Carregando...

Digital Foundry está impressionada com o avanço gráfico de Gears 5

O Gears 5 já está aqui e, além de algumas análises bastante positivas, a análise técnica obrigatória da Digital Foundry não poderia faltar, o que vem rapidamente para nos contar todos os detalhes técnicos deste novo título. Os garotos do DF ficaram agradavelmente impressionados com o que viram no novo jogo da The Coalition, que não hesitam em proclamar como o maior salto técnico da franquia.

Dado que o Gears já é uma saga que está presente em duas gerações de consoles, não é pouco mérito, mas é que o Gears 5 faz uso das mais modernas técnicas de resolução dinâmica, para oferecer 60fps impressionantes e muito sólidos no Xbox One X. Isso é alcançado com uma resolução dinâmica que varia de 1584p a 4K no X e de 792p a 1080 no Xbox One S.

São excelentes resultados que o Unreal Engine 4 alcança no Gears 5, o que significa que para a Digital Foundry não há grandes diferenças na aparência entre o Xbox One S e X, são dados graças a uma técnica inteligente que adapta a geometria e a resolução à cena e, em seguida, aplica todos os efeitos à imagem já adaptada, sobrepondo o hub. Dessa forma, o que vemos será sempre mais nítido e limpo, mesmo que a resolução possa ser reduzida.

Para se ter uma ideia, a cinemática do jogo é gerada pelo mecanismo em tempo real, mas com uma modelagem com 50% a mais de carga poligonal, além de técnicas avançadas para aplicar várias camadas de texturas e efeitos para alcançar maior realismo. De acordo com a Digital Foundry, a qualidade de imagem alcançada pelo Gears 5 no Xbox One X é superior ao que pode ser visto com a melhor GPU do mercado executando o Gears 4.

Quanto aos cenários, a Digital Foundry enfatiza que o estúdio renovou a paleta de cores do jogo, dotou os cenários de maior complexidade e tamanho, mantendo um desempenho muito bom. Ele também destaca a inclusão de coberturas e pisos destrutíveis, que dão ao jogo uma aparência mais realista. Um feito técnico que nos faz querer saber o que a The Coalition pode fazer com um hardware ainda mais poderoso e um Unreal Engine mais evoluído.

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.