Por que a Ubisoft não promete 60fps para Assasin’s Creed: Valhalla?

Uma das notícias mais importantes dos últimos dias foi que Assasins Creed: Valhalla estará rodando no mínimo a 30fps em 4K. Essas declarações da Ubisoft fizeram com que os alarmes disparassem e polêmicas surgissem. De certa forma, é mais do que compreensível, pois uma das promessas desta nova geração de consoles é que ela atinja o padrão de 4k e 60fps em praticamente todos os seus títulos.

Por isso, as declarações da Ubisoft pareciam um banho de água fria para muitos fãs. Tudo isso, acompanhado por um ódio descontrolado em relação aos novos consoles da Microsoft e da Sony – afinal, este último é menos poderoso da próxima geração, seria improvável apenas ele conseguir os 60FPS. No entanto, queríamos ir um pouco mais longe e descobrir alguns fatores que podem estar envolvidos.

Antes de entrar em detalhes técnicos, devemos ter em mente que estamos lidando com um título intergeracional. Isso significa que o jogo foi desenvolvido com as ferramentas do Xbox One, e não com o novo kit do Xbox Series X. Para algumas empresas, essa situação não é um problema sério, mas pode ser para a empresa francesa. A chave para este último ponto está no mecanismo gráfico usado pela Ubisoft.

Se o título tivesse sido feito com as novas ferramentas do Xbox Series X e portado para o Xbox One, o resultado também poderia ser melhor.

Uma engine gráfica para tudo

A engine gráfica usada pela empresa é conhecido como Anvil. Essa engine é utilizada desde o primeiro Assasins Creed, embora seja verdade que, ao longo dos anos, tenha ocorrido grandes atualizações.

Nos seus primeiros dias, Anvil era conhecida como Cimitarra, uma referência às cimitarras usadas no primeiro Assasins Creed. Na época, essa engine oferecia grandes vantagens à Ubisoft. Isso permitiu à empresa gerar enormes mundos abertos e também a possibilidade de que a grande maioria de seus elementos fosse escalável. Acompanhando o primeiro CA, Prince of Persia (2008) e Shaun White Snowboarding usariam esse mecanismo.

A partir desse momento, Cimitarra se tornaria conhecida como Anvil, um nome que permanece até hoje. Com a mudança de nome e algumas pequenas melhorias, viria a próxima sequência de lançamentos da Ubisoft. Onde estão incluídas 3 novos títulos da saga AC e um novo Príncipe da Pérsia.

AC: Valhalla

Com tudo descrito até agora, chegamos ao momento presente, AC: Valhalla. Como podemos ver, a Ubisoft é uma empresa que trabalhou principalmente com o mesmo mecanismo gráfico que foi gradualmente atualizado. No entanto, a situação temporária em Valhalla significou que o salto necessário não ocorreu no mecanismo gráfico. Portanto, podemos dizer que não estamos enfrentando uma engine atualizada e polida para liberar o poder da nova geração.

Isso é algo que podemos ver no AC: Odyssey e seu desempenho no PC. Onde até os melhores desktops apresentam dificuldades para rodar o AC: Odyssey em 4K e a 60 fps.

O objetivo deste artigo é acalmar o ânimo de muitos jogadores que colocaram as mãos na cabeça, conhecendo os detalhes do desempenho do AC: Valhalla no Series X. O Windows Club quer pedir tranquilidade, não podemos ficar alarmados quando ainda sabemos muito pouco sobre a nova geração.

58 comments on “Por que a Ubisoft não promete 60fps para Assasin’s Creed: Valhalla?

  1. Não é muito difícil de chegar a conclusão que o jogo ainda não está pronto e depois que ficar pronto ainda teriam que otimizar pra rodar suave em 60fps sem oscilação e deve ser mais fácil e diminuir os custos travando em 30fps pra entregar no lançamento da nova geração.

    1. Boa! Eu suspeitava que poderiam ser gráficos incrivelmente detalhados para a próxima geração, então travaram em 30fps em favor da qualidade. Se for assim, podemos esperar gráficos melhores.

  2. Esqueçam 4K60 na próxima geração…
    Os jogos mais bonitos vão rodar a 1440p30 ou 1080p60.
    Caso contrário vão ter q capar gráfico pra aumentar pixel.

    1. Vão rodar sim em 4k/60 terá VRS, MS, e DLSS (DirectML) no caso do Series X (Da Sony só foi falado em Primitive S. até agora) Além de que será diferente dessa geração, pois as memórias não precisaram lidar com caches de geometrias, deixando esse poder que é usado hoje, para se ter mais geometrias diversificadas, mais detalhes e gráficos melhores, etc.

  3. Desencanem disso, mesmo em um PC com a RTX 2080 Ti mais TOP que é da Asus, o Assassins Creed Odyssey não consegue entregar a media de 60fps em 4k. Todos os jogos da Ubisoft são assim.

  4. Acho que posteriormente podem lançar um patch para 60 fps, mas no lançamento é possível que só saia a 30 pq foi feito com a geração atual em mente..

    1. Arnaldo DK é um irrelevante falando de outros canais mais irrelevantes ainda. Deixe ele definhar sozinho. É o que vai acontecer com vários canais com o fim da XMG. Alias, o Chief merecia um prêmio por expor a malandragem do DK fazendo gamerscore jogando em grupo. Quem joga sabe o quanto se rala pra fazer 2000 G num mês, e DK tinha mais de um 1 milhão.

      1. Não foi o Chief que expôs nada, o DK já tinha sido exposto há anos em fóruns e outros canais do youtube. Mas, como na época ele ainda era amiguinho da Mil Grau, o Chief acobertou tudo. Foi só depois deles romperem que o Chief expôs tudo outra vez, como forma de retaliação.

    2. DK, Drake, SemRegras, Spartano e outros do tipo é justamente o tipo de youtuber que a sociedade/comunidade merece.

      Espero que ele continue e cresça. E logo a XboxBR irá fazer videos do PS5 e “implicitamente” estará impondo que estes são melhores do que os jogos do Xbox.

      Essa comunidade só quer e merece esse tipo de midia.

  5. eu tenho receio desse jogo pelo fato dele ter sido dividido em partes e distribuído para vários estúdios da Ubisoft pra desenvolver e o último jogo que vi fazerem isso não deu coisa boa e também o fato de não anunciarem nem data e nem mostrarem gameplay.

  6. Conhecendo a Ubisoft aposto que AC Valhalla vai ter a mesmissima estrutura de AC Origins e Odyssey. Eu acho estranho visualmente 60 fps em jogos de personagens em 3ªpessoa. Façam 30 fps estaveis e investam nos graficos.

  7. Acho que pra um jogo single player em terceira pessoa vale mais a pena colocar os gráficos no máximo possível sacrificando frames per second. O importante é a taxa de frames ser estável!

  8. Esse papo de ser título Cross gen não cola… Cyberpunk tá vindo aí e aposto que a CD Projekt Red vai dar o melhor tanto na atual quanto na próxima geração, não é em vão que se tornou a empresa de games mais valiosa da Europa. Ubi é uma incompetente

  9. Pessoal vejam esse review da Asus Matrix RTX 2080 Ti, a placa mais foda que pode existir que já vem com water cooler integrado:

    https://www.techpowerup.com/review/asus-geforce-rtx-2080-ti-matrix/6.html

    Conseguiu uma media de 51 fps em 4k, se uma placa foderosa dessa não conseguiu uma média de mais de 60 fps nesse jogo, não será o XSX que irá conseguir.

        1. Não tem muito oque dizer. Esses últimos ACs da vida é full CPU Bound, provavelmente essa RTX 2080 Ti não estava em 100% de uso em 4K.

  10. A recepção do público a esse último Inside Xbox e a Tech demo da Unreal 5 mostraram pras desenvolvedoras que os jogadores em geral preferem jogos com gráficos no talo do que jogos rodando a 60 e 120FPS. Acredito que 4K/30FPS será o padrão que a maioria dos jogos seguirão na próxima geração.

  11. Matéria super esclarescedora jorge, parabens.
    Eu acho q se todo mundo usasse unreal engine tudo seria melhor.
    Nao sei se eh verdade, mas ate a microsoft criou uma tal de engine chamada slipspace, q eh um recurso de viajar no espaco, como em star wars, so q no halo guardians.

  12. Melhor do que 1440P 30 FPS. 12>9.

    Para os caçadores de conquistas, tem bastante jogos para um PC básico com conquistas que eu estou jogando: Solitaire, Sudoku, Mahjong, Jigsaw e outros legalzinhos.

  13. Xbox Series X = 2160p 4K / 30 fps
    PC Gamer RTX 2080 Ti = 2160p 4K / 45 fps
    PS5 = 1440p 2K / 30 fps (Baseado na Demo da UE5)

    Como eu chamo tudo isso: INCOMPETÊNCIA + DESLEIXO = UBISOFT

    1. Baseado na demo de ue5 foi o melhor kkkk, o cara compara 2 engines totalmente diferentes. Demo de UE 5 tava com bilhões de polígonos a mais q AC e com gráfico true next-gen, ac tá com gráfico last gen no xbox sx.

  14. Acho razoável a equipe optar por garantir os 30fps empurrando avanços em outros elementos do jogo, ainda mais sendo mundo aberto. Não se discute a maior fluidez dos 60fps, porém um jogo deve ser avaliado pelo todo, pela experiência conjunta que oferece, e não por elementos fracionados. Mas ainda sim creio que veremos bem mais jogos a 60fps do que vemos hoje, pelo própria evolução natural das coisas.

    Eu acredito que os novos consoles trarão grandes avanços na experiência geral, a ponto do debate entre 30 e 60fps se transformar apenas num mero detalhe.

    1. 30 fps em jogos de campanha é mais que suficiente para uma experiência excelente. Os que estão hateando essa demo são justamente os sonystas cujos exclusivaços rodam no máximo a 30fps na máquina “pró” da Sony .

      1. Errado, no pro vc pode optar pelo modo 30 ou 60fps em todos os exclusivos da sony, ex god of war e uncharted 4. Aliás U4 roda a 60fps no multiplayer. Estuda antes de falar bosta.

  15. Pra mim o diretor responsável por esses jogos da Ubisoft chega e fala: mira a 30 FPS e coloca tudo no máximo, bota até oque não precisa, mas coloca tudo no máximo e faz rodar a 30 FPS estáveis.

  16. click bait da porra! ubisoft é uma empresa ruim, não sabe colocar física nos jogos, uma ambientação fantástica mas com gameplay horrível e desanimador.

      1. você não sabe como é jogar uncharted, the last of us, spider-man, red dead redemption 2 etc…games com física, muito diferente desses jogos da ubisoft, se nunca jogou nenhum desses aproveita e jogue, depois de jogar um Red Dead Redemption 2 da vida experimenta pegar um Assassin’s Creed Origins ou Odyssey, depois tire por si só suas próprias conclusões.

        1. Não sei?

          Estou jogando RDR2 neste exato momento! E sim, o jogo tem física, mas é justamente o realismo dele que o torna pesado, chato, por vezes frustrante. Andar a cavalo no RDR2 é como andar de moto no GTAIV, é EXCESSIVAMENTE realista, e olha que no GTAIV a moto era só um carro com 2 rodas.

          O ideal pra mim seria um meio termo entre o The Witcher, que por vezes é realista de menos (escale uma montanha no The Witcher pra você ver o quão ridículo é), e o RDR2. E, veja só, os jogos que oferecem esse meio termo costumam ser os da Ubisoft…

          A ironia do seu comentário é que, pelo que eu percebi ao jogar, o RDR2 não simula o “bullet drop”, que é a queda da bala devido à aceleração da gravidade. Já o Far Cry 5, da Ubisoft, mesmo sem ser um primor de física, simula!

  17. Desculpinha esfarrapada em

    Se no PC é possível. Vai ver o XSX não chega nem perto da 2080 Super como alguns dizem, já que nesta placa o game provavelmente vai rodará a 4K 60fps.

  18. Lendo a maioria dos comentários aqui, da pra ver que a preocupação maior da galera é com detalhes técnicos e não em jogar e curtir o game. Pior ainda é saber que boa parte dessa galera que fala de PC High End, consoles de próxima geração, ainda deve jogar nos consoles base ou em um PC meia boca. Ou seja, nem se diverte e ainda critica o que não conhece e o que não tem… é foda! kkkkkkkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *