Electronic Arts está “mais interessadas do que nunca” em aquisições de estúdios

Hoje, durante a teleconferência trimestral da Electronic Arts para analistas e investidores, o diretor financeiro Blake Jorgensen falou sobre possíveis aquisições. Questionado sobre a posição atual da empresa em relação à compra de novos estúdios (a pergunta mencionou um “grande ativo” provavelmente sugerindo a divisão de jogos da Warner Bros.), Jorgensen trouxe a aquisição da Respawn como um exemplo do que a Electronic Arts geralmente faz.

Segundo o executivo, as melhores aquisições na história da EA são aquelas que nascem de relacionamentos de longo prazo com um estúdio. O que eles tentam fazer é “comprar grandes talentos versus jogos”.

Segundo Jorgensen, essa aquisição não era sobre Titanfall, mas sobre o talento da equipe:

“Fomos capazes de trazê-los para o grupo, dar-lhes um apoio incrível, e tudo foi motivado pelo fato de eles terem um talento incrível. Não era sobre Titanfall.

Isso não é ofensa para Titanfall. É um jogo incrível e, você sabe, veremos um Titanfall em algum momento, em algum momento no futuro? Mas era realmente sobre a equipe.

Também ouvimos dizer que o editor está “mais interessado do que nunca” em aquisições.

Estamos sempre olhando para isso. Sempre vamos continuar a olhar para isso. Esperamos encontrar mais.

[…]

Pode levar algum tempo, mas confie que estamos mais interessados ​​do que nunca, porque vemos que o talento e a criação de grandes novas franquias são essenciais para os negócios a longo prazo. ”

Jorgensen também mencionou que, embora não possa comentar sobre casos específicos, a EA consegue “dar uma olhada em quase tudo” que está à venda.

A Warner Bros. Games está no centro das atenções agora em termos de aquisições e pode ser que a EA, Activision, Take-Two ou Microsoft estejam na disputa para comprar tais estúdios, tal aquisição seria em torno de US$ 4 bilhões de dólares.

O que vocês acham?

90 comments on “Electronic Arts está “mais interessadas do que nunca” em aquisições de estúdios

      1. A verdade é que só existem três estúdios verdadeiramente interessantes: Monolith Soft, NetherRealm e Rocksteady. Se a Microsoft realmente tiver bala na agulha, irá nesses três estúdios. Mas duvido que a Warner vá querer vender os estúdios individualmente.

        1. Em minha opinião,seria melhor a Microsoft comprar os estúdios individualmente e comprar algumas licenças como: Senhor dos anéis,o universo da DC e Lego

          1. Lego é uma das franquias que mais vende, o público infantil adora e MT criança joga console, ia trazer uma fanbase imensa e MT lucro tbm

      2. Eu postei basicamente isso Jorge XGS 15 estudios WB 11 estudio…isso daria 26 estudio é muita coisa é um gasto absurdo de mao de obra

    1. Duvido que a Microsoft tenha interesse. É só um rumor sem sentido. O mais provável seja que a EA ou Take Two a comprar. Ou quem sabe até um terceiro, Activision.

  1. Compre o jogo do Batman por 249R$. Vc pode jogar com o Robin… Pra desbloquear o Batman pague 300 conto em loot box e torça pra dar sorte e cair ele

    1. A Sony não tem esse aporte disponível para estúdios de jogos, e dificilmente a Microsoft também gaste 4 bilhões em estúdios. É muito dinheiro, mais lucrativo comprar estúdios individual e fazer dar lucro. Essas empresas são bilionários por fazerem bons negócios e não torrarem dinheiro. Quem deve comprar é a EA ou Take-Two que vão vender os jogos como multiplataforma. Sony e Microsoft se limitam as suas plataformas e com isso esse jogos trazem menos lucro em cima da produção

    1. Já to até vendo, Batman com loot box, a pessoa paga uma fortuna na esperança de ganhar o batmóvel, mas só recebe um cinto “fashion”.

  2. Se a EA comprar mais estúdios perderemos mais jogos, seja por estarem com microtransação demais ou o fechamento dos estúdios.

        1. É provável inclusive que as IP sejam licenciadas separadamente pra quem oferecer mais
          (Vou fazer um leilão… Quem dá mais pelo meu IPzão 🎶🎵)

          1. Sim, muito provavelmente, embora eu imagine que não faltará interessados em por as mãos nas franquias da DC

          2. Lógico! São IPs que vendem igual água… Mas creio que poucas publishers teriam hoje cacife pra bancar esse licenciamento. Sony, Microsoft, EA, Actvision, Square Enix são algumas que teriam. Mas espero que não, especialmente EA e Actvision…

          3. A Square Enix vem de uma parceria de longa data com a Disney, fico me perguntando se por um acaso não fossem japoneses, e sim americanos, se a Disney já não teria adquirido.

            Sobre a DC, acredito que seria bom a Microsoft adquirir a licença das IPs, embora eu veja isso mais como algo que alguma multi faria, como a Activision/Blizzard, EA ou T2

          4. Não creio que teria adquirido…. A Square Enix tem um valor de mercado muito alto, não sei se a Disney estaria disposta a investir nisso. Acho que é mais lucrativo pra ela continuar licenciando IPs.
            Acho que se a Disney fosse adquirir algo assim, adquiriria a Sony Interactive Entertainment (Não a Sony corporation japonesa, só essa subsidiária) junto com a Sony Pictures, pra ter maior liberdade com a franquia Spider Man tanto em cinema quanto em games.

    1. Pq eles só tem uma ip pra vender, mortal kombat, todas as demais são licenciadas, lego, senhor dos aneis, injustice, batman, então tem que verificar se os estúdios valem a pena pq basicamente vc vai estar comprando estrutura física.

  3. Prefiro que a Sony compre do que a EA. E olha que eu tenho antipatia pela Sony, mas EA não dá. Pena que a Sony ta falida, o último dinheiro que tinham em caixa usaram para comprar 1% da Epic Games. Em condições normais, a minha favorita para essa aquisição seria (obviamente) a MS, mas o fato é que a MS já adquiriu muitos estúdios e fica complicado continuar comprando assim, a empresa correria o risco de não conseguir administrar tudo.

  4. As pessoas acham que exclusivos vendem consoles. Porém de um modo geral, as pessoas observam outros itens, como preço e custo benefício. Se exclusivos fossem tão determinantes, o PSVR teria vendido muito mais! Todo conteúdo presente nele é praticamente exclusivo, com bons jogos como AstroBot. Por isso eu acredito na estratégia presente nos rumores sobre o modelo de entrada Series S.Em países da América Latina a renda per capita é muito menor que EUA ou Europa e Japão. Por isso um modelo mais barato e que ofereça 1080p 60 fps seria ideial. Conheço pessoas mais simples que jogam xbox 360 ainda. PS4 vendeu pouco mais de 100 milhões de unidades. Parece um bom número quando olhamos isoladamente, mas precisamos observar as pessoas que não compraram console algum.

    1. Verdade, exclusivo bom não vende nada. Mario e Zelda?? Ninguém nem conhece. O que vende mesmo é grounded. Esse sim vende bastante, já que Xbox é mais barato que o switch. TLOUS então, vendeu pouquíssimo console. O que fez sucesso foi recore. Milhões de Xbox vendidos. O que é God of War perto de Rise, não é mesmo? E tudo isso pq jogo não vende console. É só colocar um preço baratinho no video game que resolve. Deve ser por isso que o polistation foi um sucesso mundial…

      1. Pois é, agora me fala quantos amiguinhos vc tem que jogam Mario e Zelda no switch ? O sambajoc mostrou uma visão imparcial e vc vem com fanatismo cara.

        1. Cara, deixa de ser idiota. O diferencial de um console sempre será os jogos. Se xbox não tivesse bons jogos ele não iria vender. Pode custar 50 dólares. Se gamepass só tivesse indies ele seria uma bosta. É simples. Parem com essa ideia estúpida que jogo não importa na escolha de um console.

          1. Idiota é você por acreditar na ideia estúpida de que eu vou comprar o console por causa de 5 exclusivos (chutando alto) que você vai curtir e comprar, um console é muito mais do que isso, a diferença é que vcs não cresceram e não saíram da segunda série ainda, mimimi do caralho, vai pro meups, para de monetizar o windowsclub enchendo o saco aqui

    2. Claro que exclusivos vendem consoles, não é o único fator decisivo, mas é um dos mais importantes. O maior exemplo é o Switch olha a quantidade de consoles que eles já venderam por causa do Animal Crossing. Na minha opinião o Switch vai ultrapassar as vendas do PS4, anota aí.
      No lançamento do Final Fantasy VII -Remake (exclusivo temporário) as vendas do PS4 impulsionaram e chegou a ultrapassar o Switch nas vendas de consoles (coisa que está sendo rara ultimamente).
      As pessoas falam que os exclusivos como God of War, Horizon Zero Dawn, Uncharted, etc… (todos acima de 10 milhões de cópias) venderam apenas 10% da base instalada de PS4 é muito pouco e por isso exclusivo não vende console. Mas basta ver números de jogos de sucesso mundial. O único jogo da História da Capcom que vendeu mais que 10 milhões de cópias foi o Monster Hunter World, o segundo colocado é Resident Evil 4 que vendeu 7,7 milhões de cópias e olha a quantidade de plataformas que o jogo foi lançado. The Witcher 3 por exemplo vendeu mais de 20 milhões de cópias mas saiu para PC, PS4, ONE e Switch.
      Eu tenho o ONEX e o PS4 porque curto os jogos das duas empresas. Sou muito fã de Gears e foi decisivo na compra do console. Mas nem tanto de Forza por exemplo, eu não compraria um jogo do Forza, por isso um jogo nunca vai vender a base instalada pela diferença de gosto dos jogadores. Eu tive PS2 e depois X360 (não tive o PS3). Acabei comprando o PS4 porque sempre tive vontade de voltar a jogar God of War por exemplo e conhecer a série Uncharted. Mas mesmo tendo o PS4 senti muita falta do Gears e sempre tive vontade de jogar o Ryse (sou muito fã da temática romana) e acabei comprando na sequência o ONE também.
      Se não existisse os exclusivos eu não teria dois consoles em casa, os tenho por causa da diferença de biblioteca, ou seja os jogos exclusivos.
      Boas Jogatinas
      Saudações Colosso

  5. Estamos ferrados,a EA já tem o histórico de fechar estúdios como: Maxis,Visceral Games,Pandemic Games,Westwood,Ghost Games,etc. Se vier jogos com baixas vendas,a EA pode fechar o estúdio

  6. Então pq fecharam tantos estúdios, até a Ghost Games ta dançando, não adianta adquirir todos os estúdios do mundo se não sabe o que fazer com eles.

  7. O pior cenário possível é a EA vencendo essa. Isso deve até ser um raro caso de unanimidade entre toda a cominidade gamer mundial. Ninguém em sã consciência quer que isso aconteça…

    1. Cara, tanto a EA quanto a Activion… Ambas acabam com o que tocam.
      Vide a Blizzard que ta de mal a pior depois que foi “comprada” pela Actvison, até a Bungie não aguentou a parceria com eles.
      Já a EA é famosa por comprar estudius e falir com as franquias dos mesmo… Vide Dead Space, Dantes Inferno e Star Wars Battlefront, só aquele ultimo que salvou.

  8. Chora

    Forbes: A mídia não é tendenciosa contra o Xbox, apenas realista
    Um jornalista da Forbes comentou sobre o tema. Veja a seguir:
    Publicado por MrCalazans, em 30 Jul 14:47 (11 horas atrás).

      1. Algum panaca disse q o ps5 não ia ter retro, kkkkk

        A EA Games anunciou que Star Wars: Squadrons não terá versões exclusivas de PlayStation 5 e Xbox Series X, mas será possível jogá-lo na nova geração de consoles através da retrocompatibilidade. Segundo Ian Frazier, diretor criativo do game na EA Motive, o jogo não será cross-gen e sim retrocompatível.

  9. Caso a aquisição seja feita, a EA tomará posse dessas Empresas e IP’s:

    Avalanche Software (Empresa)
    Monolith Productions (Empresa)
    NetherRealm Studios (Empresa)
    Playdemic (Empresa)
    Rocksteady Studios (Empresa)
    TT Games e suas subsidiárias (Empresa)
    WB Games Boston (Empresa)
    WB Games Montreal (Empresa)
    WB Games San Diego (Empresa)
    WB Games San Francisco (Empresa)
    Mortal Kombat (IP)
    Condemned (IP)
    F.E.A.R. (IP)
    No One Lives Forever (IP)
    Urban Chaos (IP)

  10. Eu particulamente não vejo a Warner vendendo á WB games para a Microsoft..Outra coisa é que hj á Microsoft está com 15 estudios á WB tem mais 11 isso daria 26 estudio,Eu nao conheço uma empresa que tenha 26 ou mais de 26 estudios,Isso é um custo absurdo de alto na folha de pagamento de uma empresa até mesmo para a Microsoft.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *