Carregando...

É assim que o futuro Ray Tracing do Xbox Project Scarlett funciona

Não é mais um segredo que Ray Tracing é o futuro do Xbox. Não apenas porque o Xbox Project Scarlett terá núcleos dedicados a ele, mas porque Redmond está dedicando muito esforço na criação de suas próprias ferramentas de Ray Tracing, graças ao DirectX.

A grosso modo, Ray Tracing é basicamente uma forma de lidar com truques de iluminação para tornar os gráficos com uma aparência mais realista, enganando nossos olhos. É um truque muito utilizado em filmes de super-heróis de Hollywood.

A conta oficial do DirectX compartilhou um vídeo no qual mostra como as APIs do DX se comportam aplicando a técnica de denoising no Ray Tracing. A grosso modo, essa técnica consiste em eliminar o ruído gerado pela sobreposição da imagem . Assim explicado, parece algo simples de lidar, mas os programadores lutam há muito tempo para que o barulho não suje a cena final.

Na Microsoft, eles depuraram as APIs do DirectX Ray Tracing para trabalhar com denoising. No vídeo em anexo, podemos ver como o resultado é espetacular, combinando a eliminação do ruído com a oclusão do ambiente.

O Raytraced AO da Microsoft alcança uma cena final limpa e muito mais realista, mesmo com a total ausência de texturas ou cores. Apenas modelagem e iluminação. Como resultado, temos uma cena muito bem acabada com um consumo muito eficiente de recursos capazes de rodar em jogos a 4K e 60 fps.

Este é sem dúvida o futuro do Xbox Project Scarlett, não vamos esquecer que a nova máquina da Microsoft usará essas APIs nativamente.

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.