Carregando...

Digital Foundry, impressionado com os gráficos de Halo Infinite

Acreditamos que este conteúdo poderá até deixar alguns de boca aberta. Embora ainda haja muito para saber como o Halo Infinite, o pessoal do Digital Foundry já está trabalhando na análise das melhorias gráficas que o jogo oferecerá em relação aos jogos desta geração. Hoje eles publicaram um vídeo em que tentaram abordar todo o trabalho do novo motor do Slipspace que o jogo possui.

Embora eles estejam conscientes de que o que eles analisaram é um trailer (não é CG), eles conseguiram encontrar melhorias significativas no Halo Infinito em relação ao seu antecessor, o Halo 5: Guardians, que manter os 60 fps era a prioridade e, portanto, ter que se adaptar a um console menos potente como o Xbox One Fat, não tinha um desempenho gráfico rico em detalhes e efeitos.

O Halo Infinite mantém 60 fps e melhora em muitos aspectos

Embora Halo ainda não mostre os efeitos de luzes e sombras no trailer que são esperados em um salto gráfico importante, é evidente que existem algumas coisas que melhoraram bastante. Sem ir mais longe, as texturas que são vistas nos detalhes da nave, a roupa do sobrevivente ou a armadura do Master Chief estão em um nível diferente.

O número de polígonos aumentou muito e, em cenas como o Master Chief em pé na nave, é possível ver objetos físicos que o cercam muito melhor. Técnicas como mapeamento de oclusão de paralaxe podem ser usadas no Halo Infinite pela primeira vez, dando um acabamento realista às superfícies de certos objetos sem afetar o desempenho.

Em resumo, existiu uma boa evolução gráfica em Halo Infinte, mas ainda falta aprimorar alguns outros pontos até o lançamento. Deixamos o vídeo completo da Digital Foundry para que você possa avaliar o resultado, vale a pena dar uma olhada:

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.