Carregando...

Phil Spencer não se arrepende de ter encerrado o Mixer

Algumas semanas atrás, ficamos surpresos com um anúncio da Microsoft que encerrou definitivamente o Mixer. Acho que não surpreendeu a maioria das pessoas porque Mixer estava em apuros e que ele precisava lutava contra gigantes já consolidados no mercado.

Falando ao Gamesindustry, Phil Spencer expressou que não se arrepende de ter apostado no Mixer ou que teve que fechá-lo. Para o chefe do Xbox, às vezes as coisas não correm como o esperado e eles não têm medo de criar coisas que podem não funcionar.

Obviamente, é decepcionante não ser capaz de atingir a meta quando você tenta cultivar algo. Não me arrependo. Tomei as decisões com as melhores informações que dispunha, colocamos todo o nosso esforço e estamos em um setor criativo. Estamos em um setor impulsionado pelo sucesso. Mas se começarmos a temer ser decepcionados em um setor como esse, nunca alcançaremos os objetivos que estabelecemos para nós mesmos como organização. Eu acho que é essencial que não tenhamos medo de tentar coisas que podem não funcionar . Essa é a arte de criar jogos e plataformas de jogos.

Após a compra da Beam, a Microsoft renomeou o aplicativo e iniciou a transição para o Mixer com uma equipe praticamente nova, dedicada a elevar o serviço. No entanto, houve muitas decisões ruins que levaram a esse resultado. Entre os mais populares estavam o de eliminá-lo como um serviço nativo do Windows 10 ou de não ouvir a comunidade de criadores de conteúdo.

Esperamos que a parceria com o Facebook Gaming traga a você melhores sucessos. Da mesma forma, os recursos consumidos pelo Mixer podem ser redistribuídos para a divisão de jogos.

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.