Microsoft volta atrás no OneDrive e mantém os 15 GB [ATUALIZADO]

onedrive

A Microsoft surpreendeu de forma negativa no mês passado ao anunciar a redução do espaço de armazenamento gratuito do OneDrive de 15GB para 5GB. Embora a empresa esteja ainda removendo o plano com armazenamento ilimitada, a remoção do armazenamento gratuito gerou uma revolta para os fãs.

Nós compartilhamos petições feita pelos usuários descontentes com a nova realidade. A empresa respondeu:

“Temos ouvido claramente os nossos fãs do Windows e OneDrive sobre a frustração e desapontamento que causamos”, diz um porta-voz da Microsoft. “Percebemos que o anúncio culpou os clientes que utilizam nosso produto sem abusos. Por isso, estamos realmente arrependidos e gostaríamos de pedir desculpas para a comunidade.”

A Microsoft não está mudando seus planos para remover o armazenamento ilimitado, mas a empresa permite que os usuários continuem com 15GB de armazenamento gratuito e com o bônus da câmera de 15GB (30GB no total de armazenamento gratuito).

Os usuários do Office 365 podem solicitar um reembolso se ficarem descontentes com a conversão do armazenamento ilimitado para 1TB.

Atualização:

Para que você não perca os “15 GB + 15 GB” entre aqui e clique em “Keep your free storage”.

É bom ver a Microsoft ouvindo seus fãs e pedindo desculpas depois de tudo.

O que você achou da atitude da Microsoft?

Fonte: The Verge

26 comments on “Microsoft volta atrás no OneDrive e mantém os 15 GB [ATUALIZADO]

    1. Pelo menos para mim, e acredito, para a grande maioria das pessoas, a nuvem é mais útil no sentido de fazer backup automático das fotos do celular. Neste ponto, o Google está muito a frente dos concorrentes, oferecendo upload ilimitado para fotos em qualidade padrão.

      1. Quando me dizem que a Google permite armazenamento ilimitado de fotos, as únicas coisas que me pergunto são: “a que custo?” e “pra quem isso é mais conveniente?”.
        De qualquer forma 1 terabyte é espaço pra armazenar mais de 70 mil fotos com qualidade satisfatória para a maioria dos usuários, e por uma quantia relativamente baixa é possível expandir esse espaço para muito além do limite teórico.
        É claro, para profissionais da área de fotografia e filmagens isso não significa muita coisa, mas estes não representam a maioria dos usuários, e um usuário comum com mais de 50 mil fotos… kra, só pode ser desorganização, incontáveis repetições e imagens semelhantes, além de que, quem conseguiria tirar um mês inteiro pra rever tantas fotos.

  1. Ainda haverá redução! Por isso tem o link na noticia para permanecer os 15Gb+15Gb na sua conta. Usuários que não clicarem neste link terão o armazenamento reduzido.

  2. é o mais sensato a fazer, pois qm usa 15gb e perdesse 10gb n iria pagar pra ter, mas sim fazer mais duas contas q dá 5gb p voltar a ter 15gb. ou seja, a MS iria continuar dando 15gb p msma pessoa do q em varias contas.

  3. Pense numa empresa que não sabe tomar decisões firmes. Sempre mudando o ponto de vista. Mercadologicamente falando, isso é “must have”. Porra MS.

  4. Para que forçar o cara a entrar no link e solicitar? Só para o cara ficar puto se diminuir, ou os novos usuários ficarem putos por ter um espaço pequeno, em especial agora que o onedrive está vinculado no w10 desktop

  5. Apesar de terem voltado atrás, o estrago já foi feito. Eu mesmo já havia migrado parte das minhas músicas para o GDrive e não vou voltar re-upar novamente para o Onedrive. Como usuário do Windows Phone é muito mais prático continuar usando o Onedrive para upload automático de fotos, apesar que cheguei a criar uma conta no Flickr para isso também.

    Enfim, fizeram merda, voltaram atrás, mas mesmo assim perderam vários usuários no processo.

  6. Fez o mínimo que poderia fazer. Usando desculpa de usuários do Office 365 para prejudicar os usuários de plano gratuito, que não tem nada a ver.
    Na minha opinião, a Microsoft deveria deixar os 15GB automaticamente.
    Mesmo assim ela demorou para voltar atrás e perdeu usuários que já migraram para outro serviço, como o Mega e o Google Drive.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *