A Microsoft Store (antes conhecida como Windows Store) mudou o seu conteúdo para focar nos aplicativos poderosos, com muitos grandes nomes que chegaram 2017.... Microsoft Store agora é a casa dos aplicativos poderosos

Windows-store

A Microsoft Store (antes conhecida como Windows Store) mudou o seu conteúdo para focar nos aplicativos poderosos, com muitos grandes nomes que chegaram 2017. Empresas de grandes porte estão trazendo seus aplicativos para a loja que estão preenchendo lacunas.

Esta mudança é graças ao trabalho da Microsoft continuo para a tornar os aplicativos da Microsoft Store mais acessíveis, e assim fazer com que cada mais desenvolvedores lancem apps na loja do Windows 10.

Grandes Nomes

spotify-uwp

Atualmente, muitos usuários acessam aplicativos e serviços com os quais estão familiarizados. Mesmo que outro aplicativo ou um cliente de terceiro faça o trabalho, ou seja melhor do que um aplicativo bem reconhecido, as pessoas procurarão o nome que eles conhecem. Isso faz com que os aplicativos com grandes nomes sejam importante para se ter em um loja, e em 2017 chegaram alguns dos aplicativos mais importantes que estavam faltando na Microsoft Store.

O mais reconhecido é Spotify. O enorme serviço de streaming de música é muito mais popular do que o serviço da Apple. O Spotify chegou à Microsoft Store para ajudar a legitimar a plataforma. O Spotify disponível no Windows 10 é mais importante do que o Groove Music.

Não só isso, a Microsoft Store também ganhou outros aplicativos grandes nomes dentro de seus respectivos campos. Evernote, Photoshop Elements, Paint.net, Affinity Photo, dJay Pro, MuseScore e Staffpad estão disponíveis para músicos e a Slack tornou-se disponível para funcionários das empresas se comunicarem. Esses aplicativos não são apenas bons no que eles fazem, eles são alguns dos maiores nomes em suas indústrias.

Outro que tentou, mas não conseguiu, foi o Google Chrome, o navegador mais usado do mundo foi removido da Microsoft Store por não se adequar as regras da loja, mas de qualquer forma mostra que até o Google já está interessado nela. A Apple atrasou, mas vai lançar o iTunes na loja.

As pontes continuam

djay-pro-on-surface-studio

A Microsoft possui uma série de “pontes” que ajudam os desenvolvedores a portarem seus códigos para outras plataformas. Isso permite que as empresas que investiram recursos criando seus programas e aplicativos em versões antigas do Windows e outras plataformas, como o iOS, tragam seus aplicativos para a Microsoft Store com um esforço significativamente menor.

O Project Centennial, a ponte que permite que você traga programas tradicionais do Windows para a Microsoft Store tenha sido especialmente bem sucedida. Esses aplicativos já são reconhecidos e usados por usuários de PC, mas agora podem ser comprados ou baixados de forma segura através da Microsoft Store. Na verdade, muitos dos aplicativos mais poderosos da Microsoft Store vêm dessa ponte, incluindo Evernote, Slack, Spotify e Affinity Photo.

Menos aplicativos vêm usando o Project Islandwood, que permite aos desenvolvedores usem o código de seus aplicativos do iOS, mas o dJay Pro mostra que é possível criar um aplicativo Windows 10 bonito e poderoso usando esta ponte. Djay Pro faz isso muito bem, pois está otimizado para o Surface Studio e funciona com o acessório exclusivo do Windows 10, o Surface Dial.

Criadores

Cover Photo Stock Image

A Microsoft fez um esforço para atrair criadores para sua plataforma, nomeando duas principais atualizações do Windows 10 com “Criadores”, e esse foco parece estar dando certo. Os criadores de muitos aplicativos criativos trouxeram seus apps para a Microsoft Store este ano tornando os dispositivos do Windows 10 uma opção mais viável para tal público.

Os editores de fotos podem usar Photoshop Elements, Paint.net e Affinity Photo. Os músicos podem usar o Staffpad e Musescore. Animadores têm Animation Desk e artistas digitais têm o Krita. Estes não são os únicos aplicativos disponíveis nessas categorias, mas são exemplos sólidos de aplicativos disponíveis para uma grande variedade de criação de conteúdo.

Jogos de PC

Cuphead

A Microsoft Store hospeda outros conteúdos além dos aplicativos, incluindo filmes e jogos. Os jogos que chegaram à Microsoft Store este ano podem justificar por si só, mas vale a pena mencionar que os desenvolvedores de jogos também estão começando a ver a Microsoft Store com outros olhos. Mais jogos suportam o Xbox Play Anywhere  mais do que nunca, e mais empresas estão trazendo seus jogos para a Microsoft Store.

Estado atual da loja

A Microsoft Store passou muito bem em 2017. As pontes da Microsoft estão ganhando força com os desenvolvedores e a loja como um todo está sendo vista de forma mais positiva. Especificamente, os fabricantes de software de PCs poderosos que entraram na Microsoft Store. Isso mostra grande promessa para a plataforma e o Windows 10 S, que é restrito a aplicativos da Microsoft Store.

Isso não significa que tudo esteja perfeito. A reputação da Microsoft Store ainda precisa ganhar força como uma bola de neve, mas os aplicativos mais poderosos e diversos chegaram e a maioria dos outros desenvolvedores querem levar seu software para ela.

Você acha que a Microsoft Store tem ido bem nos aplicativos poderosos?

Fonte: Windows Central

jorgemoderador

Sou advogado e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Acompanho todos os produtos das Microsoft, inclusive como jogador do Xbox One.

Curta nossa nova página no Facebook!