Carregando...

Correção de bug dos processadores da Intel deve deixar os PCs mais lentos, e agora?

Correção de bug dos processadores da Intel deve deixar os PCs mais lentos, e agora?

intel-processador

Mal começou o ano para a Intel e já temos uma grande falha que foi detectada nos seus processadores que afeta os modelos lançados durante a última década e que a correção deverá piorar o desempenho dos computadores.

Infelizmente, nos últimos anos, nós nos habituamos a conhecer falhas de segurança maciças que colocaram em perigo nossos dados e informações. Nas últimas horas, foi descoberto a existência de um “defeito que afeta diretamente o design dos processadores Intel” e que afetaria milhões de PCs em todo o mundo.

Os detalhes da vulnerabilidade ainda não foram tornados públicos, por razões óbvias, mas do The Register publicou alguns detalhes da violação de segurança da Intel cuja solução requer o redesenho dos principais sistemas operacionais e, mesmo assim, terá consequências a experiência dos usuários.

Um bug que requer modificar Windows, Linux e Mac

A partir do que é conhecido até agora, sabemos que esta falha no design dos processadores Intel (x86-64) da última década significaria um furo de segurança pelo qual o software mal-intencionado poderia acessar áreas da memória do núcleo de computadores, deixando a deriva informações confidenciais, como dados de aplicativos e senhas.

A solução para este bug requer a ação dos desenvolvedores dos principais sistemas operacionais, ou seja, que afeta Windows, GNU/Linux e Mac.

Redução de desempenho de até 30%

Os programadores já estão trabalhando em uma solução. O Windows já corrigiu o erro nas versões betas de seu sistema, mas espera-se que a atualização geral seja lançada para versões estáveis de todo o mundo nos próximos dias. O mesmo acontece com patches para sistemas baseados em Linux.

O sistema Apple não escapou desta falha nos processadores Intel. O MacOS também terá que ser atualizado. Um detalhe para ter em mente que segundo o The Register é que, no caso do Windows e Linux, a atualização significará um declínio no desempenho dos processadores. Ou seja, os usuários verão como seus computadores perdem poder. Fala-se entre 5 a 30% de perda de desempenho, dependendo do processador Intel.

AMD

AMD-Logo

 

A AMD confirmou que seus processadores não são afetados por esse bug de segurança. “Os processadores AMD não estão sujeitos aos tipos de ataques que o recurso de isolação da tabela de página do kernel protege“, explica Tom Lendacky, um engenheiro da AMD. As ações na bolsa de valores da AMD subiram esta manhã como resultado da falha do processador da Intel. A Intel ainda não comentou publicamente sobre o problema de segurança.

O que podemos fazer?

Por enquanto, espere e reze. Os usuários têm que aguardarem a atualização prometida dos sistemas operacionais que corrigem esta vulnerabilidade. No Windows, isso poderá ser lançado na próxima terça-feira (9). Obviamente, os detalhes do bug estão sob o embargo da Intel e, exceto o que já foi vazado, não serão conhecidos até serem corrigidos

Um erro como esse permitiria que o malware acessasse partes protegidas do sistema e tornasse mais fácil explorar outras falhas de segurança. Mas o problema será a correção, pois nossos PCs poderão ficar, como dito acima, até 30% mais lentos.

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.

Curta nossa nova página no Facebook!