Novo comercial de Cyberpunk 2077 para TV é espetacular

Tudo está começando a parecer um pouco real agora, não é? O lançamento de Cyberpunk 2077 está a apenas algumas semanas de distância, com o jogo definido para chegar ao Xbox One em 19 de novembro, e o hype de marketing está começando a aumentar.

O exemplo mais recente é este comercial de TV para o jogo que foi ao ar nos Estados Unidos na noite passada, estrelando o único Keanu Reeves enquanto ele exorta você a “aproveitar o dia, e então colocá-lo em chamas”. O jogo realmente parece ser incrível.

Nós também temos alguns vislumbres do gameplay (a maioria das quais já vimos) e está tudo apropriadamente definido para o sucesso. Sim, este trailer é no mínimo espetacular! O comercial ao lado do Xbox também ficou muito bem, um marketing que queremos ver cada vez mais.

O que vocês acharam?

120 comments on “Novo comercial de Cyberpunk 2077 para TV é espetacular

          1. Uma boa opção é criar uma conta na microsoft só para comprar o game na versão digital. quando quiser vender, vende a conta. Sem falar que dá pra jogar na sua conta principal e deixar o save nela. Também dá pra emprestar a conta para os amigos jogarem. faço isso há 6 anos e é super de boa. não vai contra nenhuma política da MS. nesse mesmo sistema já dividi o valor de games com um parça, dá até para os dois jogarem ao mesmo tempo o mesmo jogo.

          2. Boa dica. Se demorar para entregar, vou vee se meu colega pega digital e deixa eu jogar durante o dia na co ta dele.

          3. Eu acho que dividir a conta, mesmo tendo algo no contrato falando que não pode, é de boa, tanto no ps quanto xbox. Mas, vender a conta, apesar que é difícil da ms pegar, com certeza deve ser algo que eles não tolerariam. É o que imagino.

        1. Mesmo não sendo otimizado pra nova geração (apenas Xbox Series X, PS5 não é nova geração, é um PS4 pro melhorado) vai rodar quad hd no PS5, como todos os outros jogos que estão por vir…

    1. com certeza vai rodar pelo menos igual o ps4 base. a cdpr tem acordo de marketing com a microsoft, nunca que eles iam fazer a do ps4 rodar consideravelmente melhor

    2. Será que no pssd5 vai rodar 4k Nativo e 60 fps? Bom ,com certeza não ,porque saiu outra notícia hoje de um jogo de vcs ,que a sony nem citou se o 4k é nativo ou dinâmico e olha que é jogo de desenho ,rsrsrs.
      Esta saindo um rumor que vi hoje que parece ,que o pssd5 tem 8.3 Teraflops ,sem o modo boost ,rsrsrs

        1. Contando que um foi projetado para rodar em 1440p e o outro foi supostamente projetado para rodar em 4k nativo e está entregando 1440p e 4K dinâmico acho que o Series S está melhor

      1. É tipo 8.275, eu mesmo fiz as contas uma vez. Ou era, podem ter implementado uma refrigeração melhor e com isso subido um pouco o clock.
        Mas de acordo com especialistas, a velocidade do boost mode não se sustenta.

  1. OFF – A mídia não gosta de Flame War. Veja isso, esse maluco para quem não sabe, foi quem avaliou o Death Stranding, não me lembro qual foi o site, ficou hypando e falando bem, aliás, todos os jogos da Sony, ele hypa. Veja agora, o cara vai adivinha onde? Playstation Mil Grau. Sim, coleguinha, a mídia é imparcial, caixistas que ficam inventando teorias da conspiração.
    www.twitter.com/BarnzJesse/status/1311799992718446593

      1. Aqui no Brasil, eles simplesmente enxergam o Chief como um inimigo a ser batido, ou seja, Chief triste igual eles feliz. Fazem isso de birra do Chief, que foi um cara que mostrou a verdadeira essência desse pessoal. Depois, em 2018, Chief ganhou uma ida para a E3 da própria Microsoft, foi ai que os cara ficaram mais puto ainda. Acho que foi nessa época que o ArnaldoDK começou a sentir raiva do Xbox, pois o Chief, um cara do Flame War, foi para a E3 a pedido do tio Phil, com tudo pago.
        Pode ver que no cancelamento dele, broto jornalistas para atacar o mesmo. Tomará que o Chief leve o caso a justiça e vença, pois os cara prejudicaram o trabalho dele em cima de uma acusação falsa e pesada de racismo.

        1. O Chief foi pra E3 porque o canal dele foi o que mais cresceu de forma orgânica (não teve jaba da Microsoft) no Mixer no Brasil, e talvez na america latina. Se o Arnaldo DK jogasse de verdade talvez pudesse ter ido também. Quando vejo que nego tem gamerscore de um milhão, eu sei que o safado joga em grupo.
          Depois a Xbox BR fez a vagabundagem de contratar o Leon Cabiçulinha para o Mixer. Aí o Chief caiu fora porque achou inaceitavel a Microsoft pagar um petista sonysta que sempre detonou o Xbox.

          1. Microsoft BR aparentemente é uma grande bagunça. É necessário os fãs se unirem e pedir pra fazer uma limpa nesse lugar que está imundo!

        2. O cara é diferenciado., pois joga e expôs os causais, aquela do Zangado foi muito boa, foi épica. Very easy. …. Por comentários dele comprei o X e estou muito satisfeito … cara entende… e pisa no calo dos Sonystas na MainStream … que geralmente são pagos para denegrirem o Xbox … e são casuais, mexendo com um profissional

      2. Ideologia eu acho. Americana, imperialista, dominante, rica, sistema. Daí a mídia fica com o Playstation por ajuda mesmo, ela incita o flame war. Ajudar o Playstation. Tanto no interesse econômico e sobrevivência no sistema, um ajuda o outro, como por ideologia, gostar mais da Sony do que da Microsoft mesmo em termos de jogos, como por apoio à sua situação econômica em relação à Microsoft.

      3. Sinceramente, eu sei lá.

        E não é toda a mídia que é assim. O Chief ex-XMG criou uma narrativa de perseguição que se sustenta apenas se você olha pra portais claramente fanboys como Voxel.

        Perceba que o Forza Motorsport 7 tem um Metacritic melhor que o do Gran Turismo Sport. Mas qual dos dois foi melhor aceito pela comunidade de simulação? Gran Turismo.

        E esse movimento foi orgânico: sem mídia pra ajudar. A narrativa da mídia era que Forza é superior. Mas o público de jogo de corrida viu, no GTS, mais elementos que agradam a quem gosta de jogo de corrida do que no FM7.

        Essa questão de preconceito contra Xbox, pra mim, é uma combinação de fatores.

        1) A Microsoft tem uma reputação ruim devido às suas práticas monopolistas nos anos 90. Essa reputação persiste até hoje. Ela simplesmente não é uma empresa “legal” que nem a Google, que faz o mesmo, mas tem uma imagem superior.

        2) Bem mais pessoas cresceram com PlayStation/Nintendo/Sega do que Xbox. A única geração que “cresceu” com Xbox foi a Geração Z.

        3) A marca Xbox ao longo da geração desgastou a si mesma e a suas franquias. Gears não existiu antes de 2016. Halo teve péssima repercussão no 5. Em Forza Motorsport percebe-se que a T10 deu uma “relaxada” diante da ausência de um Gran Turismo do outro lado. Fable foi cancelado.

        4) O projeto do Xbox One foi todo cagado: console feio, especificações defasadas (DDR3 enquanto o concorrente já tinha GDDR5 e estava alinhado com as GPUs), foco em coisas que os gamers não queriam.

        5) Halo Infinite com Craig, pop-in de cenário, enfim, indigno do “console mais poderoso do mundo”. Já pensou num Mario que viesse desse jeito? Num God of War cagado?

        Às vezes eu acho que a comunidade caixista quer simplesmente forçar o reviewer a gostar dos jogos da Microsoft. E isso é tão errado quanto o hate de alguns em relação ao Xbox!

        1. Olha achei tudo coerente o que você disse.

          Principalmente na questão da geração… Bom ponto.

          É meio que uma questão cultural… Não gostar de Xbox por justamente o passado da pessoa cresceu com playstation e nintendo. É entendível…

          Só na questão do DDR3 do Xbox one eu não concordo muito, pois apesar de ele ser em DDR3 ele também veio com 32mb e Esram que dava um bom boost de largura de banda nos jogos. A diferença de GPU com o ps4 não é tão grande, é bem irrisória até…

    1. Lord só fala besteira e só passa pano pro playstation. Ele tem um lado claro, e as pessoas acham que a opinião dele não atrai pessoas em comum.

      É só ver ele falando sobre o armazenamento do Series S: Desinformação atrás de desinformação.

      É só mais um Haterzinho de Xbox, só que polido ao bom-mocismo.

    1. Jez confirmou. Ele disse que a Bungie está procurando compradores. Não que seja a Microsoft, mas pelo vínculo próximo, acho que a Microsoft deve ser a favorita.
      Mas ai entra um problema.
      O que a Bungie faria na Microsoft? Halo já está nas mãos da 343, não vejo a Microsoft fechando o estúdio em prol da Bungie.

      1. O problema é que a Bungie vai inflar o preço devido o problema da Ms com a 343, mas nem precisa a Bungie fazer Halo, eles já tem Destiny, mas poderia haver uma grande colaboração entre elas pra acertar os problemas.

      2. Sim mas a Bungie tá desenvolvendo uma nova IP além da Bungie tb possuir a IP de destiny,mas sinceramente EU não queria que a MS comprasse a Bungie mas se comprasse não seria uma compra ruim

  2. Meu final de ano está garantido: ainda não encomendei a nova geração (vou esperar um ano), mas tenho Cyberpunk e Dragon Quest XI (pela primeira vez no Xbox) para me manter ocupado por pelo menos seis meses — sem contar o fator “replayability” do primeiro.

  3. Estou entre Cyberpunk e Valhalla pra pegar no day one em novembro. Parece meio loucura essa dúvida, mas explico: Valhalla é da Ubi e não deve chegar ao Game Pass. Já Cyberpunk é da CD Project é com certeza chegará ao Game Pass em algum momento de 2021. Por outro lado, eu quero jogar Cyberpunk no day one. Dúvida cruel rsrsrs

    1. sinceramente, se eu fosse tu n pegava nenhum dos dois. espera uma promoção boa de cyberpunk pelo menos. valhalla vai ser a mesma porcaria q origins e odyssey só que com skin de viking

      1. Poxa, pra vc ver como gosto é algo relativo. Eu amei a história do origina é fiquei hipnotizado nos gráficos do Odyssey. Joguei demais os dois, por isso tô louco pra jogar esse novo.

          1. Devo ter feito essa média também pq deu trabalho andar de barco o mapa inteiro pra achar as coisas perdidas no mar e por ter andado em todos os lugares do game kkkkk

    2. Eu não vou de nem um vou esperar um tempo e pegar em uma promoção até lá elas já vão corrigir vários bugs e problemas no jogo é bom pra ter uma experiencia melhor.

    3. Pelo que vi de gameplay do Valhalla é basicamente igual os dois últimos títulos, odyssey e origins, são bons mas não chega nem perto do que foi mostrado no CP2077

    4. Eu curto muito os jogos da UBI, mas comparando com CDPR, vou de CP2077 porque a CDPR já errou muito no passado e com os erros, criou a filosofia de criar um jogo com calma se atentando a todos os detalhes, já a UBI cria um jogo todos os anos baseado apenas no lucro anual, não tem visão de criar um Assassins Creed a cada 3 ou 5 anos por exemplo pq não conseguem ter uma visão de um jogo tão extenso, como The Witcher por exemplo.

    5. Eu curto muito os jogos da UBI, mas comparando com CDPR, vou de CP2077 porque a CDPR já errou muito no passado e com os erros, criou a filosofia de criar um jogo com calma se atentando a todos os detalhes, já a UBI cria um jogo todos os anos baseado apenas no lucro anual, não tem visão de criar um Assassins Creed a cada 3 ou 5 anos por exemplo pq não conseguem ter uma visão de um jogo tão extenso, como The Witcher por exemplo.

        1. Eu também gosto muito de AC mas jamais que trocaria cyberpunk por AC, quando jogar vai ver outro nível de jogo, Ac é só mais um, tem a cada dois anos e esse ainda vai chegar remendado por amis de 20 estúdios da Ubi, AC bom mesmo deve ser o próximo se for inteiro da próxima gen.

    6. Valhalla eu já peguei. Uma das muitas vantagens quem tem xbox possui é o sistema de rewards. Dizem que quem tem xbox não compra jogo. Mas o próprio game pass te estimula a comprar com os pontos que a gente acumula nos rewards. Consegui juntar RS 120 de cartão presente. O jogo saiu por 160. Quero cyber punk tb. Tô com receio da MS ir no mesmo caminho da Sony e aumentar os preços e ele ainda tá 250 na loja.

        1. Tem o aplicativo no próprio xbox. O nome é xbox rewards. Tu vai lá é ele vai te da opção de trocar os pontos por cartão presente de 5 a 30 mangos. Se vc tiver ponto suficiente é como vc tá me perguntando deve ter um bocado, da pra comprar vários cartões se 30. Lembrando que toda compra que a gente faz BA loja da MS também ganhamos pontos de rewards, ou seja, além dos jogos serem mais baratos que a concorrência eles ainda retornam bônus pra vc continuar comprando.

  4. tá rolando boatos de que esse jogo tá com a pré venda abaixo do esperado

    eu mesmo não vou comprar. tava hypado demais pro jogo até eles decidirem que o jogo seria em primeira pessoa, aí depois enfiaram lacração até o ku fazer bico jogo, aí dropei de vez

      1. várias coisas. no criador de personagem tem como tu escolher a genitália independente do “gênero”, mudaram o design da V mulher pra ela ficar mais feia, etc

        1. Se fosse num RPG medieval eu entenderia que é lacração. Mas, em Cyberpunk as pessoas substituem as partes do corpo por adaptações super desenvolvidas, mudar a genitália é bem razoável.
          Eu acompanho o jogo há um tempo e não percebi forçarem a barra p algum especto político. E eu sou bem crítico quanto a lacração.

          1. isso é apenas desculpa pra inserir todo tipo de besteira, no teaser original o jogo era um cyberpunk normal, sem essas lacrações aí e sem estética de GTA futurista

          2. Tiraram a visão em terceira pessoa que fazia parte do projeto original junto com essas mudanças que você citou. Pra tornar mais imersivo, foi o que disseram….Mas vendo você falar essas coisas me pergunto se não é pra aumentar o potencial ideológico do jogo.

          3. Tiraram a visão em terceira pessoa que fazia parte do projeto original junto com essas mudanças que você citou. Pra tornar mais imersivo, foi o que disseram….Mas vendo você falar essas coisas me pergunto se não é pra aumentar o potencial ideológico do jogo.

          4. isso é apenas desculpa pra inserir todo tipo de besteira, no teaser original o jogo era um cyberpunk normal, sem essas lacrações aí e sem estética de GTA futurista

    1. Não ligo de ser FPS. Porém você tem uma certa razão pois o impacto da customização na terceira pessoa é maior.

      Quanto à lacração, a temática é cyberpunk. Tecnologia total. Fazer personagem trans é o de menos. A ideia de CP2077 é não existir moral.

      Nesse jogo eu queria que desse pra encher de robótica no meu corpo. Se é biológico, é inferior!

  5. final fantasy viii e xv, dark souls(franquia), elder sckroll 4 e 5, the witcher 2 e 3 …. talvez este entre na lista…

    Pqp quase esqueci dos zeldas … 64, o do lobo e este último….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *