Carregando...

Final Fantasy VII Remake, exclusividade para o PlayStation 4 parece ser igual ao Crash Bandicoot

O FFVII Remake não tem planos de chegar a outras plataformas … até depois de 3 de março de 2020. Final Fantasy VII Remake é um jogo que consegue emocionar facilmente aqueles que em seu tempo puderam se divertir, mas também transmite esse sentimento para aqueles que não puderam fazer isso. O remake desse clássico parece ser maravilhoso até este ponto, mas o inegável é que o jogo tem um fardo nas costas que terá que carregar até 3 de março de 2020, seu contrato de exclusividade temporária com o PlayStation 4.

E sim, por mais que você que alguém possa pensar o contrário, é só voltarmos para a E3 em 2015 e ver essa mensagem que dizia claramente “Jogue primeiro na PlayStation 4”. Final Fantasy VII Remake será reproduzida primeiro para PlayStation 4, isso é inegável, no entanto, a controvérsia gerada por um erro da Xbox Alemanha, que mencionou a chegada do jogo para a plataforma fez com que a Square Enix afirmasse veemente esta possibilidade, alguém esperava uma resposta diferente?

As palavras de texto da Square Enix foram “Não há planos para outras plataformas“, se você leu algo diferente disso sem dúvida alguma a sua fonte estava equivocada. A questão da exclusividade temporária já estava até superada, o problema é que a Sony tirou o “Jogue primeiro no PlayStation 4” e optou por simplesmente gerir a campanha de marketing como uma versão para PlayStation 4, como se a exclusividade não existisse mais. Isso foi relatado por Nibel no Twitter:

Notem ainda a diferença do jogo Days Gone, que é exclusivo do PS4 e FFVII Remake:

A diferença? Only PlayStation, apenas o Days Gone recebeu na capa o selo de exclusividade – nem a Sony sustenta isso. Sabendo disso, só resta esclarecer que o FFVII Remake não tem nenhum impedimento para chegar ao Xbox e ao PC, mas quem tem o veredicto final é a Square Enix e o que vai garantir ou não é uma boa recepção nas vendas, seja qual for a plataforma em que for lançada, será a única coisa que pode dificultar a entrada desse título para outras plataformas que não tem alvo o público japonês. É muito provável que na próxima geração a Square Enix lance uma edição GOTY Edition, Remaster 8K ou como você queria nomear, com todos os episódios para outras plataformas. Nem todo mundo está disposto a pagar pelo jogo sob forma de episódio, é verdade, e esperar pode não ser um mal negócio.

Além do Crash Bandicoot, que todos nós lembramos das polêmicas se chegaria ou não ao Xbox One, a própria Square Enix, afirmou com essas mesmas palavras em entrevista ao Dualshockers: “Não há planos para lançar Nier Automata em outras plataformas”. Sabemos que, ambos os jogos estão no Xbox One.

Desta controvérsia, temos apenas que ter em mente o quão fácil é desinformar, mas também como é fácil não engolir essa história como querem que pareça, e perceber quando apenas estão tentando esconder informações.

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.