Carregando...

Microsoft: “Xbox tem que significar jogos de qualidade”

Phil Spencer, agora chefe da divisão de jogos da Microsoft, foi recentemente entrevistado pela revista Fortune. Ao longo dos mais de 40 minutos de perguntas e respostas, Spencer admitiu francamente as lutas que a Microsoft fez com seus jogos first party nos últimos anos e prometeu fazer melhor através de uma variedade de melhorias.

[…] E eu acho que o poder do conteúdo, eu vejo todos os dias, as coisas que as pessoas vêm no Xbox… muito poucas pessoas ligam seu Xbox para olhar para a dashboard. As pessoas ligam seu Xbox para jogar, e eu acho que ter um Xbox forte primeiro significa quando eu penso em Xbox, vou pensar em jogos de qualidade. Temos trabalho a fazer lá. Nós não fizemos nosso melhor trabalho nos últimos anos com nossa produção de jogos próprios [first party].

Fizemos um esforço consciente para investir em nossa first party. Eu acho que um pouco disso está no palco e anunciando os estúdios de aquisição, alguns são sobre contratações que estamos fazendo nos estúdios que já temos. Algumas delas garantem que temos a quantidade certa de tempo e conseguimos nos concentrar. Algumas delas são apenas, você sabe, a autonomia que eu tenho na organização dos jogos agora sob Satya que nos permite olhar para o desenvolvimento do jogo para o que é. É essa mistura estranha de tecnologia e arte também. E nem sempre é fácil agendar essas coisas e garantir que tenhamos tempo para acertar as coisas. E isso nem sempre foi verdade na organização, mas me sinto bem com isso. Eu sei que nossos fãs querem nos ver fazendo melhor e as equipes estão completamente alinhadas por trás desse desejo.

O último jogo da gestão antiga da Microsoft foi Crackdown 3, e a partir de agora teremos a gestão de Phil Spencer em ação. A Microsoft tem investido pesado em comprar estúdios, já são 15, e está disposta a comprar. Assim como Spencer disse, investimento em contratações de funcionários de outras empresas também deve ser levado em consideração. A Microsoft nunca investiu tanto em jogos como agora, isso é fato.

Outro ponto que foi destaque foi o tempo, já que a Halo, por exemplo, era lançado um novo título a cada três anos. Agora a 343 Industries teve muito mais tempo e criou até um novo motor. Este ano, por exemplo, não teremos um novo jogo da franquia Forza, e até agora o Forza Horizon 4 está saindo bem em vendas e no Xbox Game Pass. São muitos estúdios trabalhando sem preocupação com prazos, e isso poderá oferecer jogos cada vez melhores.

Phil ainda fala sobre seu novo cargo dado por Satya Nadella, CEO da Microsoft, e que agora ele tem mais poder para gerir como achar melhor a divisão de jogos da empresa. Entendemos ainda que jogos bons são feitos do dia para noite, mas os primeiros e segundos passos já foram dados, esperamos colher belos frutos daqui por diante. O Xbox possui grande jogos, mas nunca é demais.

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.