Microsoft Brasil deixa escapar a data de lançamento do Tell Me Why no Xbox Game Pass

Apresentado no X019 em Londres, o Tell Me Why tem sido muito discreto. Desenvolvido pelas equipes francesas de Dontnod, com o apoio da Xbox Game Studios Publishing, o jogo chegará neste “inverno”, no entanto, mas a data exata ainda seria um mistério. Agora, caso você acesse o site da Microsoft Brasil, verá que o jogo está marcado para chegar ao Xbox Game Pass já no próximo mês.

Se ainda sabemos pouco sobre o Tell Me Why, sabemos que o roteiro e a narração serão suas principais atrações. A história do título, dividida em três episódios, encenará gêmeos, Tyler e Alyson, no coração do Alasca. Vamos progredir através de suas memórias compartilhadas, a fim de resolver um mistério cujo vínculo que une os dois heróis. Mas se Tell Me Why promete nos levar a viver uma aventura emocionante, é também por seus personagens e temas que se tornou conhecido.

De fato, a exclusividade do Xbox será, pela primeira vez na história da indústria, um herói transgênero no palco. Uma necessidade para os desenvolvedores que desejavam acima de tudo “personagens idênticos no nascimento, mas que tenham vidas muito diferentes posteriormente“. E se isso já requer uma certa maturidade, tanto para desenvolvedores quanto para jogadores.

É um jogo de aventura em que os jogadores seguem a história de irmãos e irmãs gêmeos enquanto descobrem os segredos de um passado oculto. Os jogadores usam poderes especiais para navegar pelos quebra-cabeças físicos e lógicos, enquanto fazem escolhas para o diálogo e a ação que influenciam seu progresso.

Como um lembrete, cada episódio deve oferecer entre duas e três horas de jogo.A data de lançamento de cada parte ainda não é conhecida oficialmente, mas de acordo com o próprio site da Microsoft será em julho. Portanto, restam apenas algumas semanas para finalmente descobrir a aventura Tell Me Why. E, como sempre nos jogos do Xbox Game Studios, ele chegará diretamente ao Xbox Game Pass.

179 comments on “Microsoft Brasil deixa escapar a data de lançamento do Tell Me Why no Xbox Game Pass

  1. O que importa é a nota da ign Japão e o 3.4 de média de quem realmente comprou e jogou os gráficos de tlous 2.
    Porque o jogo todo bugado ninguém conseguiu jogar né?
    Como você atira sem o braço e com a arma de lado?

      1. Porque esse alarde se é na sua ID que sua argumento acaba !
        Tem corrage de mostra para nós o grande fã PlayStation e os exclusivos que você zero que tanto se gabar? Mostra Id.

      2. Que legal, Mano!!! Agora só uma pergunta, o Metacritic é aquele agregador de notas que Joker não tem nem 60, mas concorreu a 11 categorias no oscar desse ano?

        1. E o motivo de ele ter 60 é que estaria “incentivando” os incels a cometer atos de violência, porque é um filme primoroso.

          Esses dias eu vi um vídeo que dizia que o Metacritic “chuta” notas pras reviews sem nota de sites aprovados. Seria verdade?

      3. Do que adianta ter mais exclusivos oq importa é a opinião dos jogadores. Eu por exemplo não me interesso em nenhum exclusivo da sony então seu argumento se torna inútil

      4. Exclusividade é burrice, quem não entende isso é gado acéfalo com certeza. Ainda bem que o crossplay tá se tornando mais popular hoje em dia.

    1. Cara, por muito menos jornalistas e “influencers” já massacraram jogos do Xbox. Não adianta, é a capinha verde.
      Nesse momento são 94 reviews metascore vs quase 25.000 reviews de usuários.
      Será que todos fizeram contas fakes para derrubar a nota? Acho que nao.
      Por isso eu leio às pontuações da seguinte maneira:
      Capinha azul – 7 pontos
      Capinha verde + 5 pontos

      1. O jogo é no máximo mediano em jogabilidade e excelente em gráficos.
        Só que jogos foram feitos pra jogar e não pra ficar na tela parada observando a paisagem.

    1. Prefiro jogar um título pela sua qualidade, ainda bem que não tenho preconceito.

      Deve ser horrível ser homofobico e perder jogos ou de conhecer pessoas por achar que sexualidade é algo depreciativo.

      1. Horrível deve ser aceitar a oposição que satanás faz contra Deus, uma coisa é ser homofóbico e outra é aceitar um gênero contrário a natureza.
        Esse tipo de gente perverte a decência pois querem impor que todos devem achar natural suas escolhas, mas não se preocupe, hoje o mundo teme por causa de um vírus, mas esquecem que no livro de Apocalipse a tragédia tomará uma proporção devastadora.

        1. Uma coisa mais terrível ainda, é você ter uma mente tão fraca a ponto de não conseguir aceitar a sua insignificante e casual existência perante o universo, e aí precisar inventar um motivo para existir: um Deus criador e blá blá blá.

          Pra mim, inventar identidades supremas e divinas para justificar aquilo que não se pode explicar, e usar as ‘supostas‘ vontades desses seres improváveis pra querer cagar regra na vida dos outros é o que se pode fazer de pior!

  2. Mesmo não gostando, XBOX precisa desse tipo de jogos e com narrativas envolventes como TLOU…. Mas espero que não faça um roteiro tão porco como Druckmann fez dessa vez.

    1. Aparentemente não tem como apelar mais para nudez e violência gratuita como ele fez, o jogo já está sendo proibido em alguns países e concordo, não acho necessário baixar a esse ponto para tentar demonstrar algo.

      1. Fale por você. Eu, como milhares de usuários da plataforma Xbox e Windows 10, gostamos muito de experiências narrativas, e este vem pra agregar.
        Jogaremos.

    2. Xbox precisa de jogos pra jogar, jogar sozinho ou principalmente com amigos. Se eu quisesse ficar 2 horas pra lá e pra cá decidindo quem beijar eu veria malhação.

    3. O Xbox precisa na verdade de um jogo com o perfil do Ghost of Tsushima: mundo aberto e elementos de RPG.

      Jogo que nem TLOU já existe e se chama Quantum Break. É um baita jogo, mas vendeu menos que o State of Decay 2.

      1. quais games bons o xone lançou esse ano?
        Quais games demonstraram o poder gráfico do one x esse ano?
        Quais games do one tiveram uma história bacana esse ano?
        Quais games foram bem avaliados no one e provavelmente serão indicados a melhores do ano?
        Responda com honestidade e eu te darei razão tbm sobre não gostar de tlous2 e achar que o game é LGBTXYZ e a poha toda

        1. Esse ano tivemos ori e vamos terminar o ano com halo.
          O melhor metroidviana e o melhor tps exclusivo de console da geração.
          E vcs mais do mesmo?

      1. Qual jogo do Xbox One tem 95 de média no Metacritic, é o jogo mais premiado pelo crítica especializada pelo The Last of Us ou ganhou GOTY que nem GOW? pois é, nenhum… ninguém liga pra essa raça ruim dos videogames que vão lá querer destruir o userscore só porque o consolinho deles não tem jogo AAA.

          1. Nota 3.4 de caixistas. Enquanto vocês fazem review bombing, eu jogo seus exclusivos no Gamepass do PC.

            Abraços amigo!

          2. Meu caro, não são caixistas que estão fazendo isso, vá lá ler as reviews, é gente do lado de vocês que ficou putaça, hahaha.

          3. Meu caro, não são caixistas que estão fazendo isso, vá lá ler as reviews, é gente do lado de vocês que ficou putaça, hahaha.

          1. Velho, qualquer coisa popular entra no Hall Of Fame kkkkkkkkkkkkkkk lembrando que foi o Halo: CE, porque ninguém lembra de Halo 5.

      1. E a qualidade do game é boa também?
        Vai ser comentado como tlous2?
        Vai ser a maior pré venda da história do Brasil?
        Vai concorrer ao GOTY?
        E os gráficos?
        Ah a desculpa de lgbtqixyz não cola, pode falar o que quiser, tlous2 é o melhor game da geração e tecnicamente o xbox one x não chega nem perto, chora e esperneia caixinha

          1. É o melhor game do PS4, melhor game da geração e melhor gráfico já feito!
            Realmente a americanas deu mancada, estava em rota de entrega ontem e não veio, agora só segunda feira…mas isso não muda os fatos!
            95 GOTY!

          2. Com certeza
            Agora quem só tem um xbox flopado é como se estivesse na favela do RJ no meio das balas…

  3. Espero que depois do fiasco das criticas pesadas da comunidade sonysta contra o TLOUs 2 os jogos de lacraçao, tipo esse lixo de Tell me Why, sejam varridos do face da terra. Microsoft também é uma empresa lacradora pra caramba e tem que tomar paulada quando faz por merecer.

    1. Tem bastante espaço pra esses temas serem discutidos dentro de jogos sim, ainda mais esse de nicho. O problema é ser feito direito,
      que não foi o caso de tlou2. Abra a sua mente amigo ou se não gostar apenas não jogue

      1. Concordo. Sonysta merece se ferrar com ferro e fogo. Mas não passo pano pra Microsoft se ela fizer as mesmas besteiras. Jogo de narrativa e lacraçao não rola. Lacraçao só se for engraçado que nem no Dragon Age.

    2. Dar representatividade a comunidade LGBTQ+ é lacração? Tô jogando o game pela Twitch e não até agora não vi essa lacração que todos estão falando…
      O jogo não agradou o público por outras coisas. Só quem é homofóbico tá achando ruim essa “lacração”

  4. Passo longe desse jogo, não pelo conteúdo LGBT e sim por ser filme interativo, odeio esse tipo de “jogo”.

    Fico vendo comentários no Twitter sobre last of us 2, pessoal nem joga, assiste tudo no YouTube como se fosse realmente um filme ou série, que espécie de jogo é esse? Tomara que a Microsoft não invente de seguir esse rumo de filiminhos, não abandonem nunca os multiplayers.

    1. O jogo que popularizou esse estilo foi Walking Dead, que por sinal tem um arco histórico bem parecido com o primeiro TLUS.

      O problema com esses jogos é que não exige habilidade, não tem exploração e nem mesmo importa que se faça as escolhas certas porque dá pra refazer as ações a partir de aualquer ponto depois pra chegar nos finais. Se não têm história forte, não têm apelo nenhum. Não à toa o estúdio que popularizou o estilo, Telltale, fechou as portas.

      Não tem como saber se vai ser o caso desse, mas eu prefiro jogos que me imponham desafios e não é esse o caso desse tipo de jogo…

  5. E desse tipo de jogo que o Xbox precisa, com foco narrativo! Espero que esse game seja tão bom quanto o Life is Strange 1 e Before The Storm. Vou jogar pelo Game Pass e se for bom eu compro a preço cheio msm pra ajudar o estúdio! Fiz isso com os Life is Strange, menos o LiS2 pq ainda não joguei. Esse estúdio merece uma atenção da Microsoft pra fazer parte do Xbox Games Studios.

      1. Super concordo e o que mais odeio é caixista passando pano para esse jogo e detonando The lesbian of us… É incrível como o nível da fanboyolisse chegou

        1. Este jogo tem o enredo totalmente diferente de TLOU, mas pra sua mente pequena é o mesmo “tipo” de jogo só por que trata a temática LGBT? Santa ignorância.

    1. Se curte experiências narrativas, te indico fortemente “A Plague Tale”.
      Um dos melhores jogos que joguei na vida, simplesmente maravilhoso.

    1. “Isso” existe desde os tempos remotos da humanidade. Que bom que você não nasceu no Egito, na Grécia ou na Roma antiga, porque já teria cortado os pulsos de tanto ver ‘isso’.

        1. Respeitar crianças? Me poupe!

          O pior desrespeito a uma criança é forçar ela a ir a porra de uma igreja quando pequeno e forçar ela a acreditar em mentiras confortáveis para adultos.

          O pior desrespeito com uma criança é não respeitar o tempo dela e a forma como ela absorve e aprende sobre o mundo a seu redor, sobre seu próprio corpo e seu próprio gosto, e querer forçar a porra de uma heterossexualidade nelas por imposição (por isso existe hoje em dia, tanto homem casado que pula a certa pra curtir com outros homens).

          Não me venha com essa de ‘desrespeitar crianças’. Crianças precisam aprender que o mundo é gigante e vasto, e não uma caixa fechada como gente retrógrada faz pensar que é!

  6. Preciso comentar algo que me chateia e me frustra ainda. Estamos em pleno século XXI e ver comentários como “jogo lacração” é de doer a alma. Qual a dificuldade de existir jogos que contem histórias de pessoas LGBT? Porque isso incomoda tanto? E porque um jogo com uma temática dessa não pode ser bom? Aliás, porque esta característica LGBT desmerece tanto um jogo? Sou fão do Xbox, tenho um One S e não me arrependo nunca de ter o console. Mas a comunidade gamer é extremamente preconceituosa, homofóbica e machista. Vide os comentários aqui sobre a porra de um jogo de sobrevivência e ação, que conta a história de uma garota que é apaixonada por outra (TLOUPt2) em um mundo apocalíptico. Não vii nada sobre o jogo direito, mas o que tem demais mostrar a realidade de que essas pessoas também existe no mundo lá fora? E melhor, porque isso incomoda tanto vocês que reclamam?

    Que a microsoft invista em mais jogos com boa história, apontando pra diversidade e pra qualidade, dando oportunidade pra qualquer etnia, orientação sexual ou gênero. Espero que Tell Me Why seja o início disso.

    1. Obrigado por dizer isso. Infelizmente tem uma parcela da comunidade que fica chorando se tiver qualquer personagem que não for um homem branco. Pessoas trans existem e é muito legal ter jogos que colocam a gnt no ponto de vista dessas pessoas.
      Chorar que tudo é lacração é coisa de gente que não consegue perceber que existem pessoas diferentes.
      E no final do dia, eu quero um jogo bom, independente da sexualidade ou gênero dos personagens.

      1. Sim. O mundo está ai cheio de diferenças, ngm é igual a ngm e mais ainda ngm é perfeito. Deveríamos estar apoiando as diferenças de todos. Existe uma coisa muito importante nisso tudo. Se alguém não gostar de algum produto de entretenimento é só não consumir.

        Ah, obrigado por comentar aqui. miixess ta ai minha gametarg se quiser.

        1. Desmascarando sites de xbox

          MetaCritic lista os 40 melhores exclusivos dos consoles desta geração
          Confira os 40 exclusivos com melhores notas.

          Publicado por Taffarel, em 19 Jun 20:31.

          Jogos Por Plataformas

          21 – Sony
          13 – Nintedo
          6 – Microsoft

    2. Não há problema em ter jogos LGBT, tem jogos assim q são bons como Life Is Strange. O problema de TLOU2 é que eles fizeram algo extremamente forçado chamando todos os cristãos de homofóbicos e colocando a sexualidade da personagem como se fosse o centro de tudo.

      1. Eu ainda não vii nada sobre o decorrer da história. Depois vou dar uma passada no youtube pra conferir. Mas obrigado por ter vindo justificar o seu posicionamento, ao menos vc comentou algo diferente do que eu vii o pessoal comentando como “lacração” ou “eu não aceito”.

        1. Fora as ofensas homofóbicas como “vaza daqui sua bicha!” e outras! O pessoal.acha que internet é terra sem lei, como se o IP de máquina e identificação de um usuário não fossem a coisa mais fácil do mundo de serem rastreados e que não existe consequências pra certos tipo de postura.

      2. É parecido com Wolfenstein II, que deu a entender que todos os americanos brancos (ou pelo menos uns 99%) aceitaram de bom grado o domínio nazista, e os únicos que não aceitaram compõem esse perfil do homem “progressista”. O jogo também chegou a fazer referências ao Donald Trump (no inglês é que se percebe) e retconeou o BJ Blazkowicz como judeu.

        Qual o metascore? 88. Mas vendeu menos da metade do anterior.

      3. Talvez quem fez a sexualidade da personagem ser o centro de tudo não tenha sido feita no game mas ficou bastante explorado sim. Eu diria que a culpa disso tudo fica toda na comunidade que se identifica transformando este ponto do jogo no centro de tudo.

      4. Vc não jogou por isso esta falando besteira…vi muita gente falando e criticando a sexualidade da Ellie, mas todo mundo que jogou a DLC Left Behind na época do PS3 sabia disso !! Tem um bj entre ela e a Rilley na DLC…

    3. Cara acho que isso é mais é Hate mesmo de fanboy de console,tipo se fosse o Xbox que lançarem um game assim o pessoal do play iria encher o saco com isso e por ai vai…

    4. A maioria não se identifica com isso simples. Eu vou ser um dos que não vai jogar, não me vejo representado por isso. Quem faz parte dessa realidade acredito que vai jogar, cada um no seu quadrado

      1. Mas não comento sobre falta de identificação, mas de respeito mesmo. Você pode não se encaixar nessa parcela, mas me chateia ver certos tipos de comentários. O que eu penso: Se não se identifica, não joga e pronto.

    5. O jogo está sendo criticado porque o Joel morre de forma ridícula, no começo. O cara é “só” o maior personagem do primeiro jogo. Tem a ver com o final também mas estou com preguiça de dar spoiler.

      Outro problema é que a Abby tem um biotipo que não faz sentido. A guria tem uns 18, 19 anos e tem um braço daqueles? Ombros tipo de rapaz? Como assim? Injetaram o T-Virus do Resident Evil nela? Acho que nem se ela fosse bodybuilder.

      Se bem que, se a Sony estivesse defendendo o nazismo, ainda teria textão no WC defendendo o jogo por ser da Sony. Não adianta, o sonysta não existe como pessoa se não tiver exclusivos e a mídia pra dar boost no metascore, pra ele se achar no direito de humilhar os outros. Pior raça dos games.

      Quanto à Microsoft, não se preocupe, pois eles fazem isso desde o final do século passado, pelo menos.

    6. Eu joguei o TLOUS 1 na época que tinha o ps4, e gostei. Atualmente tenho só o One X.
      De fato eu vi um falatório em torno do TLOUS 2, e como eu não joguei prefiro não opinar sobre o jogo em si, mas vou tocar noutro ponto: há uma crescente polarização no mundo, com cada vez mais jovens querendo militar sobre qualquer coisa, seja qual for a ideologia. Tem menos pessoas interessadas em formar consensos e cooperação, e muitas buscando o conflito e impor sua visão de mundo ao outro. A sociedade ocidental assim não vai chegar muito longe.

      Os ultimos jogos de narrativa que joguei recentemente foram Life is Strange 2 e A Tale Plague, e não veria problema algum em jogar o TLOUS 2, embora o Ratchet e Clank, God of War e Ghost of Tsushima seriam os games que priorizaria jogar no ps4 caso eu tivesse o console.

      O segredo, é focar naquilo que realmente interessa e faz bem, e falo isso não só pra games, mas no âmbito geral mesmo. Com isso eu filtro muita coisa que não interessa, e que em nada me agrega.

      1. Concordo plenamente. O problema de alguns e o militar, se impor. Para ser aceito, para ser respeitado, qualquer um, a pessoa precisa se dar ao respeito. As pessoas precisam para de polarizar, olhar cores ou sexo, precisamos apenas olhar o caráter e contribuição das pessoas neste mundo. Tentar fazer as pessoas engolir cor, sexualidade, religião, … é sim a chamada lacração. O ser humano que precisa se sentir representado em um jogo ou em qualquer lugar baseado em gênero, sexo, ou cor de pele normalmente são pessoas de mente e caráter fracos.

    7. Penso da mesma forma! Sou caixista, gay, casado há dez anos com um nintendista e muito feliz e realizado com minhas escolhas. Pessoal tem uma dificuldade de entender que gays existem e também jogam videogame. Esse jogo infelizmente vai ser massacrado. ÓDIO plantado, será ÓDIO colhido. Eu preferi nem me manifestar quando vi a discussão em torno do LTOU, mas quando a coisa extrapola a zoeira não dá. Foi a falta de empatia que derrubou a mil grau. Se a turma não consegue ter empatia e se colocar no lugar do próximo, pelo oi menos tente ter zelo pela página. Lembrei logo desse jogo! Particularmente, não sou nem tão fã assim de jogos narrativos, mas lamento que esse game vai sofrer do mesmo hate que LTOU sofreu!

      1. Obrigado por comentar. Fiquei feliz de saber a relação de respeito que você possui com seu marido nintendista. Seria incrível que as pessoas aprendessem a respeitar dessa forma.

    8. Eu acho que as pessoas só falam isso para zoar, é a tal guerra de Consoles. Entenda que a lacração não está necessariamente no jogo e sim em quem defende o jogo aqui.

      Vc só está sendo ingênuo na sua insatisfação com a comunidade gamer. Abra os olhos, não há comunidade gamer preconceituosa, machista ou homofóbica.

      1. Eu vejo isso de uma forma diferente, já aconteceu uma vez de eu ver algumas pessoas agindo de um jeito homofóbico e que me incomodou um pouco, então eu pedi para essas pessoas reconsiderem o que elas estava dizendo, mas acabou que algumas delas me xingaram de “bicha” e “viadinho”, algo que eu não sou nem demonstrei ser.

        Pra mim, obviamente existe uma minoria gamer bastante preconceituoso, minoria porque várias pessoas foram criticar aquele que havia ofendido e decidiu tentar me ofender, mas existir, existe.

        1. Também sei que existe e são poucos. No geral, na maioria das vezes, são pessoas que usam da zoeira como forma de diminuir outra pessoa pelo motivo único que é a guerra de consoles. Infelizmente não há um adm presente na maioria das páginas nas seções de comentários pra impor respeito.

      2. Existe sim, como existe em qualquer outra comunidade. O preconceito está em qualquer meio e ingênuo está sendo você de achar que não exista. A comunidade gamer é bastante tóxica e vou te citar um exemplo. Há certos usuários no pc que utilizam de hacker pra derrubar servidor do GTA rp. Isso daí é o mínimo da toxidade e já vii coisas piores.

        1. A comunidade gamer não, esta são centenas de milhões de pessoas. Esse povo, é sempre o mesmo grupo que apenas se presta a poluir seções de comentários ou hackear jogos na internet não são tanto quanto parece, perto da comunidade que anda na linha, esse pessoal representa um número quase nulo. Acredite, troll de internet, comunidade, os tóxicos, são sempre as mesmas pessoas na internet, estes possuem várias contas, e mesmo vc banindo eles sempre voltam e sempre estão presentes em cada novo jogo e cada nova página de notícias. Por exemplo, os sonystas que atacam aqui, swo os mesmos que atacam na gamevicio, ign, etc… essas pessoas sequer jogam apenas gastam seu tempo pela internet se passando de gamer.

      1. Ai você exagera meu amigo, existem pessoas que não se dão o devido respeito em todos os lugares, de qualquer gênero ou orientação sexual. Esse tipo de argumento parece mais preconceito velado com uma justificativa nada plausível.

  7. Microsoft c sempre olhando p frente. Século 21 e as pessoas ainda tem dificuldade d olhar a realidade a sua volta. Chega d ser retrógrado e c pensamento pequeno. A vida é plural, c várias realidades e verdades. Parabéns Microsoft por olhar p seus consumidores

  8. Um dos jogos que mais estou esperando para esse ano. Tô muito ansioso por esse daí… Os gráficos estão lindos, e uma fanfic de vez em quando, não faz mal a ninguém…

    Só espero que seja emocionante, e não somente drama, drama e drama 100% do jogo.

          1. Eu já não ligo pra esses negócios de militar/platinar…nem fodendo vou perder meu tempo jogando um jogo que não gosto ou atrás de colecionáveis inúteis…mas respeito quem goste.Boa sorte ai irmão pra militar o game.

          1. Hioocrisia..falam tanto de TLOU part 2 é filminho, criticando por isso e pela lacração, é obvio, aí apaece um exclusico estilo Life is Strange e com mais lacração ainda e fica todo mundo defendendo o jogo só porque é da Microsoft..se fosse o contrário, PQP…

      1. Amar eu não amo não, mas se você disser que odeio o jogo por causa das temáticas que ele aborda, aí seria uma grande mentira, porque pra mim, foi o grande ponto alto do game!

  9. O jogo que os caixistas pedem: Fable Legends, Alan Wake 2, Scalebound, Sunset Overdrive 2
    O jogo que a Microsoft manda: “jornada do homem trans”

    1. Cara, jogo é jogo, a Microsoft está criando jogos para todo o tipo de publico, se não apoia a diversificação de estilos de jogos exclusivos então você está torcendo contra a empresa…

  10. Eu não gosto desse tipo de jogo,mas acho que quanto mais diversidade de games melhor para o console.Gosto mais de um jogo com boa narrativa mas com muito mais gameplay,acho que por isso gosto tanto de Tomb Raider…

  11. Sério tem pessoas que tem problema mental,esquizofrenia,sei lá!ontem o mesmo povo que estava reclamando de um jogo que é lacração e o caralho a quatro que saiu para o PS,agora está ansioso para jogar esse?!fora que esses mesmos sempre reclama dos Filminhos da Sony,mas esse é Top né?

  12. Nossa quanta gente homofóbica aqui, povo sem escrúpulos, aposto que a vida destas pessoas deve ser execrável. O mundo não é a cabecinha pequena de vocês não, abram a mente e entendam que vocês não são os únicos, os adorados, os louvados.

  13. Desmascarando sites de xbox

    MetaCritic lista os 40 melhores exclusivos dos consoles desta geração
    Confira os 40 exclusivos com melhores notas.

    Publicado por Taffarel, em 19 Jun 20:31.

    Jogos Por Plataformas

    21 – Sony
    13 – Nintedo
    6 – Microsoft.

  14. Desmascarando sites de xbox

    MetaCritic lista os 40 melhores exclusivos dos consoles desta geração
    Confira os 40 exclusivos com melhores notas.

    Publicado por Taffarel, em 19 Jun 20:31.

    Jogos Por Plataformas

    21 – Sony
    13 – Nintedo
    6 – Microsoft

  15. Desmascarando sites de xbox

    MetaCritic lista os 40 melhores exclusivos dos consoles desta geração
    Confira os 40 exclusivos com melhores notas.

    Publicado por Taffarel, em 19 Jun 20:31.

    Jogos Por Plataformas

    21 – Sony
    13 – Nintedo
    6 – Microsoft.

  16. Desmascarando sites de xbox

    MetaCritic lista os 40 melhores exclusivos dos consoles desta geração
    Confira os 40 exclusivos com melhores notas.

    Publicado por Taffarel, em 19 Jun 20:31.

    Jogos Por Plataformas

    21 – Sony
    13 – Nintedo
    6 – Microsoft

  17. Desmascarando sites de xbox

    MetaCritic lista os 40 melhores exclusivos dos consoles desta geração
    Confira os 40 exclusivos com melhores notas.

    Publicado por Taffarel, em 19 Jun 20:31.

    Jogos Por Plataformas

    21 – Sony
    13 – Nintedo
    6 – Microsoft.

  18. Desmascarando sites de xbox

    MetaCritic lista os 40 melhores exclusivos dos consoles desta geração
    Confira os 40 exclusivos com melhores notas.

    Publicado por Taffarel, em 19 Jun 20:31.

    Jogos Por Plataformas

    21 – Sony
    13 – Nintedo
    6 – Microsoft

  19. Desmascarando sites de xbox

    MetaCritic lista os 40 melhores exclusivos dos consoles desta geração
    Confira os 40 exclusivos com melhores notas.

    Publicado por Taffarel, em 19 Jun 20:31.

    Jogos Por Plataformas

    21 – Sony
    13 – Nintedo
    6 – Microsoft.

  20. Desmascarando sites de xbox

    MetaCritic lista os 40 melhores exclusivos dos consoles desta geração
    Confira os 40 exclusivos com melhores notas.

    Publicado por Taffarel, em 19 Jun 20:31.

    Jogos Por Plataformas

    21 – Sony
    13 – Nintedo
    6 – Microsoft

  21. Desmascarando sites de xbox

    MetaCritic lista os 40 melhores exclusivos dos consoles desta geração
    Confira os 40 exclusivos com melhores notas.

    Publicado por Taffarel, em 19 Jun 20:31.

    Jogos Por Plataformas

    21 – Sony
    13 – Nintedo
    6 – Microsoft.

  22. Desmascarando sites de xbox

    MetaCritic lista os 40 melhores exclusivos dos consoles desta geração
    Confira os 40 exclusivos com melhores notas.

    Publicado por Taffarel, em 19 Jun 20:31.

    Jogos Por Plataformas

    21 – Sony
    13 – Nintedo
    6 – Microsoft

  23. Eu realmente espero que a Microsoft invista em jogos com boas narrativas, falam mal de The Last Of Us2 mas é inegável que o jogo é visualmente belo e tem uma narrativa envolvente, Vou continuar com a Microsoft mas confesso que estou farta de jogos no estilo Halo e Gears.

    1. Gosto muito das franquias da M$, mas confesso que estamos precisando muito de jogos single player com foco na narrativa. São experiências incríveis e o catálogo precisa de diversidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *