A entrada tradicional para fone de ouvido está é uma das coisas que estavam destinadas a morrer em algum momento futuro. Não só porque... Microsoft pode ser a salvadora da entrada de fones, ocupando metade do espaço

musica

A entrada tradicional para fone de ouvido está é uma das coisas que estavam destinadas a morrer em algum momento futuro. Não só porque é um cabo, mas também porque temos tecnologia suficiente para desenvolver fones de ouvido sem fio com autonomia suficiente para durar um dia inteiro. É como o CD player dos PCs: há muitos anos, começou a desaparecer.

A fabricante mais importante que o eliminou pela primeira vez essa entrada de áudio foi a Apple com o iPhone e, desde então, outras empresas se juntaram à “moda“; Entre eles, é claro, temos Samsung, Google, Motorola e HTC – e, de quebra, vendem novos acessórios Bluetooth.

O argumento que muitos fabricantes fizeram para eliminá-lo foi por conta do tamanho, já que, para reduzir a espessura do smartphone, isso foi necessário. Mas agora, graças às contribuições da Microsoft, esta desculpa é deixada para trás, e podem voltar a trazer a compatibilidade com os fones de ouvidos com fios.

A ideia da Microsoft é muito simples: um conector mini-Jack que muda de tamanho dependendo de ter algo conectado ou não. Estando em repouso, a entrada ocupa menos do espaço do que deveria (metade, especificamente). Estando em uso, ocuparia o espaço que deveria.

Igual ao bolso das calças: se não estiver em uso, em repouso, não ocupa espaço; mas se estiver em uso, se tiver coisas dentro, ocupará um volume maior.

patente-fone

A empresa de Redmond propôs, em particular, três métodos diferentes: no primeiro, uma membrana elástica é usada; outro com material elástico plissado (com pregas); e o último com um material mais rígido que se expande tanto na parte superior como na parte inferior.

Nas imagens acima, vemos os três métodos explicados graficamente. Todos os três incluem a entrada para fontes tradicional de 3,5 milímetros e, ao mesmo tempo, economize espaço para o telefone.

Não sabemos se essa patente será transformada em realidade. Mas sabemos que a Microsoft ainda pretende voltar aos celulares (não aos smartphones), e está dedicada com a Qualcomm para criarem PCs cada vez mais compactos com o Windows 10 para processadores ARM. E claro, ainda existe a possibilidade de outro fabricante usar isso pagando os direitos de uso.

O que vocês acharam?

jorgemoderador

Sou advogado e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Acompanho todos os produtos das Microsoft, inclusive como jogador do Xbox One.

Curta nossa nova página no Facebook!