Carregando...

Electronic Arts se manifesta sobre atirador que abriu fogo contra jogadores

O autor do tiroteio em massa, que deixou três mortos (inclusive ele mesmo) e 11 feridos, durante o Madden Championship no Xbox, evento de eSports realizado neste domingo (26), na Flórida (EUA), era um dos participantes e a versão ainda não confirmada pela polícia indica que ele teria sido eliminado do torneio e por isso teria cometido os crimes. As informações foram divulgadas pelo Los Angeles Time.

O sujeito aparentemente cometeu suicídio e o corpo foi achado por policiais momentos depois do atentado, realizado no GLHF Game Bar, localizado no mercado de festivais Jacksonville Landing. Depois de supostamente ter perdido uma partida, o suspeito voltou ao local e atirou contra várias vítimas, e logo após se matou.

O campeonato estava sendo transmitido em tempo real nas redes sociais. No momento dos disparos, é possível ouvir pelo menos 13 tiros. O xerife Mike Williams descreveu que o suspeito é um homem branco. Atentados como este são muito frequentes nos Estados Unidos, e um dos últimos foi em uma boate gay que deixou 50 mortos.

Como muitos jogadores estavam usando headset, eles não ouviram os disparos e demorou para que todos se dessem conta do que estava realmente acontecendo. A esse respeito,  Electronic Arts deu a seguinte declaração:

A trágica situação que ocorreu no domingo em Jacksonville foi um ato de violência sem sentido que condenamos veementemente. Nossos sentimentos mais sinceros de coração vão para as famílias das vítimas cujas vidas foram tiradas deles hoje e para aqueles que foram feridos.

Todos nós da Electronic Arts estamos arrasados com este acontecimento horrível, e nos juntamos a toda a comunidade para agradecer às primeiras pessoas que responderam rapidamente nesta situação.

Nossa atenção agora está voltada para as pessoas afetadas e para ajudar os agentes da lei enquanto eles continuam investigando o crime.

Sem dúvida, um dos dias mais sombrios da história dos videogames, e será lembrado para sempre. Infelizmente, não começamos a semana com apenas notícias boas.

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.