Microsoft abandonou Scalebound? Entenda o caso

Nos últimos dias temos lido um boato sobre a possibilidade de Scalebound chegar ao Nintendo Switch. Como todos os rumores têm que ser tratados como tal, embora possa ser um tanto interessante ver o projeto de Kamiya e sua equipe se torne real, mesmo que seja no console da japonesa.

Após o cancelamento do projeto no Xbox foram poucas vezes que os fãs viveram a ilusão de que poderia voltar à vida. Infelizmente, nada concreto sobre a volta de Scalebound foi revelado, apesar da renovação do IP pela Microsoft há alguns anos atrás.

A marca Scalebound foi oficialmente abandonada

A notícia foi repassada por boa parte da mídia gamer e enfatizaram que a marca estaria abandonada e que qualquer poderia criar o “Scalebound” agora, inclusive a Nintendo. Será mesmo? Será que não há confusão aqui? Ou notícias sensacionalistas? Vamos analisar o que os órgãos de direitos autorais dizem sobre essa questão.

Dentre as ferramentas mais utilizadas para verificar questões como esta estão Justia ou Trademarkia, mas é importante frisar que tais sites são operados robôs que coletam dados periodicamente de uma fonte comum, e isso pode causar diferenças entre os resultados de ambos quando se olha para alguma coisa.

Então, o ideal é ir para a fonte original, o escritório de patentes dos Estados Unidos. O que aparece lá é o estado atual que a marca Scalebound realmente foi abandonada pela Microsoft.

Isso significa que a Microsoft não possui mais o IP? Não, isso significa que a Microsoft não renovou devidamente, mas tem um período de carência de pelo menos 3 anos para fazê-lo. De fato, a Microsoft continua aparecendo como o dono dele apesar de ter sido “abandonado”. No entanto, se uma empresa dispuser de direitos de marca registrada, a Microsoft pode estar com problemas porque o Scalebound está inativo há algum tempo. Será que vamos vê-lo no Switch? Quem sabe, mas é algo que você deveria apostar a sua vida.

232 comments on “Microsoft abandonou Scalebound? Entenda o caso

  1. Eu já imaginava isso mas não sabia qual era esse período de carência. Três anos é bastante tempo e isso significa que a MSFT tem até Novembro de 2020 pra renovar o registro.

  2. Falo e repito, os fãs de Xbox queriam muito esse jogo, ainda querem. Phil Spencer deveria tentar dar um jeito nisso.
    Ou pelo menos depois de tantos boatos, esclarecer logo esse assunto !

    1. Talvez não dependa mais da MS, o criador da série é o Kamya, talvez só seja possível fazer o jogo com ele e depois de tudo que ocorreu podem não querer mais fazer.

    2. Sou um deles, como amante de RPG’s e Fanboy de Fable me sinto triste quando vejo que não tem nenhum grande RPG na Line-Up do Xbox essa geração, espero que a situação mude com esse Action-Rpg da Playground, jogo do qual estou muito hypado pro anúncio nessa E3.

  3. NPD Janeiro 2019

    Switch- 284 mil

    Playstation 4- 195 mil

    Xbox One- 101 mil

    O Switch teve o melhor janeiro da geração, superando a sí próprio (O
    melhor janeiro do PS4 foi 270 mil em 2014). O Switch também é o único
    console que cresceu na comparação ano a ano, o que chama ainda mais
    atenção pois excepcionalmente foram contabilizadas 5 semanas no ano
    passado, contra 4 agora.

    PS4 manteve um ritmo satisfatório e o Xbox One afundou quase caindo pra menos de 100 mil.

      1. Estou ansioso pela nova gen. Gráficos realista realista mesmo começou em 2013, antes tinha RDR1, Crysis, mas proxima gen vai consertar os erros dessa como Just Cause 3 caindo o frame. Esse jogo achei bastante realista, como o Mad Max, que tem o efeito de volume de poeira e areia excelente. Eu passeava mesmo no Mad Max.

        Proxima gen voce para de ser sonysta. Um monte de gente vai parar de ser e virá pro Xbox, que será mais poderoso ainda, vamos ver.

  4. Trademark e uma parte da Intelectual Property, a Microsoft é dona do trabalho. So não renovou o nome e o logo (carateristicas de trademark), porque nao está em uso. Mas o trabalho todo que a PG fez tem um dono que pagou por isso, e se chama Microsoft, não existe e não existirá Scalebound (Pelomenos desse jeito, com esses personagens e dessa forma) na Nintendo.
    A Microsoft é uma das empresas que mais caça IP’s e mantém pra ela, perder Scalebound está fora de cogitação.
    (E convenhamos, até 2020, a Microsoft com toda certeza pode já ter lançado esse jogo, e produzido por outro estúdio)
    -Fim desse rumor.

    1. Falar mal sem não ter? Opa, aprendam com esse cara ai poneys que ficam falando mal do Xbox Game Pass ou jogos dado na live, sai fora de sites voltados para Windows e Xbox.

  5. Os caras ao invés de ir lá no twitter do Phil ou do Nelson reclamar desse lixo de jogo , vem tentar fazer controle de dano com o console de novo: lanterninha da geração !

  6. PS4 quase 100 milhões de consoles vendidos , jogos aclamados por público e crítica, marca sinônimo de video game,não cometera o erro do ps3 com seu alto preço. Novos jogos AAA a caminho .porque alguém trocaria tudo isso por um futuro Xbox ?

      1. eu falo as vantagens:
        Kinect obrigatório
        scalebound
        fable legends
        hololens
        quantum break sendo mostrado como exclusivo em 03 E3 e depois lançando até na steam
        rise tomb raider mostrado como exclusivo e depois lançando até no PS4.
        dead rising 4 mostrado cono exclusivo e depois lançando até no PS4
        crackdown 3 com 05 anos de produção e…bem é só ver o que virou…
        state of decay 2 lançado cheio de bugs
        sea of thievs ridículo
        xbox one primeiro modelo não tem HDR
        Xbox one no lançamento 499 dólares contra 399 do PS4 e o mais potente era o PS4 ..
        Kinect abandonado, quem comprou só gastou grana
        games triple AAA tipo scream ride, phantom dust e super luck tales…
        TODOS os multiplataforma rodando em resolução inferior ou no máximo igual ao PS4…lembrando que o one foi por muito tempo mais caro por conta do Kinect…
        Games excelentes como Hellblade, Crash, Nier e no mas sky saindo só depois de muuuito tempo no xbox, ou seja, depois que todo mundo já jogou…
        vish posso ficar aqui um tempinho ainda listando as “vantagens “

    1. Melhor qualidade de som
      Melhor resolução e fps mais estável
      Melhor controle
      Assinaturas de aluguel por um preço baixo
      4 jogos da Gold
      Exclusivos de peso chegando
      7 novos estúdios, sendo um deles aclamados pelos sonystas
      Promessa da maior E3 de todos os tempos
      Politica de devolução de jogos automática, qual funciona na steam
      Um pós venda e assistência de qualidade, sem ter que conversar com angolanos
      Sem contar os meus jogos prefiro de sempre Gears e Ori and the Will of the Wisps chegando este ano

      A pergunta deveria ser, porque alguém compraria um console capado, que os jogos multi saem piores, rodando a 16fps, sem um serviço de assinatura, sem assistência de qualidade, jogos mais caros na PSN, Psn plus fechando as portas em tudo que é console, Psn um bosta, não estará na E3 este ano por falta de jogos, palavras do próprio CEO da sony, quem seria o louco de comprar essa bomba? Além do risco do PS5 ser um fracasso e a Sony declarar falência.

      1. Sonho… realidade e que quem compra um vídeo game quer jogar jogos top de linha …o psnow detona esse game passo ! Mais de 500 jogos …tanto que lucra mais do que game pass e EA acess juntos .melhor som …kkkkk e cada uma, e os jogos ?

      2. Fracasso? Olha pro seu console, que é
        – lanterna da geração
        – não vende bem nem nos eua
        – dos 4 últimos exclusivos 3 notas amarelas
        – quando lança jogo bom (sunset) ninguém compra
        – nem concorre ao goty, muito menos ganha
        – só tem 3 franquias boas
        – salas vazias (por isto mendigam pelo crossplay)
        Por fim: esquece o PS e vai se preocupar com switch. Daqui a pouco passa Xbox. Já sei, já sei: vendas não importam. Nem notas. Nem goty.

      3. Cara, a marca Playstation é muito forte… praticamente todo mundo conhece desde jovem, é sinônimo de videogame. O Xbox sim tem muitas vantagens, mas é muito difícil essa troca de plataforma. É questão de marca. (é o que eu acho)

  7. O próximo processado será a putinha vagabunda do Chief, o Gamer sem Pregas.
    O cara praticamente chamou o Nando Moura de estelionatário insinhando que ele roubou o cartão da PSN.
    Ou seja, sonysta é tao escroto que não aceita nem que a empresa amada deles caga no pau diariamente.
    É mais fácil chamar os consumidores de bandidos como aquele lixo fez.
    Mas só falam mal da Mil Grau

      1. Eu não aguento. Eu não assisto. Um dos lixos humanos sonysta que vivem falando merda aqui no Windows Club postou esse vídeo para “Provar” alguma coisa.
        Ai eu assisti o vídeo por curiosidade. Na verdade eu tenho nojo desse Sem Pregas. O cara tem cara de falso e mentiroso e fala um caminhão de bobagens para uma cambada de moleques mau caráteres.

        1. pior que pra rodar um pouco melhor o xone mais uma vez capou a resolução pra 900p enquanto o ps4 roda em 1080p…
          ah e todos os outros games multiplataforma rodam melhor no PS4…chora aí vacilão

          1. ai, ai, ai… vc tem o one x? jogou o metrô? tem o PRO pra jogar lado e comparar em uma tela 4k? se suas respostas forem não…já sabe né.

          2. Amigo, console da Sonya nem de graça, e não precisa, a Digital já fez todo o trabalho de comparação lado a lado, quem tem uma tv 4K, vai ver a grande diferença dos dois. Abraços ai 16fps.

          3. kkkk o cara tem um one base…nunca comparou o PRO lado á lado com one x, vê tudo no YouTube e quer meter o loko!
            alienado isso que vc é
            já que acredita na Digital foundry, o que me diz da surra que segundo eles o xone tomou do PS4 por 04 anos?
            ah eu tenho ambos e quando comparo um game lado á lado é difícil ver diferença heim…fica a dica

    1. Devs elogiarem o X e o suporte da Microsoft já virou rotina.
      Sobre o Anthem, quando joguei o beta achei que o jogo ainda estava mal otimizado pro X, várias quedas de frames aconteceram. Neste último fim de semana joguei as 10 horas do Access e o jogo já estava MUITO melhor! Recomendo a compra, mas ainda estou achando a história meio fraquinha. Achei que seria nível Mass Effect mas na minha opinião, ainda falta algo.

  8. Gostei do Witcher 3. Texto excelente. Tem tristeza, tem sarcasmo, gráfico colorido, deixa as roupas bem destacadas, uma bela simulação da vegetação ao vento, uma música melancólica tocando o tempo todo. Eu tava achando que era uma música world music mediaval que tocava, mas é bem moderna, deixou o jogo bom de jogar, jogo silencioso é uma tristeza vey, vide o Fortnite.

    Só uma coisa, embaixo dagua eu to mantendo pressionado o A mas ele não nada rapido, é bug da jogabilidade?

      1. Para mim Dark Souls, The Witcher 3 e Horizon zero Dawn. São os 3 melhores.

        E como franquia de jogos Halo eu acho fantástico como universo. E uma gameplay bem gostosa de jogar. Um doom com enredo e universo, diria.

        1. Trilha sonora do The Witcher 3 combina mais com um L$D e vc deitado em uma cama confortável fazendo uma regressão fictícia pr dentro do universo The Witcher e vc relembrando o que viveu dentro do game hahahahahaha

          1. hahahah com certeza….imagino man…mas esse buzao não pego mais pra viajar não já tem um bom tempo…viagem é muito longa…muitas horas rs…curto mais um pulo no litoral sul mesmo se é que me entende, coisa de uma, duas horas hahahahah rs.

          2. Hahahahaha…fez certo, quem curtiu curtiu, hj em dias os ônibus estão todos fudidos, se for pr viajar é melhor ir de avião kkkkkkkkkkkkkk

          3. Pode crer…eu de vez em quando dou uns pulos lá pr terceira dimensão hahahah mas volto rápidinho, só pr ver como é que tá kkkkkkkkk

          1. Demorô, o som deles é maneiro !! Os caras são fãs de Raul, seguem a mesma linha !! Depois dá uma olhada nas faixas

    1. Belíssimo jogo, curta e aproveite pois esse jogo é uma viagem incrível!
      Witcher 3 e a CD Projekt Red são exemplos para a indústria de games. Tanto na qualidade de detalhes dentro do game, trilha sonora e riqueza da história como no respeito ao consumidor ao te entregarem um jogo completissimo e gigantesco não dependente de DLCs. Quando terminei o jogo, com umas quase 200hrs, já tinha saído a primeira DLC. Comprei no dia seguinte e achei excelente, fiquei louco pela próxima e comprei no dia que lançaram e também foi fantástica, são praticamente outros dois jogos. Quando terminei tudo comprei o Witcher 2 e joguei pela retro do Xbox. Foi difícil me adaptar no início, pois são controles um pouco diferentes do 3. Mas insisti e no final foi um belo complemento pra história toda.
      Hoje mal posso esperar pra jogar Cyberpunk 2077 que acredito, será outra obra prima da CDPR.

    2. TW3 é um jogo fantástico, lembro que comprei e joguei só 1 hora e coloquei na prateleira pq eu tava jogando o Quantum break, em seguida voltei a jogar e me apaixonei, sem falar nas DLCs que são praticamente novos jogos!!!

  9. já que estamos falando de scalebound, deixo um comentário do Mark Sherwood do xbox tavern que reflete o pensamento de muita gente:

    “I just couldn’t believe how hyped it was [crackdown 3]. How the hell this made the cut and Scalebound/Fable got axed, is beyond me!”

    1. Aposto um rim como o Scalebound ia sair bem mais cagado que o Crackdown. O projeto era extremamente ambicioso e a Platinum não entregou o prometido. Pra um jogo daqueles ser cancelado é porque alguém ali não estava dando conta.

      No mais esse Xbox Tavern parece ser mais um cuck que fica implorando por exclusivos single player que não vai comprar no Xbox, como todos sabemos, já que a base não comprou o Sunset Overdrive nem o Quantum Break. Gente assim na plataforma me dá nojo, sinceramente.

      De todo modo, se popularidade fosse parâmetro de qualidade o Bolsonaro seria o melhor presidente da década.

      1. Não podemos falar de algo que não foi lançado. Porém, eu apostaria alguma fichas no jogo, dada a qualidade de alguns jogos da Platinum (Bayonetta, Vanquish e Nier). E pela recepção dos fãs, eu preferiria ter investido em um rpg a um outro jogo de tiro (produzido por uma empresa com experiência, majoritariamente, em jogos esportivos).

        Quanto à sua descrição do xbox tavern.. Puro recalque. O site traz entrevistas (inclusive trouxe uma com os devs de state of decay 2), traz reviews, previews, comentários (“pq vc precisa de sea of thieves em 2019”)e agora até podcasts: tudo isso sobre o xbox. Além disso, para vcs que curtem uma GT, a GT do Sherwood está la e esses jogos que vc citou estão lá na conta dele. Em outras palavras, as críticas dele não são apenas justificáveis, são bem vindas.

        Já o Jorge, cujo site vc visita e participa diariamente, não tem QB, não tem Recore, não tem Ori, não tem cuphead. Além disso, vive promovendo console war. E nem digo que está errado, afinal quem tira quase 6 mil reais por mês pra traduzir alguns textos no google tradutor tem mais é que continuar. Pra mim, o Jorge é um gênio, tá pouco se lixando pra vídeo game (ou pelo menos pra xbox), trabalha como advogado e tira um extra promovendo briga entre fanboys.

        1. Ele pode fazer tudo isso (o cara do Xbox Tavern) e eu achar o trabalho dele uma merda, simplesmente pelo perfil. O cara deu 45 pro Crackdown 3. Quarenta e cinco. Sinceramente, o jogo não vale apenas 45/100.

          Ryan McCaffrey é igual, historicamente é “fã” do Xbox mas disse que todos aqui estavam “morrendo de vontade” de jogar o God of War. Ele disse isso depois do lançamento do Sea of Thieves. Achei essa declaração absolutamente ridícula. Comprasse um PS4 pra jogar o God of War então.

          Eu não tenho obrigação alguma de concordar com o perfil editorial de ninguém apenas porque faz um trabalho bem-feito. Até porque review de jogo geralmente é só opinião mesmo, a análise técnica é feita separadamente por outro tipo de mídia especializada. Dos canais “caixistas” no Brasil mesmo o mais bem produzido é o do Salatiel e eu tenho achado as opiniões dele uma merda ultimamente. Os canais mainstream todos tem uma produção impecável mas são uma bosta, não jogam nada ou são falsos mesmo.

          Você também me acusa de endossar o trabalho do Jorge vindo aqui. Eu pessoalmente não gosto, mas achar trabalhos bons no Brasil é como achar uma agulha num palheiro, não existe mais. O site Windows Club pra mim é mais uma congregação de pessoas do que propriamente uma fonte de informação. A maioria das vezes eu nem leio a notícia, só a manchete mesmo.

          Quanto ao Scalebound, o que saiu na imprensa foi que o jogo enfrentou diversos problemas de desenvolvimento e de má performance das builds iniciais, e eu sinceramente acredito, pois tinha que rodar na torradeira do Xbox One sem que houvesse uma perda significativa de qualidade das cutscenes pro jogo. Como ele estava previsto pro início de 2017, sairia antes de vir o Xbox One X.

          Lançar esse jogo (Scalebound) pra competir com o Horizon Zero Dawn e o Zelda implodiria a marca Xbox no ano em que o One X seria lançado. O Phil Spencer não é idiota, o cara sabia o quanto esse jogo era aguardado. Inclusive se tivessem lançado qualquer coisa no lugar do Scalebound eu tenho absoluta certeza de que o Crackdown 3 teria sido cancelado devido às mesmas dificuldades enfrentadas pelo Scalebound. E se viesse um Scalebound com problemas e logo depois o NieR: Automata exclusivo do PS4 rodando perfeitamente, ficaria insustentável qualquer forma de relacionamento entre a Microsoft e a Platinum.

          E tem outra: o que eu vi de gameplay do Scalebound no trailer não me impressionou. A apresentação gráfica obviamente era impressionante, mas de resto, não tinha nada de novo ali. Jogo com chefão gigante que você mata em partes existe desde os anos 90. Scalebound não tinha potencial pra ser system seller como talvez um Fable, que é uma franquia histórica, tivesse.

          1. “No mais esse Xbox Tavern parece ser mais um cuck que fica implorando por exclusivos single player que não vai comprar no Xbox, como todos sabemos”
            Foi no contexto desse seu comentário que citei as características do xbox tavern, pois, mesmo que você não concorde com o site ou não goste dele, o que é apresentado lá, não condiz com seu comentário. Principalmente, vindo de um site que argumenta em favor de Sea of Thieves em 2019 (um jogo “exclusivamente” multiplayer) ou que acabou de elogiar Apex (outro jogo exclusivamente MP).

            Quanto ao Ryan, acho legítima a colocação dele e tenho certeza que foi graças aos clamores de jogadores (e não ao controle de danos de fanboys) que Phill decidiu investir em estúdios para o desenvolvimento de jogos first party. No Brasil, o único canal que me agrada é o Nautilus (de quem discordei várias vezes). Xbox Power e Arena Xbox são bons, são voltados para a marca sem focar em console wars.

            Com relação ao scalebound, mais uma vez, digo que não temos como discutir sobre o que não existe. Porém, problemas de performance não são
            irresolvíveis. Há jogos que dão saltos de desempenho enormes da beta para a versão final. Imagine Scalebound, cujos vídeos de gameplay eram da fase pré-alfa. O jogo pode não o
            ter impressionado, mas há de convir que chamou a atenção de muita gente. A mistura de hack n slash, rpg, armas (melee e ranged), magia e um dragão companion traria algo diferente do que temos até aqui.

            CD3, além de não trazer nada de novo (não vejo a destruição de cenário tendo o impacto previsto no gameplay) e frustrar expectativas, conseguiu ser mais desinteressante que jogos do mesmo gênero como Agents of Mayhem ou Sunset Overdrive.

            Por fim, não o acusei de nada, apenas fiz uma observação. WC é a casa da zoeira.

          2. Concordo em relação ao Scalebound, o jogo parecia muito diferente de tudo que temos nessa geração, seria realmente uma ótima adição ao Xbox e eu com certeza compraria o game.

    1. Até hoje, o desenvolvedor de Scalebound, tem pesadelos com isso, as pessoas estavam perguntando a ele se era possível que este jogo poderia chegar ao Switch, ele respondeu algumas pessoas, mas depois ele disse que poderia desativar o Twitter, pois pra ele, este jogo trouxe pesadelos e noites sem dormir, era um sonho dele este jogo sair, em suas entrevistas, o Dev está sempre animado, dizendo que era um projeto desde 2005 e que agora, havia se tornado realidade, enfim, todos nós sabemos que nunca chegou a ser realidade para o dev e que agora, a IP pertence a Microsoft e não mais a ele.

      1. Tenho essa print guardada aqui. hauhauhau Na GV é o reduto dos pirateiros, deve ter mais pirateiro lá, que em fóruns de compartilhamentos de arquivos piratas. Até mais que na IGN.

    1. Sim depois do Cracudão 3 do dia pra noite a divisão xbox fechou como previsto pelos Insiders.
      https://uploads.disquscdn.com/images/a76e6c658504a271395c7a6ffc3df12f53a861e5186f969159a5e7e0a6aaebea.png
      Todo mundo foi demitido a agora o Phil está procurando emprego na Sony nem que seja como faxineiro afinal todo mundo precisa pagar as contas.Os únicos que se deram bem nessa historia foi os estúdios como a Ninja Theory afinal o mesmo insider vazou que a Microsoft comprou a Ninja para mata-la
      https://uploads.disquscdn.com/images/6c6b29c69a001dd28ea181a87de1bd438d1cb5fa3b9ba08ec5857aed4c1e470c.png
      Mas isso não vai acontecer mais porque a Ninja agora faz parte da Sony

      xD xD

      1. Excelente kkk

        Se Xbox um dia acabar, ficará marcado na história como a melhor plataforma, pelo conjunto da obra. Console, controle, Halo, Live, Gears, Forza, acessibilidade para deficientes, parceria de peso com as thirds em relação a preços mais baratos, investimento no Brasil, Fanfests, pós-venda.

        A Massa Gamer ainda não sabe que o Xbox é um investimento melhor. Basta tentar falar com o suporte angolano do Playstation enquanto ouvem o barulho do cooler do PS4 pra eles verem isso…

      1. Winning Post é um jogo lixo? Winning Post anteriores não são ruins e esse provavelmente não vai ser, agora só porque vc não gosta do jogo ou do gênero não significa que ele é lixo

    1. Tá aí um Suposto Game que aquela Menina Tatuada afirmou ser Ninja Gaiden 4 ”Exclusivo” para PS4 e Switch kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk e que no Final Tomou no Cu

  10. Aviso de “utilidade”, quem tiver interesse.

    Controle do One X funciona perfeitamente no PC, só plugar via USB como se fosse o do 360.

    Show de bola, pois é um controle muito confortável, especialmente nos botões de cima. Os do 360 que normalmente se usa no computador, ao menos o que tenho aqui, nunca funcionou muito bem o RB e LB, algumas vezes o cara clica e não responde o comando.

    Jogando Dark Souls eu vi que ruim é isso. LB é o botão do escudo, imagina falhar isso é mortal.

    Show de bola a Microsoft estar disponibilizando todos os controles NATIVAMENTE no PC, mesmo do seu último console.

  11. Acabei agora pouco de jogar o crakudao 1 ….que jogo lixooooooo ! Meu como alguém consegue jogar um jogo tão lixo ?Cheguei a conclusão que o Phil não joga vídeo game ,p aprovar um jogo desse ! Lamentável

  12. Sabe qual é o “problema” da Sony? É que a FromSoftware está desenvolvendo dois novos games estilo Souls. Ao menos um deles deve ser exclusivo ps5.

    Eu acho que IPs de peso contam muito ainda para escolher um console. A Microsoft precisa investir em RPG (especialmente) e não apenas Halo, Gears e Forza, pois essas franquias já são consagradas.

    Se olharmos a geração veremos Bloodborne, Homem Aranha e Horizon zero Dawn como “novidades” fantásticas. Days Gone e o RPG Samurai que a Sony está lançando também.

    Agora sei lá, essa geração tá muito de multiplayer. Talvez por isso a Microsoft não tem trazido jogos assim. Em parte é culpa do consumidor que está focando nesse estilo aí. Eu estou fora desse estilo, passo longe mesmo. Quero RPG e single player em geral. Não me venham com jogos estilo cracudão ou apex legends…. um mapa grande para ficar se matando como doido. Quero CONTEÚDO.

    https://www.youtube.com/watch?v=odNFQBWvOIU

      1. São novos estúdios que a empresa fechou parceria? Então, é isso que precisa focar agora. Na próxima geração precisa entrar forte nessa briga. Abrir os horizontes e olhar para outros consumidores também.

        Eu acho que esse mercado multiplayer aí vai dar uma enjoada. E mesmo se não der, muita gente ainda foca em single player. Tanto que os GOTY praticamente todos são sempre assim. Aquele Overwatch para mim foi uma baita mentira. Injusto ganhar o prêmio.

          1. Qual o problema de jogar no PC?

            Se 4K no Ultra é um problema para vc blz. Se retro infinita é um problema blz. Se liberdade de hardware e upgrade é um problema blz.

            O espaço é “windowsclub” e não “xbox club”. Eu jogo onde quiser. Em momento algum falei mal do console, embora tenha um One X também. Uso pouco, mais para Halo mesmo que é uma franquia que curto bastante. O próximo Halo parece que sai no PC.

            Não há motivo para essa briguinha besta. Todos jogamos via Windows, o lugar vc escolhe o que lhe agrada mais. Eu prefiro computador a qualquer console. Não tenho nada contra o xbox, muito pelo contrário.

    1. Entendi seu ponto de vista, mas discordo de uma coisa. Quando você coloca como culpa do consumidor em querer multiplayer,, acho que não é certo esta colocação. O mercado é movido pela grande massa. Se temos muito foco em multi, é, com certeza, porque a mesma massa pediu e isso não é um problema. RPG nunca foi forte o suficiente pra segurar público grande. Não estou dizendo que é ruim, mas sim, que nem todos gostam, no caso, a maioria. Sua ânsia por conteúdo é extremamente válida,, mas não é necessário invalidar o que outros querem. Acho que podemos ter um pouco mais de um todo.

      1. É meu gosto e ponto de vista. Cada um peça o que lhe agrada, não é mesmo?

        Se o cara gosta de multiplayer, que exija isso. Eu gosto de single player e peço isso.

        Dark Souls 1, The Witcher 3 e Horizon Zero Dawn são os melhores games que já joguei. E olha que já joguei muita coisa. Meu gosto é esse.

    2. Apesar de eu ser grande fã do Bloodborne, a Sony em 2016 deu declarações de não querer continuações de Demon’s Souls 2 ou Bloodborne 2;
      A FromSoftaware sofre do mesmo mal que a Remedy Entertainment, que fez os maravilhosos Alan Wake & Quantum Break (Exclusivos Xbox) mas que a Microsoft também não quer fazer continuações (Ambos são Singleplayers caros, que apesar de aclamados, não venderam bem)
      E como o Vinicus disse ai embaixo, a Microsoft comprou 3 estúdios que amam o gênero RPG, e um deles (Obsidian) criou Fallout 1 & Fallout: New Vegas, na E3 teremos ainda mais surpresas desses estúdios!

      1. E se pegar a NT, podendo criar um bom Hack ‘n Slash, vide que DmC só sofreu hate por ser DmC (jogabilidade é muito boa). Essa E3 vai ser muito boa, pena a sony não ter nada para mostrar

    3. Justamente por isso a MS mais que dobrou a quantidade de estúdios que trabalham diretamente para ela (sem contar os estúdios que ela ainda vai adquirir….), para ampliar esse leque de jogos disponíveis, esforços esses que começaremos a ver ainda esse ano na E3. Crackdown, no fim das contas, ainda é um remanescente da gerencia anterior.

    4. Days Gone parece ser uma merda, jogo genérico, mal otimizado, lotado de QTE e encheção de linguiça/Dramatização desnecessária. Já Ghost of Tsushima realmente parece ser muito foda, único jogo da Sony que me hypou nessas últimas 3 E3’s dela.

  13. Abandonado estão os sonystas brasileiros, que ficaram sem E3, podem ficar sem BGS, não tem suporte da Sony, não tem PsNow no Brasil, não tem merda nenhuma!

    Sonysta é aquele órfão feio que ninguém quer adotar.
    Como não ganha a atenção de ninguém, fica entrando em notícia de site de Xbox querendo mamadeira.

    1. Não tem reembolso tb. Amigo meu gastou 300 reais pensando q gastaria 120, porque colocou no carrinho e comprou uns jogos na promoção. Quando foi reclamar disseram q era porque o horário usado não era o Brasil, e lá nos japa já tinha passado do horário.
      Sem reembolso sem dinheiro

  14. Lança logo essa bagaça em Java para essa gente (que não tem Xbox) parar de encher o saco, assim voltam para suas vidinhas medíocres não tendo o que jogar nos seus consoles enquanto bostejam internet a fora.

  15. Esse game quando saiu a gameplay iria revolucionar os jogos no Xbox, que jamais teve um exclusivo c tamanha producao . Agora vão se contentar com crakudao ! Kkkkkkk

    1. X box é um ótimo console quem tem e joga está muito satisfeito, melhor rede online,retrocompatibilidade,Game Pass, Ea Acess,melhores preços em jogos multi plataforma, e muitos exclusivos com alta qualidade.

          1. Opa posso brincar tbm, eu mando, Ren Menezes, ID tbm, RenMenezes. Manda as suas agora por favor, o importante é jogar. Abraço!

    2. Vou te apresentar a 3 franquias que revolucionaram o genero, gears, forza, e halo, mas claro que ja deve ter jogado não é mesmo? Passa a gt, o importante é jogar, abraço!

  16. Não sei pq tanto auê em cima de um jogo que nem foi lançado e nem teve uma demo pra dizer que o jogo estava indo bem… das pequenas amostras que apareceram nas apresentações, pra um jogo completo existe um abismo gigante. Quantos jogos nas primeiras apresentações parecia que ia ser o melhor jogo da década, e depois no lançamento era só mais do mesmo?? (Watch Dogs, The Division, e até o Crackdown)

  17. Tanto faz se jogo vai sair no Switch ou no X Box, isso não muda o fato de que o X Box é o console com o melhor custo beneficio, com ótimos jogos multi plataforma, e exclusivos.

  18. E a novela continua… Vamos ver então no que vai dar futuramente né… acho bem difícil sair como exclusivo pra Nintendo, mas…
    Só acho que seria engraçado se chega na E3 e a MS anunciasse Scalebound. Kkkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *