Carregando...

Microsoft “rouba” a cena do GOTY, e pode surpreender ainda mais!

Que Microsoft é essa com qual estamos encarando? Que aquela gestão do lançamento do Xbox One lá em 2013 não está mais no comando nós já estamos cansados de saber, mas até onde o atual chefe, Phil Spencer, poder ir? Bem, o evento The Game Awards dá indícios que podemos ser surpreendidos a qualquer momento.

Após uma excelente X019, já havia boatos que a Microsoft iria ainda anunciar mais jogo ainda 2019, e muitos, como sempre, duvidaram. Em entrevistas recentes, Spencer já disse que não precisa guardar jogos – eles têm de mais. A questão é que não são 15 estúdios, mas muitos deles cresceram tanto que trabalham em múltiplos projetos. Por isso, muitas surpresas estão acontecendo com muito mais frequências que nos anos passados.

THE GAME AWARDS

Este é o evento de gala que anuncia os melhores jogos do ano por categoria, e o melhor jogo do ano (GOTY). Neste ano, a maior polêmica se voltou ao Death Stranding que não obteve o amor unanime do público e nem grandes notas, mas ainda assim, por algum motivo disputou em várias categorias. No final das contas, a Microsoft foi a grande vencedora.

Não, The Outer Worlds da Obisidian não ganhou o GOTY, este prêmio máximo ficou com o Sekiro, mas a Redmond conseguiu roubar a cena do evento ao anunciar a nova geração de consoles: Xbox Series X. Contudo, não roubou tudo sozinho, com ele veio o Hellblade 2 com uma cinemática rodada na engine e no console da própria geração absurdamente incrível.

A “esperteza” da Microsoft

O The Game Awards é um evento que é divulgado por praticamente todos da indústria games, sejam grandes estúdios ou editoras e até mesmo pelo Playstation, Nintendo e Microsoft através das suas redes sociais e outros canais de comunicação.  Todos pedindo para que seus clientes assistissem tal streaming na noite do dia 12. Imagine o impacto disso.

Muitos acreditavam que a Microsoft não deveria participar, afinal tiraram Gears 5 dela da premiação principal e colocam jogos menos amados na lista. Outros fãs do Xbox se recusavam a assistir tal evento já que tudo caminhava para que Death Stranding fosse o vencedor e além disso, justamente neste horário, a Ninja Theory – olha que ironia – iria liberar Bleending Edge alpha, para que o pessoal jogasse.

Mas a Microsoft ofereceu prêmios (MixPot) e no Twitter muitos perfis de Insiders mandavam os fãs do Xbox assistirem ao The Game Awards. Bem, eu assim ao vivo e só foi cair minha ficha de manhã cedo. Eu não acreditei que a Microsoft estava dando adeus ao Project Scarlett, e anunciou o Xbox Series X, a nova geração ao lado Hellblade 2.

A Microsoft dizia que só mostraria o até então “Project Scarlett” em 2020 e a Ninja Theory afirmava que estava trabalhando em outro projeto e não era Hellblade 2, por enquanto. Então, tudo isso tornou tudo ainda inacreditável. A premiação perdeu sentido e todos só se falavam do novo Xbox nas redes sociais.

A Microsoft compartilhou até que bateu recordes, e que nas primeiras 24 horas o vídeo do Xbox Series X fez mais sucesso que o do Project Scarlett na E3 2020 em tempo similar. Hellblade 2 só perdeu para Halo Infinite. A estratégia de roubar a cena do “GOTY” deu certo, e toda a indústria gamer entrou em choque ao vivo e sem acreditar que tudo aquilo estava acontecendo.

O Xbox conseguiu com que toda a indústria dos videogames fizesse propaganda para ele de graça, inclusive seus concorrentes.   O que seria para ser um evento sobre o “GOTY”, se tornou uma evento Xbox – só que no X019 era algo voltado aos fãs, o TGA tinha todos, e principalmente jogadores de outras plataforma que a Microsoft quer captar.

Além disso, revelou também a continuação de um jogo que já é belíssimo na atual geração, mas Hellblade é amado principalmente pelos fãs do Playstation, e também por muitos jogadores no Nintendo Switch. Certo que, muitos deles gostariam de ter um Xbox Series X para dar continuidade na saga de Senua, e agora se tornaram potenciais clientes do lado verde.

A atual gestão do Xbox está sabendo jogar muito bem com as armas que tem, é bom a Sony abrir os olhos já que é só o começo. A Microsoft está jogando bonito.

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.