Carregando...

Primeiros detalhes do próximo exclusivo Xbox da Obsidian

A Obsidian Entertainment pode estar aprimorando The Outer Worlds antes da data de lançamento do jogo marcada para 25 de outubro, mas eles também já estão se preparando para outro projeto, como mencionado por Aaron Greenberg, da Microsoft/Xbox Game Studios.

Na semana passada, eles publicaram onze anúncios de emprego no LinkedIn, que fornecem uma imagem de que tipo de jogo será. O estúdio descreveu-o como um ‘RPG de classe mundial’ feito em Unreal Engine 4 (como The Outer Worlds), mas os boatos mais interessantes são sem dúvida o multiplayer (Obsidian está procurando um programador de rede e até a vaga de programador de gameplay com exeriência de desenvolvimento de jogos multiplayer listados como um plus) e o foco no combate corpo a corpo em primeira pessoa para a posição de Combat Designer.

A Obsidian Entertainment está à procura de um Combat Designer com experiência comprovada no desenvolvimento de jogos de combate corpo a corpo em primeira pessoa para se juntar à nossa equipe de talentosos desenvolvedores.

Essa função trabalhará em estreita colaboração com artistas, animadores, programadores de áudio e jogabilidade para determinar o fluxo geral, a aparência e a sensação da experiência total de combate. O candidato ideal será alguém que possa planejar e criar, de forma colaborativa, combate divertido, visceral e épico, incluindo o personagem principal, personagens de IA e objetos de jogo em vários tipos de encontros.

O projeto também é descrito como multiplataforma, mas isso não é novidade, já que todos os títulos do Xbox Game Studios estão vinculados ao PC e ao Xbox One há um bom tempo. É duvidoso que isso possa significar um lançamento verdadeiramente nos consoles da Sony e/ou Nintendo, uma vez que a Microsoft esclareceu recentemente que não há planos de expandir ainda mais os jogos originais para essas plataformas.

Quanto ao que poderia ser, é uma incógnita neste momento. Pode ser outro novo IP, ou talvez algo como um renascimento de um IP de propriedade da Microsoft perdido há muito tempo. Se esse fosse realmente o caso, apostaríamos em Shadowrun como um forte candidato.

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.