Project Scorpio vai rodar jogos de PC UWP em 4K; a ambição da Microsoft é maior do que imaginávamos

scorpio-2

O Projeto Scorpio teve os bastidores do desenvolvimento de seus jogos vazados pelo Windows Central. Então jovens, vamos fazer um resumo que é muita informação.

Project Scorpio é o codinome do próximo console da Microsoft. Detalhado na E3 2016, o Project Scorpio ostentará 6-teraflops de poder computacional e será lançado no próximo ano, superando facilmente os 4.2-teraflops do PlayStation 4 Pro da Sony.

Phil Spencer, líder do Xbox, descreveu que o Projeto Scorpio foi projetado para jogar nativamente em 4K e “VR de alta-fidelidade.”

Com a novidade de hoje, agora temos uma ideia melhor de como o Project Scorpio vai atingir os 4K em seus jogos, sem ter jogos exclusivos que não rodariam no Xbox One.

Projeto Scorpio vai rodar jogos de PC na resolução 4K da Plataforma Universal do Windows nativamente.

[youtube]Gc41iwdDai0[/youtube]

A Coalition confirmou anteriormente que Gears of War 4 está pronto para ser executado na resolução 4K no Project Scorpio. Isso ocorre porque o Scorpio pode rodar jogos da Windows Store criados em UWP em resolução 4k. Se você já jogou Gears War 4, Forza Horizon 3 ou Rise of Tomb Raider em uma resolução 4K em um PC high-end, você já terá uma ideia de quão lindo os jogos ficarão.

Com mínimas alterações, os desenvolvedores foram capazes de criar apps para Windows 10 e Windows 10 Mobile que funcionam em todos os tipos de dispositivos, incluindo celulares, laptops, tablets, Xbox One e até mesmo o HoloLens.

Ainda segundo o Windows Central, qualquer jogo criado nativamente para UWP será executado no Xbox Scorpio com poucas alterações.

Projeto Helix

Xbox-One-Vendas

Este é um projeto misteriosos, mas que finamente tivemos novas informações. O Xbox Scorpio terá uma ferramenta para criar jogos que servirá para todos os hardwares da Microsoft, inclusive para o Xbox One.

Um jogo criado no Projeto Helix poderá ser otimizado para atingir ao máximo do Xbox One original, e ao mesmo tempo explorar o poder do novo monstro da Microsoft.

Uma vez criado um game com o Projeto Helix, na verdade serão criadas três versões (como se fosse uma mínima, recomendada e ultra).  Quando o usuário for baixar um jogo, os servidores irão  detectar o hardware do console em questão e enviará os arquivos próprios para cada console.

É especulado que o novo Call of Duty que chegou recentemente na Windows Store, também esteja em preparação para chegar ao Scorpio. É um “beta”.

A casadinha da Microsoft

terry-pc

 

Tudo isso significa que os desenvolvedores que estão criando jogos para Xbox Scorpio, já estão também criando jogos para Windows Store que rodarão em PCs e até mesmo em celulares com Windows 10 – jogos bem mais simples, óbvio.

Outros bons exemplos são: GWENT, Cuphead e Everspace que rodarão 4k nativamente no Scorpio.

O Projeto Helix chegou para “imortalizar” o Xbox One original, pois ao criar novos games, obrigatoriamente será criado uma versão “não tão exigente” para que consoles mais antigos não fiquem sem jogos.  Além disso, será criada uma versão para PC.

Se tudo isso se concretizar, vamos ver o nascimento de uma nova plataforma gamer liderada pelo Scorpio e suas ferramentas de desenvolvimento.

 

56 comments on “Project Scorpio vai rodar jogos de PC UWP em 4K; a ambição da Microsoft é maior do que imaginávamos

  1. Apesar do tom óbvio, há novas informações importantes aqui. Essa questão de três versões (baixa, média, ultra) é inédita pra mim. Meu pé atrás com isso é por conta da personalização pro usuário de PC. Eu não sei se o Helix já vai mandar a versão recomendada pra cada hardware (tanto Xbox One/Slim/Scorpio quanto PC), mas se for isso, me preocupa a personalização detalhada. Ou o usuário querer forçar mesmo.
    Tipo eu aqui com meu PC com uma Geforce GTX 650 Ti, i5 4460, 8Gb de Ram e 2,5TB de HD não posso dizer que tenho uma configuração high-end, e sim uma intermediária, vai. Mas eu joguei altos jogos (Dying Light, por exemplo) com tudo no talo, a máquina quase chorando, mas foi de boa, sem lagar.
    Será que o Helix vai me impedir disso e me capar?

    1. Não creio que ele vá desenvolver algo que se limite pro teu hardware. Vai ser algo preparado pros melhores PC’s. Pode crer que vai ser pesado, visto que a otimização dos jogos da loja do Windows 10 tá bem mais ou menos, mas não que vá impedir o controle das opções gráficas.

    2. acredito que as especificações automáticas sejam para os modelos de console, para PC devem liberar as opções gráficas a gosto do usuário, senão seria muita cagada

      1. Se a versão dos jogos pro Scorpio será a mesma do PC então eu acho que o usuário terá liberdade de escolha no Scorpio também. Que comece a unificação dos sistemas! Pelo que eu entendi o Scorpio vai rodar tudo no ultra, porém também haverá jogos exclusivos pro Scorpio que poderá usar mais poder gráfico e você como no PC vai poder escolher o que vai preferir no ultra.

    3. por isso eu gosto das opções de vídeo do jogo. cada PC tem uma configuração e sabe onde pode pegar melhor ou aliviar um pouco. sendo por classificação teremos possíveis pacotes de gráficos que dependendo da classificação poderá ficar aquém do hardware ou muito pesado.

  2. O caso é bem simples. A Microsoft errou feio com o Windows Vista. (sim, estou voltando a esta era negra da Ms) lançou o sistema operacional e DirectX x ainda no início do mercado tentando engolir a ideia de 32 e 64 bits. e antes que digam, a culpa não foi só dela. os parceiros a pressionaram para tanto. Eram simplesmente muitas variáveis! Muito drivers mas infelizmente, para o todo poderoso desktop continuar sua jornada aos melhores dispositivos do mercado, precisam ter os melhores hardware.
    agora vai separar 3 classes de dispositivos?! sei não, esta parecendo aquela história de classificação que ela inventou anos atrás(no vista mesmo). alguém se lembra? o cara fazia uma maquina “fossa”, mas colocava um item muito bom. e queria que fosse enquadrado em outra classificação.
    e não adianta dizer. hds de 5,000, 7,200 ou 10,000 rpm com qualquer cache, continuava a porcaria do 7 pontos (eu acho).

    1. Dizer isso é simplificar demais a coisa. Hoje essa “separação” já acontece. Jogos play anywhere são o início disso e já tem uma config fechada média para o xone e livre para mudanças no PC. No futuro somente devem incluir a config alta fechada do Scorpio.

        1. Não vejo motivo, o óbvio para o scorpio é ter a máxima qualidade gráfica possível, desde que mantenha os 60fps. PC temos motivo para variar pq o hardware tb varia, mas no scorpio será um só. Pelo menos é minha visão

          1. Eu concordo, mas veja bem. Suponha que lancem um jogo para o Sorpio que requer no mínimo 4 Teraflops, nesse caso você poderia escolher entre jogar em QHD no low, ou em FullHD no High. Já nos jogos do Xbox One eu concordo que nem será preciso se preocupar porque esses 6 Teraflops já será o suficiente pra rodar tudo no Ultra de forma automática, mas provavelmente haverão outros jogos mais pesados e com gráficos mais realistas no futuro breve.

          2. entendi o que vc quis dizer, mas eu acho que tb entra o publico alvo. geralmente quem quer brincar com as configs acabam no pc, quem quer apenas jogar, vai para o console. Me colocando como exemplo, já fui do pc e fazia tudo isso, no geral me divertia mais mexendo com isso do que com os jogos, hoje quero apenas colocar o jogo e jogar. no meu caso, cairia para o scorpio…por isso tenho essa opinião. Mas na real….só saberemos qdo acontecer, hehehe

          3. Concordo com você e temos isso em comum. Eu sequer chego perto das configurações porque não me importa mesmo, o que quero é tudo no máximo que der automaticamente e isso o Xbox One já faz por exemplo. Mas eles não perdem em nada colocando essa opção que é natural nos PCs. No Scorpio, somente vai mexer nessas configurações quem quer mesmo. Nesse caso o Scorpio vai ser o nosso paraíso mas também pode ser um paraíso para aqueles que gostam de ficar “experimentando” todas as opções de vídeo.

            Eu acredito que terá essa opção porque os jogos lançados pro PC já possuem as configurações avançadas de vídeo no próprio menu do jogo, e, como já foi falado, o Scorpio rodará os jogos da versão de PC. Não vai fazer diferença pra agente.

          4. pode ser mesmo…só espero que não venha sonysta colocar o scorpio com baixa resolução pra falar que o ps4pro é melhor…. vamos ver no que dá 🙂

    1. Não adianta falar em ‘barato’ e ‘poderoso’, não dá. Pra ser poderoso é preciso ser caro. Não queremos console meia boca. Quem não pode pagar terá o Xbox One (ou S) como opção.

        1. Já eu gostaria que viesse absurdamente poderoso pois só assim faria sentido trocar a versão fat pelo premium. Eu não quero um console meia boca. Quero um console do nível de uma nova geração de console.

          Vai colocar VR?? Então coloque USB thunderbolt, mais rápido sem compressão de arquivos e tem capacidade de alimentar um óculos VR usando apenas um único cabo, diferente daquilo que fizeram no PSVR. Além disso as USBs thunderbolt são compatíveis com USBs 3.1, 3.0 e 2.0, com isso dará pra usar HDs e SSDs.

          Que venha com um SSD, precisamos reduzir o tempo de espera entre as partidas.

          Nós só saberemos se será um console pra essa e pra próxima geração de jogos quando soubermos qual é a capacidade mais detalhada da RAM e da CPU. Em primeiro momento um executivo da MS disse que o Scorpio teria 384Gb/s de largura de banda, o que implica dizer que seriam 3 HBMs, cada com 128Gb/s ou quem sabe uma GDDR baseada na arquitetura DDR4. A GDDR5x não é mais indicada pra uma próxima geração de jogos porque o clock desta não é o suficiente. Se for mais um console feito somente pra VR e 4K eu passo porque daqui prováveis 3 anos a Sony irá lançar o PS5 e a MS terá de lançar um novo Xbox, o que implica dizer que termos um novo Xbox a cada 3 anos.

          1. console com ssd é muito dificil, pq o ssd estraga bem mais rapido que o hd (se e que morre naturalmente kkkkkk), então os consoles dariam defeito rapido, ja que o tamanho dos jogos sao absurdos, e vc ainda fica trocando com um tempo

          2. Isso é verdade mas será indispensável na próxima geração pra quem não quiser ficar esperando mais de 2 minutos entre cada partida online ou capítulos passados numa campanha. Eles poderiam inaugurar uma forma de você poder salvar pelo menos o modo multiplayer separado num SSD, já ajudaria bastante. Lembra que os SSDs morrem naturalmente quando você reescreve algo nele, mas se for somente pra “leitura” não estraga. Já tem SSD com ciclo de vida de 320 Terabytes, dá pra aguentar mais de 5 anos. No caso do Scorpio, se forem usar um SSD, teria de ser removível e colocar uma memoria flash menor só para o sistema não depender desse SSD. Como ainda usaremos o Scorpio para jogar os jogos de Xbox One, com certeza virá um HD nele e não um SSD, mas futuramente virão jogos que utilizarão o poder do Scopio nos jogos mesmo e serão mais pesados.

  3. Obvio isso, no universo microsoft só teremos dois windows agora, x86 ou arm, o q vai diferir é o controle usado para manusear certa plataforma, de vdd esse scorpio vai seguir a ideia do surface, lançar algo extremamente caro e deixar as oems fazerem seus produtos com experiência proxima e preço menor ou seja o Xbox/windows 10 vai virar a steam machine da microsoft.

    1. Os Pcistas se baseiam no que conhecem no PC. Porém os consoles tem um sistema dedicado aos jogos, além disso o tempo passa e novas tecnologias surgem também nos consoles. Eu ainda acho que o Scorpio virá com pelo menos pouco melhor do que esses 6Tflops.

    2. Tirando Doom que é bem leve, GTA V e outros, com um puta hardware, uma GTX 1080 que tem mais poder que o Scorpio peidou e não chegou a 4K 60fps com tudo no talo.
      Pode ser que até chegue 4K 30fps, mas não terá a mesma qualidade visual ou fluidez do PC.

      1. E ainda há a possibilidade de o Scorpio tenha as especificações melhores na versão final. Até pra efeito de marketing, arredondar pra 6.5 Teraflops promoveria um console “5X (redondo) mais poderoso que o Xbox Slim. Além dos mais tem aquele ganho com o uso de uma GPU com vários núcleos. A MS demonstrou um aumento de 50% de aumento na taxa de frames e quantidade de objetos renderizados numa GPU com 8 núcleos em comparação (contra) uma outra GPU com o mesmo poder porém usando a DX11 e um único núcleo. A API conta muito.

  4. Acho engraçado muita gente comentar sobre o Scorpio baseado no que se tem hoje, ou baseado no que o PS4 Pro está fazendo, como se fosse um console com mais resolução e só…

    A Microsoft não vai apresentar um console poderoso desse sem novas features, ou novas ideias. A MS tá com projetos ambiciosos com Windows 10, e não vai ser diferente com Scorpio. É Piada falar que PS Pro é concorrente do Scorpio, Scorpio vai vir sim, com muitas novidades.

  5. Só esqueceu de falar que o desenvolvedor não é obrigado a necessariamente oferecer o jogo como um UWP, vai do desenvolvedor fazer isso.
    No texto dá a entender que se fizer o jogo pro Scorpio, automaticamente irá ter uma versão pra PC, Scorpio e One, o que não é verdade.
    E até o final de 2017, os jogos para PC estarão em um patamar superior ao que o Scorpio poderá oferecer.

    1. Ainda não vejo jogos em desenvolvimento ou prontos para PC que superam o poder do Scorpio. Talvez o 4k nativos não seja possíveis em determinados jogos, mas teremos o 4K upscaling, QHD e 2K…

      1. Oi?
        Basta ver que uma GTX 1080 tirando um ou outro jogo, peida pra chegar a 60fps com tudo no talo.
        Sei que consoles são super otimizados, mas vai ser difícil os jogos de 2018 em diante rodarem nativamente em 4K ao menos com 30fps no Scorpio com 6 teraflops.
        E sobre não ter jogo que supere o poder do Scorpio, o velho e bom The Witcher não roda 4k 60fps na GTX 1080 com tudo ligado. O Scorpio até poderia rodar a 4K 30fps, mas com certeza não teria a mesma fluidez ou visual do PC.

        1. Eis o maior erro dos que jogam nos PCs. Comparar um console com um PC é um erro. Sabemos que a otimização nos consoles vai muito mais além. Pra começar o sistema multitarefa de um PC é muito mais pesado. O Windows 10 ocupa muito espaço na Ram se comparado a um console e divide todo o hardware com essas tarefas. Vejo muitos com um GTX 1080 mas com uma CPU fraca, entre outras características indispensáveis abaixo do necessário. Só a GPU não faz milagre.

          1. Tenho um One. Sempre tive Xbox e gosto MUITO dessa praticidade que o console me oferece.
            Não ligo pra pixels a mais ou a menos. Sou míope até, nem enxergo alguns detalhes. Mas sou realista.
            Assim como o One e o PS4 chegaram defasados, o Scorpio em 2018 estará também. Mas isso não significa que ele será ruim, muito pelo contrário, será uma baita console.
            Mas achar que terá um desempenho que iguale ou supere um Master Race, esquece… Não sonha! Volte para a realidade.
            Agora imagina o hardware que os PC`s terão em 2018…
            Claro que as produtoras acabam nivelando o jogo para todos terem um visual parecido, e isso em parte é “culpa” dos consoles que tem um hardware fraco.

            Até mesmo a resolução dinâmica é para atenuar esse hardware inferior.
            Não me admira que o Scorpio em algum momento vai ter jogos com upscale ou resolução dinâmica.

          2. Eu nunca disse que supera um PC, até porque no PC você tem liberdade pra colocar várias GPUs pra trabalharem juntas, mas aí nesse caso haja dinheiro. Entenda uma coisa, os PCs já tiveram um diferencial de poder muito maior antigamente e isso tem diminuído muito. O Scorpio é praticamente um console de nova geração que chegará 3 anos antes do fim da era Xbox One. E essa diferença entre essas plataformas só tende a diminuir. Já vemos mods nos consoles, mais liberdade nas configurações e até mesmo outras tantas funções bem mais desenvolvidas para os consoles. Não demora e a MS ainda pode lançar um Xbox surface aí com bem mais 6 teraflops que rodará mais uma vez a próxima geração de jogos, com o mesmo objetivo do Scorpio para com o Xbox one, em 4K nativos e 60Hz mais outras funcionalidades.

          3. Temos mods em fallout 4 e Skyrin. Eu disse “mais liberdade nas configurações” do que já tivemos antes e não duvido que isso irá ser ampliado no Scorpio.

          4. “Esses 6 Teraflops do Scopio já rodam facilmente todos os jogos que existem atualmente no planeta em pelo menos QHD de resolução e no high.” Fontes???

          5. Eu convido você a citar aqui um game disponível que requeira mais de 5 Teraflops… simplesmente não há. Eu ainda não encontrei pelo menos e olha que tenho procurado.

          6. Ãn? Desde quando potência teórica medida em FLOPS serve de parâmetro para comparação de algo? Ainda mais falando de disposivos domésticos [margem], de mesma geração? PS4 com potência teórica maior que do Xbox One não tá na merda também, tendo resolução maior, porém menos FPS que o concorrente nos multi? E a geração passada? Teoricamente o PS3 não era tão pikudo? Do que adiantou? Tu é mais um daqueles loucos que aparecem nos fóruns de hardware com aquele papo de “FX 8350, 8 núcleos, hur dur”? Como sabe da forma que tudo será executado quando o console sequer foi lançado? Uma outra coisa que reparei nesses teus comparativos, é que você sequer fala da questão dos clocks; PS4 tomando pau de uma 7850 é um bom exemplo.

            Fallout 4? Skyrim? Sim. Termina de fazer a lista aí e me manda. Aproveita também e mostre argumentos acerca da tal “liberdade nas configurações” (hardware ou software?).

          7. Só que quando essa potência teórica vem da MS você pode esperar algo grandioso. A Sony realmente sempre capou seus consoles por isso eu não sou tão chegado no Playstation. Agora pensa comigo, um console que vai conseguir rodar jogos atuais com melhor qualidade e em 4K nativos a 60Hz com certeza não pode ser comparada aos atuais consoles que utilizam tecnologia menos recente.

            Então você está questionando porque só há dois jogos que suportam mods, pra quem gosta eu recomendo que jogue em PC, já eu não faço a mínima questão. No entanto há um lado favorável aos consoles, nesta plataforma você não sofre com os hackers, qual é a graça de jogar sem as regras básicas? Mas tudo começa assim, hoje são dois jogos, amanhã virão mais. Enfim, essas diferenças entre Consoles e PCs está diminuindo e talvez nunca chegue a zero.

            Não citei clock pois não depende disso somente. Teoricamente o Xbox One teria o dobro do poder que tem se tivesse “ou o dobro de CUDA cores ou o dobro do Clock”. O PS4 Pro se tivesse somente 700Mhz ainda assim seria mais poderoso que o XOne (853Mhz) e PS4 (800Mhz). Você tem que procurar saber o que mais o hardware desses consoles tem. É tudo uma questão de cálculo, nós temos 12 CUDA cores no Xbox One rodando a 853Mhz e se vc procurar no mercado você encontrará por exemplo uma Fury com 56 cuda cores rodando a 1000Mhz e faz 7.2 teraflops, é tudo proporcional pois basta você comparar e usar a porcentagem pra perceber.

            Um exemplo de calculo:

            A Fury tem menos que 4.7X mais cuda cores porém tem cerca de 15% mais clock. Se você multiplicar a quantidade de CUDAs do Xbox por 5X você terá 6.55 teraflops (5X 1.31Tflops), serão 60 CUDA cores rodando a 853Mhz, e se vc arredondar pra 938Mhz (+ 10%), dos 6.55 passará pra 7.2 Teraflops. Perceba que a fury tem menos CUDAs, somente 56 diante dos 60 da simulação que fiz com a multiplicação desses núcleos por 5 mais 10% a mais no clock. Se você retira esses 4 CUDAs pra igualar com a Fury em número de CUDAs, vc perderá cerca de 430 Gflops ficaria 6.76 Teflops rodando a 938Mhz, contra os mesmo 56 CUDAs rodando a 1000Hz totalizando 7.2 Tflops da Fury, pra compensar bastaria você aumentar o clock do caso simulado de 938Mhz (+ 62Mhz = + 6.7%) pra 1000Mhz, você terá os mesmo 7.2 Teraflops em ambas… difícil explicar por aqui. Depois disso tem outras variáveis como a capacidade de cada core shaders (esse ainda está padronizado) a arquitetura que vai definir a quantidade de transistors que consequentemente também influencia no tamanho do aparelho e consumo de energia e outros componentes como a RAM e CPU, etc… Meu conhecimento em cima disso é básico mas o suficiente para conseguir mensurar e comparar. Eu não sou do tipo que fica falando somente em nome de “placas”, se é lançamento ou não, quero saber o que tem dentro, como funciona e qual é a capacidade de tudo.

            Hoje em dia você tem mais liberdade nas configurações porque você pode mudar a resolução padrão, a intensidade de cores, lupa, mapeamento de botão, modo de inicialização, tudo isso e mais em configurações; além de novas funcionalidades: fazer stream, usar DVR de jogos, comandos de voz … Não tínhamos essas coisas na geração passada e com o passar do tempo teremos muito mais com toda certeza (me refiro ao software).

            Você precisa procurar se informar. A MS, AMD, Nvidia e outras estão preparando novas tecnologias e quando eles descobrem algo eles publicam e apresentam testes em público pra vender essas novas placas. Você pode encontrar também artigos acadêmicos ou no próprio site oficial dessas empresas. Procure assistir esses eventos e ler sobre, é necessário sempre estar se atualizando.

          8. Sempre em algum momento os consoles terão um limite se tratando de hardware, com os novos consoles não será diferente, o mesmo vale pra daqui a vinte, trinta anos, se ainda seguirem os consoles. Mas como não ligo muito pra resolução, isso é o que menos importa pra mim.

        2. Pela informações dita pelo Windows Central.
          Ao criar um jogo para o Scorpio, criará um UWP. Aliás, se a Microsoft não fizesse isso seria burrice.
          Agora, os desenvolvedores não são obrigados a lançarem seus jogos no PC ou o contrário.

    2. o desenvolvedor terá praticamente todas as versões prontas na verdade.
      vai deles ter interesse de publicar.

      agora eu acho que a MS está fazendo um ótimo trabalho, o problema está com as desenvolvedoras e possíveis acordos para não apoiar a MS, sabemos que isso existe, principalmente qdo tratamos de google e windows 10 mobile. olhando a mídia “especializada” em games tb vemos uma grande resistência ao xone, perante o ps4.
      Na minha opinião, acho que as pessoas devem parar de reclamar da MS por tudo e começar a cobrar de dos desenvolvedores. seja em games “de verdade”, seja em apps e jogos mobile. Vejam a palhaçada que fizeram com o cod na windows store, queimaram bonito. a Activision queimou a windows store por não usar as ferramentas que a MS fez para cross-play. as ferramentas estão lá! a MS entregou….forza horizon 3 roda, gears 4 roda. a culpada é a desenvolvedora que não usa e não a MS.

      1. Mas ai na verdade, o problema está na Microsoft permitir esse tipo de coisa. Ela simplesmente deveria ter falado: Activision, se o seu jogo tem versão pra Xbox, vc não pode publicar o mesmo jogo na loja do Windows como um produto separado. Vc DEVE fazer o jogo seguindo o modelo do Xbox Play Anywhere.
        Mas como a Microsoft não teve essa visão e permitiu o jogo, deu no que deu…
        O lance é que o Xbox Play Anywhere é MUITO bacana. Falta a Microsoft impor isso.
        Como a versão de consoles não tem cross-play com a versão da Steam, a Activision poderia muito bem lançar a versão dela lá na Steam como sempre fez.

        1. Super concordo com vc,mas num mundo ideal. Pq na verdade o que acontece: MS impõe – activision não lança o jogo, reclamam que a windows store não tem jogo. Os reclamões de sempre dizem que a MS não da liberdade por isso o jogo não foi lançado. Culpam a MS… A MS deu a liberdade, acho que deve partir dos devs mesmo…e, ao contrário do wp, o xone tem uma ótima base instalada, então não tem desculpa. Pra mim isso é coisa da mídia e acordos sem vergonhas com os concorrentes.

          1. Acho que qualidade vale mais do que quantidade. De que adianta lançar daquele jeito?
            Se é pra lançar jogos na loja do Windows que também tem versão para Xbox, deveria ser limitado a apenas jogos Xbox Play Anywhere.

          2. Ambos são importantes, quantidade e qualidade. O simples fato de console/celular/tablet/computador “Y” não rodar jogo/app “X” já é motivo para queimar o filme da máquina/sistema/loja. Claro que não é desculpa para fazer um trabalho porco. A activision tinha como fazer melhor, mas não fez. Mais uma vez, pra mim, é culpa dos devs.

  6. Ou seja, Microsoft está querendo vender um “PC Gamer” para quem gosta de consoles. ?
    Ótima forma de sugar dinheiro das pessoas, com um produto que já existe, porém disfarçado. Boa.

    1. eu gosto da idéia, sinceramente eu deixei de me importar com o que vem “debaixo do capô” a tempos, quero apenas jogar. se a máquina (scorpio) fizer o serviço, está ok para mim.

  7. Que coisa impressionante e inteligente a MS tá fazendo, vai finalmente unificar as plataformas e baratear os custos de produção dos jogos. Isso será muito interessante pro consumidor e ainda mais pro desenvolvedor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *