Com Avowed, Bethesda acidentalmente criou seu próprio rival do Elder Scrolls

Uma flecha aponta o caminho. Disparado de um arco no alto de uma parede do castelo, o projétil se arqueia através de uma nuvem cinza, a chama rolando em torno de seu eixo, antes de perfurar o peito de seu alvo, um guerreiro esqueleto a um quilômetro de distância.

Essa é a cena com a qual a Obsidian Entertainment escolheu para apresentar ao mundo Avowed, seu próximo RPG. O estúdio nos disse pouco sobre o jogo – apenas que será épico, em primeira pessoa e apoiado por fundos próprios do Xbox. Mas isso foi o suficiente. Obsidian, e todos os outros, sabiam exatamente qual era o alvo da empresa: Skyrim.

Poderia ter sido muito diferente. Na verdade, o relacionamento da Obsidian com RPGs de primeira pessoa começou há uma década por ordem de Bethesda, a criadora de Skyrim e da série pai do RPG de 2011, The Elder Scrolls.

Ao contrário, digamos, da Ubisoft, a Bethesda manteve seu principal estúdio interno pequeno – mesmo depois de Fallout 3, sua equipe de desenvolvimento ainda não tinha 100 pessoas. Isso significava que ele poderia se concentrar apenas em um jogo de cada vez, e enquanto a Bethesda Game Studios trabalhava no que se tornaria Skyrim, a série Fallout estava abandonada.

Como tal, Bethesda decidiu encomendar um jogo provisório do Fallout, e decidiu que Obsidian seria o estúdio para fazer isso. A escolha fazia sentido: fora da Bethesda, ninguém conhecia o universo Fallout melhor do que a equipe da Obsidian, muitos dos quais trabalharam nos jogos Fallout originais dos anos 1990 no Black Isle Studios.

Mas a equipe Obsidian tinha pouca experiência com um motor em primeira pessoa como o Fallout 3, e recebeu um prazo apertado. O resultado foi Fallout: New Vegas de 2010 – um jogo com muitos bugs.

Claro, essa não é toda a história. Nos anos após seu lançamento, New Vegas se tornou um totem para os defensores de RPGs reativos. Os fãs gostavam de comparar a restrição comparativa dos próprios mundos de Bethesda com a história baseada em escolhas e as complexas relações de facções em New Vegas. A boa vontade do público para uma sequência potencial começou a crescer, e Obsidian publicamente apoiou a ideia. “Falamos sobre isso o tempo todo”, disse o CEO Feargus Urquhart ao Kotaku em 2012 . “Acho que Fallout: New Vegas 2 seria arrasador.”

O novo diretor de Vegas, Josh Sawyer, ainda estava respondendo a perguntas sobre o jogo vários anos depois. Mas a Bethesda nunca deu a Obsidian essa chance. Na década desde New Vegas, seus próprios estúdios cresceram, dando à empresa a capacidade de trabalhar em vários jogos simultaneamente. “Agora que nossa empresa é tão grande”, disse o diretor da Bethesda, Todd Howard, ao The Guardian em 2018 , “é sempre melhor manter as coisas internas.”

E então, aparentemente, Obsidian se cansou de esperar. Com a ajuda de uma editora diferente, a Private Division, construiu um sucessor espiritual do New Vegas chamado The Outer Worlds. Embora não pudesse se igualar a Fallout em escala, Obsidian foi duro em caminhos alternativos, apoiando em várias rotas através das estações espaciais do jogo.

Em meu próprio jogo de The Outer Worlds, persegui obstinadamente a prisão de Phineas Welles, o fugitivo que arrisca sua vida para salvá-lo do eterno sono criogênico no início do jogo. Eu finalmente consegui, quase literalmente invertendo o roteiro da trama planejada do jogo – um tipo de reatividade raramente vista até mesmo em RPGs.

Obsidian nunca cortejou a crescente insatisfação do público com a direção da série Fallout sob Bethesda. Mas tem se beneficiado com isso. The Outer Worlds chegou após Fallout 76, um jogo que – inicialmente, pelo menos – sacrificou a interação profunda de um mundo vivo cheio de NPCs para oferecer suporte ao multiplayer online. Nesse contexto, a oferta da Obsidian de uma história verdadeiramente maleável, dirigida por desenvolvedores que moldaram Fallout quando era isométrico, foi oportuna e tentadora.

Agora que Obsidian é um estúdio Xbox, a Microsoft espera que The Outer Worlds possa ser uma “franquia duradoura”. Avowed, então, é uma maneira de repetir o truque: criar um jogo que se alimenta do apetite por The Elder Scrolls, da mesma forma que The Outer Worlds faz com Fallout.

Dito isso, The Elder Scrolls 6 ainda está muito longe – definido para produção completa após o próximo projeto da Bethesda Games Studios, Starfield, ser concluído (e não esperamos nenhuma notícia sobre esse jogo até 2021) – e Obsidian tem um vantagem única. Avowed não se passa em um novo mundo de fantasia, mas em Eora, o mesmo lugar que os jogadores de Pillars of Eternity vêm explorando há anos.

O último jogo Pillars, Pillars of Eternity II: Deadfire de 2018, foi aclamado pela crítica, mas vendeu pouco. “Se considerarmos fazer outro jogo Pillars neste estilo, teremos que reexaminar todo o formato do jogo”, disse o diretor Sawyer a um fã no ano passado. “É difícil saber exatamente por que uma sequência vende pior do que seu antecessor se ambos os jogos tiveram uma recepção positiva pela crítica. O problema é que sem realmente entender o (s) motivo (s), é difícil saber como seguir em frente.”

Parece que a aquisição da Microsoft deu à Obsidian seu caminho a seguir: um jogo muito mais caro que ela não poderia ter feito como um estúdio independente. Com Avowed ele consegue bancar a construção mundial de Pillars e canalizá-lo em um RPG de primeira pessoa com potencial para um público muito mais amplo do que os dos fãs dos jogos isométricos.

É só nisso que estamos lidando agora: potencial. Mas seria sensato observar este espaço, e pode apostar que Bethesda também está. Talvez com um pouco de remorso – perguntando-me se tudo isso poderia ter sido evitado se eles tivessem pedido outro New Vegas.

Avowed está previsto para ser lançado para PCs Xbox Series X e Windows 10, e também chegará ao Xbox Game Pass.

140 comments on “Com Avowed, Bethesda acidentalmente criou seu próprio rival do Elder Scrolls

      1. Na verdade acho q não, eles soh querem exclusivos pra fazer listinha mas soh jogam mesmo multi e pouquíssimos exclusivos, soh aqueles com fotorealismo…

      2. https://www.tudocelular.com/mercado/noticias/n161201/ps5-vs-xbox-series-x-playstation-5-vende-microsoft.html
        Chora, fará 2 por 1 segundo a matéria.

      1. a E3 de 2017, 2018, 2019 e 2020 da Sony mandam lembranças com Zero jogos Novos AAA first party para PS4, tudo o que a PS4 recebeu de 2016 para a frente foi jogos que iniciaram desenvolvimento até 2016.

    1. Manda agora Phil comprar a exclusividade do Final Fantasy 6 e tudo se acaba, já que o 7 só é modinha porque foi exclusivo do Playstation 1.

  1. Uma pena que vai sair só la pra 2023 na melhor das previsões deles mas deverá ser grandioso, agora estou curioso pra saber o que a Compulsion games está fazendo.

        1. Claro amg falando isso só da mais motivos pra te zoarem a não ser que vc seja masoquista ai até vai mas se nao for o seu jeito de pensar é bem perturbado ein

          1. Eu só tenho plena certeza do que falo e vc falando que estou errado é só uma prova que estou certo 😁

          2. Ok vc é perturbado demorei muito tempo pra perceber isso kkkkkk continua pensando assim é bom que eu posso dar umas risadas aq de vez em quando com os teus comentários nesse site. Kkkkkk

          3. Ok. Quando vir que eu estou certo, vai inventar alguma coisa aí pra dizer que não, como a bobagem que o Gamepass é algo bom e tudo. Até

          4. Nunca vou ver que vc está certo pq temos opiniões diferentes oq eu acho certo vc não acha e vice versa vc precisa aprenda que a sua opinião não é a certa e sim que todos tem opiniões diferentes mas pessoas como vc dificilmente aceita isso,é trágico mas essa é a realidade.

          5. Já vi que discutir com vc levará a nada td bem se vc quiser seguir esse pensamento na sua vida vc será uma ótima pessoa 👍

  2. Nem tava sabendo que ia se passar no mesmo universo do Pillars of Eternty, bem bacana. Ainda tenho que jogar o segundo. Quanto a esse Avowaed, tá prometendo bastante, ansioso pra ver um gameplay.

          1. então toma um foda-se gratuito. tudo que é lixo de mod do esgoto vicio é tratado de bosta pra baixo, não gostou? foda-se

  3. O Xbox não será o console de jogos AAA. Será o console de jogos A, AA, AAA, rpgs, retro, plataforma, corrida, luta, shooter, mundo aberto, fechado, narrativa, enfim, para os diferentes públicos e idades.

  4. Um jumento aqui comentou a que a Microsoft so investe em jogo barato, exceto Halo, Gears e Forza. Avowed arrisca a destronar Halo e se tornar a principal franquia da Xbox Game Studios, mas ainda é preciso esperar pelo gameplay de Hellblade 2 e pelo jogo da The Initiative (tá dificil parir essa criança.)

      1. Precisa mesmo mas acho que avowed nao parece um jogo carro chefe se eu fosse escolher seria Fable pra mim o novo carro chefe dessa geração pra MS

      2. Eu vi os gráficos do Halo com oclusão de ambiente, que estava faltando naquela demo. Nunca vi vegetação mais linda e viva. Todo o resto também ficou lindo também. Faltam algumas animações reativas e só isso, em alguns momentos tem e em outros não. Isso indica que ainda vão implementar, a demo não foi feita com o produto final.

      3. Vai lá no canal oficial de Halo e leia os comentários do Gameplay. Pessoal tá maluco com aquilo.

        TLOU 2 quando saiu o trailer a Sony teve que remover dos disliks e comentários, sem falar na reação no metacrict.

        O jogo parece estar altamente divertido. Vá lá e leia, vai se surpreender.

  5. Esse Avowed tá prometendo muito só vendo gameplay pra ver como o jogo tá mas se os gráficos estiver daquele jeito que nem no trailer SO VEM

  6. Caixistas já gosta de se iludir msm, depois de Halo e os triplo AAA indies no console mais parrudo, tão botando todas as fixas nisso kkkkk

    1. Não entendo esse merda sobre Halo Infinite. Está faltando oclusão de ambiente, aspereza e algumas animações. Etapas que deixaram pro final da produção de Halo. Tudo foi esclarecido. Ahh, antes que eu me esqueça, a vegetação ficou linda, coisa next-gen, assim como todo resto ao se colocar oclusão de ambiente.

  7. Chora

    Sony começa a conquistar o mundo do entretenimento com animes
    Setor preparado para ocupar o centro das atenções entre os estúdios do grupo Sony (Animes, Jogos, Música e Filmes)
    Publicado por Byfelibk, em

          1. https://www.tudocelular.com/mercado/noticias/n161201/ps5-vs-xbox-series-x-playstation-5-vende-microsoft.html
            Chora, fará 2 por 1 segundo a matéria

  8. O Xbox voltará a ser a “casa” dos RPGs. Obsidian, InXile, Playground serão referências na criação de jogos desse gênero. E em especial a Obsidian tem tudo pra voltar à sua plena forma com o suporte total da Microsoft.

  9. Assistindo o documentário da história do KI que fizeram é inacreditável pensar que a Ms não esteja fazendo uma sequencia, o jogo tem muitos fans e principalmente nos EUA, KI 2 no lançamento da nova geração deveria ser obrigação da MS, foi um dos principais jogos do lançamento dessa geração e levou apenas 10 meses de desenvolvimento até o lançamento, os desenvolvedores gostavam tanto do jogo que o cara quase chorou quando contou que seriam afastados do projeto pq a Amazon comprou o estúdio.

    1. Eu acredito que eles tão de olho no lance do KI, ainda mais que o #BringBackKI já rola há um belo tempo e o Max Dood sempre traz o jogo pra não deixar morrer. Acho que o que tá impedindo a princípio é algum estúdio pra dar sequência ao jogo. Como você disse, a Double Helix a Amazon levou, já a Iron Galaxy que assumiu na Season 2 e 3, sempre trabalharam com muitos ports, então imagino que nessa transição de geração não deva ser diferente.

      Apesar de realmente querer um MK vs KI, como o otimista disse abaixo, mesmo que a NRS entrasse pro XGS, Killer Instinct não me parece muito a cara deles.

      1. A Iron galaxy depois do KI fez o extinction que foi um tremendo fracasso, no entanto eles mudaram o escritório para um maior, contrataram muita gente e estão fazendo algo grande que permanece em segredo, não tem nenhuma pista desse trabalho mas não deve ser coisa dela.

  10. Ainda bem que existe a Bethesda pq sendo da Microsoft já sabemos que não será o mesmo nível que The Elder Scrolls… Obsidian devia continuar com Pillars of Eternity!

  11. Já tem o “Fallout”, vai ter o “Skyrim” e ainda tem outro jogo pra revelar do antigo diretor do New Vegas, negócio tá bom na Obsidian.

      1. Os próprios Fallout da Bethesda são de Taubaté kkkk, o único querido pelos fãs da franquia depois da Bethesda ter os direitos é o New Vegas feito pela própria Obsidian.

        1. Kkkkkkkkk vai acreditando nisso ai, Fallout 3, Fallout 4 e Skyrim estão aí para mostrar que The Outer Worlds não chega nem perto do que são esses jogos!

          1. Na verdade agora segundo os caixista, o New Vegas só ganha pq a Obsidian agora é da Microsoft kkkkkkkk

            É uma piada os comentários desses fanboy!

          2. Engraçado que em todas – sem exceção – as votações o Playstation ganha do Xbox como melhor console. Mas aí votações não valem… Quando é de interesse de vcs, aí vale

          3. Fallout nasceu com os cabeças da Obsidian e InXile, e vocês aí pagando pau pra Bethesda, que chamou a própria Obsidian pra fazer o New Vegas e mostrou como se faz um Fallout, agora criou o The Outer Worlds com baixo orçamento e o jogo é comparado com Triple A da Bethesda, mas segundo você só fanboys acha isso e sua palavra é absoluta.

          4. O que eu falo é verdade. Apenas isso. Fallout é infinitamente inferior ao resto dos outros modernos… A começar que esse lixo é uma propaganda ridícula de Partido Republicano no jogo é ridícula de mascarada

  12. Eu joguei praticamente todos os jogos publicados pela Paradox Interactive. O único que não me chamou atenção foi Pillars of Eternity, acho que pelo fato de não ser parecido com nada que a Paradox faz ou publica. Acho que o erro da Obsidian foi a publisher, pois o público da Paradox quer rts, grand strategy, ou até city builders, poucos olham para um RPG publicado por ela. Inclusive, acho que nunca sequer exibiram ele em edições da PDXCon.

  13. https://www.tudocelular.com/mercado/noticias/n161201/ps5-vs-xbox-series-x-playstation-5-vende-microsoft.html
    Chora, fará 2 por 1 segundo a matéria

  14. Ótimo texto. Parece que foi escrito por quem curte jogar esses jogos. É realmente curiosa essa história do declinio da bethesda e o espaço que a obsidian ocupa hoje em se tratando destes rpgs em primeira pessoa. Eu espero que um pillars 3 seja realidade um dia , inclusive. Seria o máximo também!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *