chriss tenha entrado em um jardim do qual será difícil sair. No meio da “guerra dos consoles”, você precisa ter cuidado com o que é dito. Ele ainda disse que não tinha o kit de desenvolvimento, mas as suas matérias estavam relacionadas ao poder bruto e não a linguagem de programação, então acredito que isso não tenha influenciado tanto.

Então é isso, quem duvidar pode ouvir o podcast e confirmar que tudo o que ele falou. Além disso, quando confrontado com o site responsável pela entrevista, como visto acima, ele recuou.

O novo console da Microsoft promete 12 teraflops de potência da GPU, arquitetura RDNA2 e software de áudio dedicado. O Ray Tracing e seu SSD com a arquitetura Xbox Velocity prometem ser uma revolução nos videogames.

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.