MachineGames diz que fazer parte da Microsoft permitirá que criar jogos melhores

No início deste mês, a Microsoft chocou a indústria de jogos com o anúncio de que está planejando adquirir a ZeniMax Media, o que significa que a Bethesda Softworks agora é da equipe Xbox. Agora, como parte de uma série maior de entrevistas, a desenvolvedora sueca MachineGames, uma subsidiária da ZeniMax Media mais conhecida por desenvolver os jogos Wolfenstein, falou mais sobre o que é empolgante para a equipe sobre a próxima geração de hardware e como fazer parte de Microsoft.

John Jennings e Jim Kjellin, Diretor de Produção e Diretor de Tecnologia da MachineGames respectivamente, explicaram que a introdução de SSDs rápidos em novos consoles permite ao estúdio projetar mundos maiores com menos tempo de carregamento e mudar a maneira como a equipe pensa sobre o design de jogos.

Quando questionado sobre o que viria a seguir para o estúdio, o Diretor de Jogabilidade Fredrik Ljungdahl disse:

Jogos, jogos e mais jogos! Também acho que fazer parte da Microsoft nos ajudará a fazer jogos ainda melhores no futuro. Eles têm um grande número de pessoas experientes, grandes desenvolvedores, soluções de tecnologia e hardware.”

MachineGames é um dos oito estúdios que está se juntando ao Xbox como parte dessa aquisição. O chefe do Xbox, Phil Spencer, afirmou recentemente que a Microsoft não precisa colocar os jogos da Bethesda em outras plataformas para que este negócio faça sentido. O Xbox Series X e o Xbox Series S serão lançados em novembro.

145 comments on “MachineGames diz que fazer parte da Microsoft permitirá que criar jogos melhores

    1. kkkkkkkkkkjjjjjj

      Concordo Irae, tá foi demitida, e daí?

      O que não concordo é que falem, só por causa disso, que toda a comunidade Xbox é tóxica só por conta disso.

      1. Kkkkkk durante o raciocínio tu começou a pensar. Pera ai, falei estúdios ocidentais lixo, mas a Sony não tem estúdios oriental de renome, os estúdios de renome são ocidentais. Kkkkkkk Lixo.

        1. vc n me compreendeu completamente

          eu prefiro estúdio oriental, mas se for pra ser ocidental que seja pelo menos estúdios de qualidade

          a sony tem sim. japan studio. não é tão grande quanto outrora, mas ainda faz jogos excelentes

    1. Microsoft demite apresentadora do XboxBrasil após assédio e ameaça de morte https: //t. co/R5y6N3stqI

      Matéria da Start, uma pessoa que não sabe de nada e lê um título desse, vai pensar o quê? Tá foda viu

    2. Eu já saquei qual é o plano deles, já estão lá no twitter dizendo: jogue playstation.
      No fim é pra entrar na porra da Seita chamada Playstation!
      É proibido não gostar do playstation, eles simplesmente não estão suportando as zoeiras toda semana e hoje eles querem se vingar da comunidade Br do Xbox usando esse caso mas a realidade é por causa das zoeiras que eles vão ficar sem Bethesda.
      É muita Dor e Desespero, isso aí não vai dar em nada. Mas pra mina, talvez ela consiga realmente alguma coisa. Pra nós, nada vai acontecer. O que vai acontecer é que se chegar no Phil Spencer, cabeças vão rolar na Xbox Br e no fim será até vantagem.

  1. Chora não irae. O xbox é um ecossistema super acessível. Se vc tem raiva dos consoles do ecosistema xbox a Microsoft te dá outras opções. Vc não está preso ao console e sim a todo um ecossistema

  2. Vixii. Agora danou-se tudo.

    Olha o que a Mil Grau Caixista foi capaz de fazer.

    “Fizemos algumas mudanças em nossa estratégia de conteúdo original de Xbox no Brasil, resultando em menos canais.
    Agradecemos a Isadora Basile e a talentosa equipe da agência por sua criatividade e contribuição ao Xbox News.
    O portal Xbox Wire passa a ser nossa única fonte de notícias e conteúdo de alto impacto.
    O canal XboxBR continuará experimentando novas maneiras de entreter os gamers brasileiros.”

    -Isadora Basile

      1. Acho que aquele post dela falando que ela era Mais Verde depois de entrar na XboxBr, foi a gota d’água para os MilGrauCaixistas.

        Todos pensavam que era algo do Xbox, mas no fim era da NVidia.

        A Isa sempre foi PcGamer assim como a Sarah Bond, aquela que levou GamePass para o Pc.

    1. No fundo disseram que não terá mais apresentadora de noticias o que eu já esperava, desde a mudança eu tenho falado que a Ms estava cortando custos, já tinha mencionado aqui que eles terminariam com o canal e isso só se confirmou, pelo que entendi também tinham contrato com uma agencia e encerraram esse contrato.

    1. Aposto com quem quiser como ele está jogando no Xbox dele nesse exato momento… como a maioria dos Sonystas quem vem aqui tudo com Xbox em casa.

      A Hipocrisia…

  3. Problema não á a moça ser demitida ou o quer que seja, é a taxação de Xbox como uma comunidade tóxica.

    Isso é de longa data já, mas o que o pessoal do Xbox sempre fez foi se defender de quem o ataca, de quem o critica sem fundamento.

    Na época do 360 isso era bem menor, não sei o que aconteceu bem, mas tenho umas teorias:

    -Quando anunciaram o Xbox one, todo mundo caiu em cima, matando, pra derrubar o console mesmo, e não tinha ninguém pra discutir sobre o lançamento.

    – A MS lançou um console menos poderoso no começo, não porque queria, mas porque naquela época, poder não importava, então ela por ter uma base muito boa no 360, ela pensou mais em entretenimento do que em hardware em si.

    -A base de fans da sony, em geral, sabia que o ps3 era mais fraco que o 360, por isso, aproveitaram essa brecha da MS pra fazer flame em ima do hardware capado DDR3 da MS, mesmo que a diferença até era pouca… 4 GFLOPS, mas não quiseram nem saber.

    -Por conta disso, usuários de Xbox, sabendo dessa realidade, SE REVOLTARAM, e foram pra cima sem dó da mídia e dos fanboys de PS que quase destruiram o Xbox one.

    -Só que nessa guerra, foi algo além do esperado, não é mais como antes, até na gringa Xbox é defendido de maneiras bem energéticas, umas de boa, e outras bem agressivas.

    Os verdadeiros culpados disso são a fanbase do Playstation, em despertar a raiva, a imputação de gosto e a zoação com o console da concorrente. Ao invés de pregar a boa vizinhança, não, querem empurrar seus exclusivos como melhores e tentarem fazer com que as pessoas acreditem que o console que elas comprou: é puramente merda.

    Isso se chama ego, é como se o cara comprasse um carro, um carro que ele gosta, e chegasse alguém e criticasse sua escolha… Isso irrita qualquer um.

    Foi isso que criou o Xbox mil Grau…

    1. Se ela fosse boa a parte do xbox que não é toxica e que é a maioria estaria defendendo ela, só se feminista revoltada, nenhum fan do xbox defendeu ela.

      1. Sim, mas tem um adendo:

        -Se nenhum fã de Xbox está defendendo ou não ela, é indiferente. Ela precisa merecer pra ser defendida.

        -Ela foi atacada justamente por essa comunidade que se criou através do Flame war. (Contas Fakes e afins).

        -Quando a comunidade tem uma base de flame war, é porque algo gerou ter.

        – Quem gerou a base de flame war do Xbox, form os sonystas com sua zoação em meados de 2013. Eles são os culpados.

        -Não existe comunidade flame de nintendo por exemplo, por ela não ser atacada.

        É como numa guerra, se alguém te ataca com canhões, o outro lado também mostrará seus canhões, que talvez sejam mais tóxicos ainda.

      2. Não conheço nada do trabalho dessa moça.. mas se me lembro bem no início o pessoal ficou puto com ela pq ela cometia umas gafes ali e parecia ser só mais um rostinho bonito mas q não era tão próxima assim de video games.. não to julgando a moça aqui.. até pq se era só isso não justificava ficar enchendo o saco dela no twitter e a Microsoft foi COVARDE de arregar assim pra um bando de desocupado no twitter se foi realmente esse o caso.. de qualquer forma acho lamentável toda essa situação

        1. Eu era um que defendia ela aqui no começo, o pessoal dede o anuncio dela ja criticava ela e eu dizia para darem uma chance, que se fosse boa apresentadora nada mais importava, mas o trabalho foi pifeo, todos mundo passou 2 meses criticando o formato do video, nas redes sociais ela não contribuiu em nada pro xbox, não gerava engajamento pra marca, era um post pior que o outro, pra representar a marca vc no mínimo tem que mostrar respeito e dedicação a ela, mostrar que realmente usa e gosta, ela não fez nada disso, por isso eu apoio a decisão da Ms e nem tem nada a ver com esse haterismo em cima dela até pq a ms apanhou esse tempo todo pesado de todo mundo inclusive os responsáveis em seus perfis pessoais sendo xingado e ameaçados só pela demora de mostrar o preço do xbox, pra mim ela acertou em tirar ela pq não acrescentou nada a marca, talvez pudesse ser menos dramático deixando ela lá em um cargo qualquer por um tempo pra não causar essa revolta toda mas ela não servia para o que foi contratada.

    2. Ela tá dizendo que a Microsoft foi maravilhosa com ela e SEMPRE respeitou as mulheres e acolheram ela e tudo mais, blablabla.
      Ou seja, foi demitida por justa causa mas quis fazer barulho na internet. Correu pra dar entrevista na The Enemy. Esse site é um dos sites mais hates contra xbox aqui no Brasil. Logo correram né, pra conseguirem esculachar a comunidade.

        1. Eu não…

          Já disse aq que gosto de todas as plataformas mas faço Console War apenas pela zoeira.

          Pra mim todos os fanboys sao seres deploráveis.

          Aprenda Irae tem uma diferença entre fã e fanboy :/

          1. Ow se você for mulher eu aceito, você é bonitinha?

            Não tem problema, pode ser gordinha, magrinha, tendo um rosto legal marcaremos um encontro…

            Agora homem não dá, lamento muito kkkkkkkkk

          2. O poder subiu a cabeça do Jorge, antes a comunidade do Windows Club era mais pessoas como o Goku PM ou o Burigas por exemplo, agora tem uns mongol Caixista que só sabe comentar sobre rola e nem da argumentos, WC sendo infestado por crianças

          3. Era um monte de gente falando Windows Phone lixo, hj é um monte de gente falando Xbox lixo. Mudou o público mas é a mesma coisa

          1. vcs se ligam muito nessa parada irrelevante
            daqui 2 dias ninguém vai lembrar da existência dessa garota e vcs ficam se preocupando aí com a imagem de xbox

            vai da em nada

          2. Você não leu mesmo hein carai kkkkkk

            Eu não falei da garota não, eu concordo com você 100% nisso.

            Eu to comentando de o porque a comunidade Xbox é julgada como tóxica.

            Nem sei quem era essa garota direito…

          1. Não tô falando nada disso.

            MAS PENSE:

            Se majoritariamente falando, a maioria das pessoas no mundo são do playstation presume-se que:

            -Os Analistas do metacritic, em algum momento, podem usar suas preferências para ferir o outro lado.

            -Se o PS vendeu mais, é porque tem mais gente, e se tem mais gente, mais capacidade de defesa e munição contra o oponente.

            -Se tem uma fanbase maior, maior os fanboys e alienadores.

            É simples a conta, vamos supor que 50% dos users de PS sejam fanboyse outros não… Só 50% de 130 MI usuarios já dá mais que a base inteira de Xbox.

            É muita pedra pra segurar.

            Não é questão de mídia sonysta, é a objetividade.

          2. Não, ele não vende porque é bom, mas porque é popular.

            -Gol vende bem, e não é um carro tão bom.
            -Avon vende bem, e não é um perfume bom.
            -Cerveja Itaipava vende bem e não é uma breja boa.

            Pessoas não pesquisam tecnologia, vão pelo nome.

            Quem pesquisa vai de Xbox.
            E não de PS…

          3. Você tem que comparar Corolla com os outros sedãs, não o Gol. Qual o sentido de comparar Gol e Ferrari se eles não competem entre si?

            PS vs Xbox é mais ou menos como Corolla vs Jetta. O Corolla é um carro mais “amigável” e a Toyota tem um atendimento pós-venda melhor, mas o Jetta entrega mais performance e é mais legal de dirigir.

          4. Exatamente, vivemos em um mundo onde os caras não aceitam que um grupo conhecido como fãs de Xbox. Não gostam do Playstation, e essa maioria de fanboys doentes que fecham joguinhos “excruzivos” em uma tarde, acha um absurdo você não gostar das merdas que eles gostam. Frase famosa do sonystinha assumido ou isentão: Aceita logo que a Sony tem os melhores jogos!
            Eles não suportam um NÃO. Eles não suportam vir em uma comunidade de Xbox e a gente estar discutindo que não gostamos dos jogos deles e que prefirimos os nossos. Eles não tem um lugar onde não existe puxa sacos, todos eles tem a mesma opinião, todos eles acham a Sony perfeita. Sonysta vive com um vazio enorme, carentes de amor e atenção. Por isso que eles abraçaram o Baltar que percebeu que se ir contra eles, perderá dinheiro e relevância, então resolveu virar um fã da Sony pra ganhar clicks e seguidores e pagar suas contas.

      1. Eu já fecharia essa Xbox BR a tempos já, lá tem mais sonyboy do que qualquer lugar.

        Até se o Salatiel fosse fazer o trabalho do Xbox BR teria mais relevância kkkkkk

        1. Meu sonho seria o fim da Xbox Brasil e tudo apenas centralizado na Xbox de verdade. Apenas a Microsoft tendo a distribuição de consoles e todos os comerciais e tal tudo de fora vindo pra cá sem essa gente patética querendo brilhar mais que a marca.

        2. Seria trocar 6 por meia dúzia, principalmente com o tanto de propaganda negativa que ele acaba fazendo do Xbox.

          Aliás, a última dele é fazer vaquinha pros inscritos pagarem o Series X pra ele. Isso depois de ele ter dito que “não tem nada de bom na próxima geração”.

          Eu fico com muita raiva disso, principalmente em época de pandemia que o pessoal está tendo que apertar o cinto.

      1. Sim isso começou em fóruns, em 2013, com os próprios fans de playstation zoando o Xbox one. E seu hardware.

        Eu lembro nos fóruns:

        -Pessoal do Xbox 360, estava confuso, ele mesmo nunca se importou com gráficos ou com hardware.

        -Pessoal do Xbox, o próprio Chief falava: “galera deem uma chance ao Xbox”, não resolveu, era flame atrás de flame.

        -Xbox one tinha uma line-up de exclusivos imensa, inclusive pra essa geração. NA E3 2013 Foram anunciados exclusivos: Ryse son of rome, sunset overdrive, Killer Instinct, forza 5, dead rising 3, e muito mais. Não resolveu, o papo lá atrás era poder…

        Final da história, pessoal do Xbox apanhou feio nesta geração, partiram pra toxidade, e em bater muito mais forte… levando até pro pessoal.

        1. Eu nunca fui caixista e reconheço que o XONE era o console dos escrugivos no começo.
          Essa palhaçada de poder sempre foi inútil pro público final, pior é a gente que abraça a ideia falando “eu só estou usando a narrativa sonysta, eu mesmo não ligo”.
          Nota do Metacritic
          Pixels
          Teraflops
          RAM
          Nada disso nunca importou pra ver se é legal jogar um jogo.
          O mundo tá doente. O mundo mudou.

      2. Sim isso começou em fóruns, em 2013, com os próprios fans de playstation zoando o Xbox one. E seu hardware.

        Eu lembro nos fóruns:

        -Pessoal do Xbox 360, estava confuso, ele mesmo nunca se importou com gráficos ou com hardware.

        -Pessoal do Xbox, o próprio Chief falava: “galera deem uma chance ao Xbox”, não resolveu, era flame atrás de flame.

        -Xbox one tinha uma line-up de exclusivos imensa, inclusive pra essa geração. NA E3 2013 Foram anunciados exclusivos: Ryse son of rome, sunset overdrive, Killer Instinct, forza 5, dead rising 3, e muito mais. Não resolveu, o papo lá atrás era poder…

        Final da história, pessoal do Xbox apanhou feio nesta geração, partiram pra toxidade, e em bater muito mais forte… levando até pro pessoal.

      3. Na verdade não existia porque não tinha celular e Internet pra todo mundo. Rivalidade sempre existiu e sempre irá existir. Porém, o que vejo hoje é a falta de respeito e bom senso geral. Na minha época a galera pagava pau pra Nintendo e sempre tinha briguinhas. Mas no final, todos continuavam brincando e se divertindo e…amiguinhos.

        Falta bom senso, só isso.

        1. Na minha época a gente não precisava defender Playstation. A gente só precisava comprar os jogos piratas e trocar ideias. Nunca foi necessário ficar defendendo nada pq ninguém tinha Saturn.

          1. Justamente… Mas na minha época já tinham os alucinados nas locadoras de games brigando por Sega e Nintendo, Sonic ou Mário.

        2. Eu via o pessoal falando na minha epoca, vc tem um play, que legal, ah é vc tem um Xbox, Nintendo ou qlq porra, que legal tbm. Hj se vc tem um diferente vc é burro. Vai entender.

    3. Ela tá dizendo que a Microsoft foi maravilhosa com ela e SEMPRE respeitou as mulheres e acolheram ela e tudo mais, blablabla.
      Ou seja, foi demitida por justa causa mas quis fazer barulho na internet. Correu pra dar entrevista na The Enemy. Esse site é um dos sites mais hates contra xbox aqui no Brasil. Logo correram né, pra conseguirem esculachar a comunidade.

      1. Exatamente, ao invés de ficarem de boa não, é só um trabalho… Contrate outra pessoa e segue o jogo.

        Daqui a pouco todo mundo que sai de lá, jogam a culpa na comunidade toda. E não é bem assim.

    4. Exatamente! O Xbox Mil Grau canalizou toda a raiva e frustação dos fãs do Xbox e acabou ganhando muita relevância. Tanto é que esse canal desmascarou muitas mídias “imparciais” por aí. Só que não teria o Xbox Mil Grau se a mídia não batesse todo santo dia em cima do Xbox por anos e anos. Infelizmente esse canal foi um mal necessário, o problema é que eles são uns moleques retardados que não tem limites, eu mesmo parei de assistir o XBG já faz uns 2 anos.

      1. É simples, pensa você em 2013 fã de Xbox e que teve um 360.

        -Junta um dinheiro suado na época acreditando na marca.
        -Abre a internet, chuva de hates.
        -Falando que quem comprou Xbox é um idiota.
        -Falando que o console ia flopar em dois anos.
        -Falando que era melhor comprar um playstation 4.

        Resultado: Raiva, bronca e rancor… Pensa, você compra um negócio com carinho, e vem gente falando mal, isso irrita qualquer um.

        Eu culpo totalmente a comunidade Playstation por ter gerado o Xbox mil grau até.

    5. Problema do Chief era achar que o jornalista é obrigado a gostar dos jogos do Xbox.

      Se eu dou 10 pra TLOU2 (só um exemplo, óbvio), eu não sou obrigado a dar 10 pra State of Decay 2 pra “compensar”, até porque na parte técnica o TLOU2 dá uma surra de marmelo no SOD2, e diversão é questão de gosto.

      Além disso, é muito mais provável achar uma pessoa qualquer fã de PlayStation do que de Xbox, porque existe nostalgia em relação ao PlayStation, enquanto o Xbox só decolou mesmo com o 360.

      O jornalista deve sim ser profissional mas na hora de avaliar um produto ele não vai conseguir esconder as preferências… E no Brasil, muito mais gente cresceu com jogos japoneses estilo Resident Evil do que com Halo.

      Não é à toa que o Chief é bolsonarista. O grupo dos bolsonaristas também acha que os jornalistas políticos devem cobrir os “aspectos positivos” da gestão Bolsonaro. Na verdade isso quer dizer que os jornalistas não podem, sob hipótese nenhuma, criticar Bolsonaro. Não aceitam a contraparte. Os petistas na época do Lula faziam o mesmo.

      Só que, se você manda jornalista calar a boca, não dá pra exigir que ele venha depois te entregar flores. Até porque o seu próprio destempero se torna um foco de crítica. Por isso que o Xbox sob o Phil Spencer tem um marketing completamente oposto ao que a Mil Grau fazia.

      1. A questão não é gostar de Xbox ,a questão é jogar.Como um cara que vai avaliar um jogo para uma empresa e o indivíduo joga 30 min de jogo e vai lá no metacritic e da nota 10 em um jogo ,como se avalia um jogo sem terminar a campanha e explorar as mecânicas e tudo que o game tem a oferecer?, é pode ver cara como os jornalistas daqui não joga nada, pode pegar as gamertags ou id deles e elas mesmo provará que o mesmo não joga p0rra nenhuma, acredito que até mesmo vc joga muito mais que muitos jornalistinha que posta notinha no meta.

        1. A minha opinião sobre isso é a seguinte.

          Tem gente por aí que não joga o quanto devia. Isso é fato.

          Porém, pra analisar gráficos e o gameplay do jogo não precisa zerar. Geralmente, ali pelos 70% de completado, o jogo já te deu todas as armas que você vai precisar. A única coisa que falta é a conclusão, que muitas vezes é algo que você já fez no jogo, porém muito mais dificultado.

          A taxa de retenção de qualquer jogo por aí é muito baixa. É raro ver jogos que 80% dos usuários zeraram pelo menos no Normal que é a experiência padrão. Então é compreensível a necessidade de fazer uma análise fidedigna, mas não é algo que exija esmiuçar cada canto do jogo.

          1. Se bastante jornalistas jogassem 70% no normal eu ficaria feliz. E outra se vc gosta de jogo de narrativa igual tlou2 vc não é uma boa pessoa pra avaliar sod2, game de sobrevivência sem nenhuma narrativa.

  4. GELADEIRA DA SAMSUNG RODA DOOM ETERNAL, GRAÇAS AO XCLOUD

    Se tu tem uma geladeira em casa, menos um motivo para comprar um Xflop. Hihihi

    Motivos para não comprar Xflop:

    >Sem jogos AAA exclusivos de qualidade

    >Muitos joguinhos medíocres da mãesofret

    >Os jogos que se salvam são todos multiplataformas, logo, podem ser jogados em qualquer coisa que tenha uma tela.

    >Se vc tem um PC medíocre, um smartphone merda, uma TV Samsung, uma geladeira, um porta retrato digital. Pra que torrar 5000mil em consoleco sem atrativo?

    >Se vc não quer jogar apenas Ralo, Floporza e Bug of Wars pela 100000x

    >Ralo morreu com a saída da Bungie

    >Bug of Wars morreu com a saída da Epic

    >Ralo tá na mão da 343Irresponsaveis

    >Xbox se jogará por R$1 em qualquer

    >Se tu acha XflopOne caixa de sapato ruim, espere só o Xflop SS.

    Hihihi

    1. Olha tudo bem, mas convenhamos:

      Pra você rodar Doom na geladeira é preciso:

      -Criar uma conta MS, pra dar mais dinheiro pra ela.
      -Assinar o Gamepass e cloud gaming, mais dinheiro pra ela de novo.

      Mais dinheiro pra MS, e mais jogos pra quem é do Xbox.

        1. Cara, qualidade no streaming na geladeira, ou dispositivos android é inferior a nativamente no console.

          No Xcloud são usados xbox one base pra streaming.

  5. Acabou galera. Agora vou para o Playstation, chega dessa comunidade tóxica, depois que a Isadora foi demitida, onde mais irei encontrar vídeos no Youtube na Vertical? Onde irei ver fotos do namorado cagando no banheiro? Em qual comunidade vou poder contar com a opinião sincera e sem Flame War do Game sem pregas? Ou a sinceridade do Drake testa de amolar machado? Ou quem sabe do Playstation Mil Grau? Chega, acabou, estou partindo para o Playstation, pagar 350 reais em Remake, fique ai com seus 3 ano de Game Pass por 1 Bolsonaro Mito, seus pobres.

    1. Eu não sei se é o Twitter que só atrai pessoas com 10 QI ou é o Brasil que só tem analfabeto funcional, não aguento ver 5 minutos de tweets que ja dá vontade de vomitar

    2. Vai largar a DoceVida de viver mendigando games na GamePass.

      GamePass é vida.

      Nós que gostamos de Games, não podemos viver sem GamePass, tanto no Xbox quanto no Pc.

    1. Traz sim, Sabe porque nós temos todas as tecnologias de hoje? Por causa das Guerras, as pessoas quando ouvem o nome guerra já pensam em morte e massacre, pode parecer estranho, mas quando eu ouço a palavra guerra eu só penso em evolução e desenvolvimento, flame War só melhora nossa vida, se não fosse por isso muita coisa não tinha acontecido, capaz do One X nem existir

  6. Eu fico animado pela Bethesda e pela id Software. No caso da MachineGames achei que teve um declínio ao longo da geração.

    Que não se enganem: Wolfenstein II tem gráficos espetaculares. É um jogo belíssimo. Mas ficou muito aquém do que poderia ter sido. A tentativa de relacionar a ocupação nazista aos eventos recentes da política americana foi de muito mau gosto.

    Se é verdade que Donald Trump foi eleito com a ajuda de racistas, também é verdade que as coisas como retratadas no jogo, como os americanos médios simplesmente aceitando a invasão nazista por motivos de “os negros que se danem”, é completamente irreal. O americano médio é, acima de tudo, um patriota.

    Quanto ao resto do jogo, achei o level design inferior ao dos anteriores. O stealth não funciona muito bem e o combate é prejudicado pela abundância de inimigos chatos e superpoderosos. A fase do tribunal no modo Morte Encarnada é uma das maiores torturas a que você pode se submeter na sua experiência gamer… Não consigo conceber que Dark Souls seja mais difícil que aquilo.

    No Youngblood reaproveitaram personagens chatos como a Grace Walker, ou seja, a decadência continuou.

    A MachineGames precisa entender que a graça de Wolfenstein, vale dizer, o motivo pelo qual os inimigos são nazistas e não outra coisa, é pra te permitir trucidar seres humanos sem culpa. Ninguém quer saber de comentário social malfeito num jogo desses.

    1. Agora tudo tem que ter relação com política e etc.

      Na minha opinião isso tá ficando idiota nos jogos, querer envolver tudo com a situação atual do mundo, as desenvolvedoras tem que entender quais são os reais motivos dos jogos, É pra fugir da realidade, atualmente quando a realidade não é entediante ela é cruel, as pessoas usam os jogos pra se divertir, mesmo assim eles tiram toda a diversão colocando questões como essas em algo que o principal intuito deveria ser diversão

      1. Um Wolfenstein com boa história é o Return to Castle Wolfenstein de 2001. Focaram na relação dos nazistas com o ocultismo. Na época o BJ ainda não falava e o jogo tinha zero de referência política além do fato de se passar na 2ª GM! Toda a lore usada pela MachineGames vem daquele jogo.

        Até nos outros jogos da MachineGames o comentário político é mais sutil e bem-feito. Fizeram o Wolf II daquele jeito porque sabiam que a imprensa americana e europeia ia gostar (o estúdio é sueco), mas o jogo força demais com essa história de “inverter estereótipos” e “a culpa do racismo é de vocês brancos, não só dos nazistas”.

  7. Todo mundo tá falando da ruiva que foi demitida lá no Xbox BR mas ninguém percebeu que na verdade isso foi culpa do Duff, ele incentivou os caixistas tóxicos mostrando a clara preferência da moça por PlayStation (não acho que tenha problema uma pessoa que gosta de PlayStation trabalhar na Xbox, só não é certo um fanboy da PlayStation trabalhar no Xbox) aí algum inscrito do Duff criou conta fake do Mil Grau e começou a falar mal da mulher.

    Na minha opinião, essa mulher não deveria ter sido contratada desde o começo, não pela preferência dela pela Sony, e sim pela falta de conhecimento sobre o mundo dos games, não dá pra colocar um engenheiro pra ser um provador de comida num programa famoso

    1. A preferência pela concorrência pesa sim. Não conheço o trabalho dela e o máximo que posso especular é sobre decisões técnicas baseado em sentimentos.

      Por mais que ela seja profissional, pode ocorrer deslizes em decisões ou falta de empolgação pelo trabalho realizado.

      Não é porque o segmento é voltado para diversão, que não se deva ter seriedade. Afinal, é uma empresa gigante e muito comprometida com seus projetos e interesses. Ter um profissional na ponta da lança onde se sabe que claramente o sentimento é pelo concorrente, pode afetar resultados mesmo que não premeditado.

      O certo seria ela pedir demissão e ir pra concorrência. Imagine o Phill falando que prefere jogar no PS? Qual credibilidade isso iria passar para a comunidade?

      Gostar de ambos é uma coisa, preferir claramente a concorrência é pesado.

    2. Duff é pilantra.

      Não curto a moça, exceto por ser gostosa. Mas o que fizeram com ela foi horroroso e injustificável.

      Esse pessoal ainda vai acabar estigmatizando quem joga no Xbox…

      1. Sabe uma coisa que eu tô vendo acontecer?

        Eu tô vendo muitos canais de Xbox que eram bem legais e não faziam flame, atualmente eles estão fazendo muito flame, isso pode acontecer por 2 motivos

        1.Pela vontade de defender a marca, depois de tantos ataques da mídia, a maioria das pessoas ou estão com vontade de defender o Xbox ou estão na Euforia por o lançamento do console estar chegando aí o flame vem como consequência

        2.Ou simplesmente eles viram que todo canal de Xbox que faz flame simplesmente ganha muitos inscritos em um período de tempo minúsculo

        1. Isso chama-se dinheiro, numa situação em que Chief ganha 300 reais num Superchat vão surgir outros que querem uma fatia desse bolo tóxico.

          Duff fazia uns vídeos bem ao estilo ColtEastwood, porém mais debochado. A partir de 2018 quando o YouTube apertou a monetização e a Mil Grau decolou, o Duff resolveu ser o PSOL do Chief.

          Aí você tem outros…

          – Brambz, que hoje está falido pois mal chega a 20 pessoas na Twitch
          – DougMad, que uns anos atrás chutava caixa de Xbox One na loja em que trabalhava
          – GabrielWars um dos filhotes das lives do Duff/Doug
          – Lordneitor cujo maior feito foi ter humilhado o MrCalazans numa live do Canal Xbox
          – Um tal de Xbox Náticos que eu não conheço mas que vem crescendo e parece ser mais crítico e menos polêmico

          E o Jorge! kkkkkkkkkkk

  8. OFF: pessoal, existe alguns forma de jogar outros jogos de Xbox 360 no Xbox One? Existem vários jogos que queria jogar, mas que não estão na retrocompatibilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *