Carregando...

Garoto de 14 anos é processado por trapacear em Fortnite

Garoto de 14 anos é processado por trapacear em Fortnite

fortnite

Os trapaceiros ainda são uma realidade nos jogos online, que usam mecanismos não permitidos para obter vantagens em relação aos outros jogadores. A Epic Games, desenvolvedora de “Fortnite“, decidiu tomar uma ação contra a prática, e processou um jovem de 14 anos por trapacear no jogo.

Há alguns meses a desenvolvedora processou dois jogadores que burlaram “Fortnite Battle Royale“, a cópia do fenômeno PUBG. Além de usarem um serviço pago de cheat para obter vantagem no jogo, a Epic diz que eles também forneciam suporte para outros jogadores que quisessem trapacear.

O problema é que um dos processados é um garoto de 14 anos. A mãe dele rebate e diz que a Epic está usando o seu filho como bode expiatório ao atacar as pessoas que trapaceiam, e não quem cria ferramentas que permitem trapaça. Além disso, ela diz que o game exige consentimento dos pais para menores de idade, e os pais do garoto jamais permitiram que ele jogasse. Por fim, ela questiona a alegação da Epic de que a trapaça prejudica a empresa financeiramente, sendo que o jogo é gratuito.

Ao site Kotaku, a Epic Games afirmou: “A Epic não concorda com trapaça ou violação de direitos autorais feita por pessoas de qualquer idade. Vamos perseguir todas as opções disponíveis para garantir que nossos jogos sejam divertidos, justos e competitivos para jogadores.”

O que vocês acham? A Epic pode processar?

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.