Carregando...

Microsoft rebate a Sony quanto ao “crossgen” e relata benefícios aos seus consumidores

Nós já falamos que a Microsoft está com um marketing agressivo, pois bem. Não esperem declarações de amor no início da geração por parte dela e da Sony. Nós estamos acompanhando tudo e vamos repassar para vocês todas as informações para que você entenda cada vez mais sobre a próxima geração de consoles.

Hoje cedo, Jim Ryan da Sony afirmou que a empresa “acredita nas gerações de consoles” e afirmou que não vai desenvolver mais jogos para o Playstation 4, e qualquer usuário do Playstation que quiser um novo jogo irá ter que comprar o Playstation 5. Suas declarações em inteiro teor traduzimos neste link.

Agora, Aaron Greenberg, diretor de marketing do Xbox, deu a seguinte resposta:

Xbox acredita em gerações. Gerações de jogos que jogam com o mais recente hardware [Xbox Series X] aproveitando a inovação de última geração, oferecendo mais opções, valor e variedade do que qualquer lançamento de console de todos os tempos. Todos os nossos títulos do Studios [Xbox Game Studios] são lançados no Xbox Game Pass e você recebe atualizações de jogos para a próxima geração de graça.

Então é isso, a Microsoft defende em dar opções aos consumidores para jogar onde quiserem, e dentro as alternativas está o valor, afinal nem todos terão dinheiro para comprar um console de última geração no lançamento – e essa realidade é no mundo inteiro, não só no Brasil.

Outro ponto digno de nota, todos os títulos da Xbox Game Studios além de serem lançados diretamente no Xbox Game Pass ele passaram a receber atualizações para que possamos jogar na próxima geração de graça. Cabe lembrar que, muitas empresas não fazem isso, a própria Sony iniciou a geração atual com remasters e a EA irá dar esse benefício ao Madden NFL 21 como crossgen por tempo limitado. Não é algo comum o que a Microsoft está fazendo.

Halo Infinite será lançado junto com o Xbox Series X no final deste ano, mas ainda assim, o público do Xbox One e assinantes do Xbox Game Pass poderão jogá-lo sem custos adicionais.

O que vocês acham?

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.