Carregando...

Microsoft pode acabar com a guerra dos consoles com o lançamento do Xbox Series X

Desde dezembro passado que o Xbox Series X foi anunciado oficialmente, conhecemos da Microsoft os planos planejados para a nova geração. A empresa americana explicou em diferentes momentos nessas últimas semanas o conceito de console e ecossistema que deseja, algo que eles esperam alcançar com a chegada do Xbox Series X.

Nesta ocasião, foi o analista Ben Gilbert que publicou um ótimo artigo no qual a proposta em que a Microsoft está atualmente trabalhando com o Xbox Series X e com a marca Xbox em geral é bastante interessante. Alguns dos pontos analisados já estavam claros para nós, mas em outros ele vai um passo além e determina os objetivos da Microsoft com a oportunidade oferecida pela nova geração.

O hardware não é mais um elemento essencial, o importante é vender jogos em um ecossistema persistente. Nesse sentido, os próximos projetos da empresa americana passam pelo Xbox Series X, Project XCloud e Xbox Game Pass. O console principal ainda é o meio preferido, mas não é mais essencial.

  • O novo Xbox será apenas a expressão final de um ecossistema. O conceito de retrocompatibilidade (não apenas jogos) se estende aos acessórios e até às comunidades: assim, a biblioteca de videogames e tudo relacionado a ela é mantida de geração em geração.
  • A partir de agora, existe apenas o Xbox: o Xbox Series X é apenas o modelo mais recente do console Xbox. Uma mudança de ritmo que esclarece a estratégia da Microsoft, deste ponto de vista muito semelhante ao da Apple com seu iPhone.
  • O Xbox Game Pass visa tornar-se o “Netflix de videogames”, em troca de uma assinatura mensal que permite o acesso a uma seleção crescente de títulos. Além disso, com o Project xCloud, a Microsoft poderia ser a primeira empresa real a abordar o conceito de streaming no setor de jogos.

Como dissemos nas linhas acima, alguns desses pontos já foram explicados pela Microsoft em diferentes entrevistas, embora o analista acrescente algumas conotações pessoais sobre a estratégia que a Microsoft pode estar enfrentando diante da nova geração. Se essa estratégia fosse seguida, a Microsoft acabaria com a “guerra dos consoles”, optando por um modelo diferenciador e apostando em oferecer um caminho focado no serviços. A guerra para quem vende mais consoles pode não ser mais tão relevante quanto antes.

O Xbox Series X chegará ao mercado ainda este ano com uma data ainda a ser determinada.

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.