Carregando...

Microsoft lançará o xCloud em 2020, com controles do PS4 e streaming no PC

A Microsoft planeja lançar seu serviço de streaming de jogos xCloud em 2020, e a empresa está expandindo-o para os PCs com Windows 10 no próximo ano também. “Minha expectativa é que ele esteja disponível em 2020”, diz Phil Spencer, chefe de jogos da Microsoft, em entrevista ao The Verge. Embora a Microsoft esteja comprometida com algum tipo de lançamento no próximo ano, ainda não está pronta para falar sobre preço ou datas exatas de lançamento, mas a empresa também planeja levar o xCloud aos PCs com Windows 10 e parece que os jogos para PC podem ser transmitidos aqui no futuro.

A Microsoft está dizendo apenas “no próximo ano” irá suportar o Windows 10, mas é mais provável que ele apareça nos próximos meses do que no final de 2020. Parece que a Microsoft planeja transmitir jogos para PC através no xCloud no futuro, mas Choudhry está apenas sugerindo esse futuro agora.

Com o lançamento do xCloud em 2020 e uma expansão além do Android, o ausente da lista ainda são os iPad e iPhone. Parece que está prestes a mudar. “Temos um aplicativo protótipo instalado e funcionando, está funcionando bem”, explica Catherine Gluckstein, gerente geral do xCloud. “Adoraríamos que ele fosse lançado no iOS e, no devido tempo, será. Estamos trabalhando com a Apple.”

Problemas com o iOS à parte, a Microsoft também está adotando o suporte a mais controles além do controle sem fio Xbox One para xCloud. A Microsoft planeja incluir suporte para os controladores DualShock 4 da Sony no xCloud no próximo ano, e outros controles Bluetooth e da Razer. Isso será uma boa notícia para as pessoas que estão acostumadas com os controles do PS4, mas desejam jogar Halo, Forza ou outros jogos do Xbox através do xCloud.

A Microsoft obviamente está falando mais sobre o xCloud esta semana, pois seu principal concorrente, o Google, se prepara para lançar seu serviço Stadia na próxima semana. O Google está sendo agressivo com seus planos de lançamento. A abordagem da Microsoft tem sido relativamente lenta em comparação. “Eu vejo isso como agressivamente responsável”, brinca Choudhry quando digo que a Microsoft parece cautelosa. “Não quero assumir que sabemos todas as respostas certas. Eu quero ir lá e testar, e eu quero sair e receber feedback da comunidade, descobrir qual é a mistura certa e fazer a coisa certa. É mais importante para nós acertar do que sair rápido.”

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.