Carregando...

Quantic Dream abandona exclusividade com o Playstation, mas tem “dedo” da Microsoft nisso?

Quando, há algum tempo, foi dito que a Microsoft estava tendo conversas com um estúdio independente ligado à Sony, muitos colocaram seus olhos na Quantic Dream por várias razões. É, e sempre foi um estúdio independente, mas foi ligado à Sony por três jogos por um contrato de exclusividade. No entanto, a Microsoft sabe o que é trabalhar com este estúdio, portanto, uma compra não seria absurda. Esta possibilidade se existia se afastou hoje com a notícia de que a chinesa multinacional NetEase adquiriu uma boa parte das ações da Quantic Dream, investindo montante substancial permitirá o estúdio crescer e seguir em frente para fazer desenvolvimento multi-plataforma.

Tivemos algumas pistas aqui e ali que a Quantic Dream poderia passar a desenvolver para outros consoles, quando, depois de não renovar o contrato de exclusividade com a Sony, uma vaga de trabalho apareceu em seu site à procura de proficientes em DirectX API da Microsoft.

Tal e o que eles contaram da revista Variety, é provável que eles próprios tenham procurado o investimento da NetEase, dada a intenção do estúdio de crescer e desenvolver também para outros consoles. Eles queriam enfatizar que, embora não abandonem o Playstation, seus jogos estarão presentes em outras plataformas a partir de agora. A notícia coincide com um tweet enigmático em que um dos personagens de seu último jogo, Detroit Become Human, cria a dúvida se ele está confirmando uma sequência, ou um port de jogo apareceu em 2018 para outras plataformas.

Parece que os fãs do estúdio que estão no Xbox estão com sorte, e a partir de agora poderão desfrutar de seus jogos no Xbox. Acho que em breve saberemos se o Detroit Become Human ou uma possível sequência chegará ao Xbox. Dessa vez, apesar de rumores passados, aparentemente, não é um estúdio que a Microsoft comprará num futuro próximo, mas vamos ficar atento por novas informações.

O que vocês acharam? Na próxima geração será tudo tão diferente?

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.