Carregando...

Randy, de Godfall para Playstation 5, ataca o design e poder do Xbox Series X

Godfall

Algo muito polêmico aconteceu nos últimos dias e que todos estão tentando entender até agora. Contudo, buscamos a fundo vamos trazer tudo. O que Randy Pitchford estava pensando? Com seus tweets, Randy atacou um Phil Spencer, o design e o poder do Xbox Series X. Não é de admirar, afinal, ele faz parte da Gearbox Software que está atualmente desenvolvendo “Godfall” exclusivamente para o PlayStation 5 e PC – jogo o qual ninguém está falando agora!

Mas vamos começar do zero. Tudo começa com Phil Spencer comentando um artigo da Digital Foundry e Eurogamer. A Eurogamer analisou o anúncio do Xbox Series X e o poder interno do novo console, o design arrojado e muito mais. No relatório, os especialistas técnicos entusiasticamente declararam que o Xbox Series X pode ter mais poder do que pensávamos, inclusive do que qualquer coisa da AMD em 2019. Uma declaração que particularmente agradou aos fãs do Xbox.

No postagem do Xbox Series X da Microsoft, não só falaram de força bruta da máquina, mas também de novas técnicas, como a taxa variável Shading (VRS), um método que Microsoft patenteou trazer à tona para ainda mais poder do GPU. A Eurogamer menciona que o aumento de desempenho do Series X em relação ao Xbox One e Xbox One X original provavelmente será alcançado aumentando a frequência do processador e não a densidade do transistor.

Phil Spencer respondeu ao artigo da Eurogamer, elogiou o trabalho e anunciou que a “Lei de Moore” está chegando ao fim ou está desacelerando à medida que mais inovações de design são possíveis.

A Lei de Moore afirma que o número de transistores em um microchip dobra aproximadamente a cada dois anos, embora o custo dos computadores seja reduzido pela metade. Segundo a lei de Moore, a densidade do transistor em um microchip deve dobrar aproximadamente a cada dois anos, mas esse “ritmo” vem diminuindo há anos porque os chips não podem ficar menores do que antes.

A Eurogamer continuou: “A densidade do transistor provavelmente não dobrou, o que significa que a principal maneira de aumentar o desempenho é a frequência – e muito”, escreveu a Digital Foundry. “Aumentar a taxa de clock traz mais energia e, portanto, mais energia bruta do chip, mas quanto mais você pressionar, mais energia precisará. E quanto mais energia você precisar, mais calor produzirá – o que exige inovações em termos de dissipação de calor. ”

Phil twittou: “À medida que a Lei de Moore diminui e nossas demandas por perfeição aumentam, isso leva a inovações no design. Inovações de software como o VRS também serão críticas. ”

O fundador da Gearbox e o co-fundador da Borderland, Randy Pitchford, por outro lado, não parece impressionado com o Xbox Series X até agora e atacou Spencer depois de seu tweet. Ele questionou se a lei de Moore está realmente desacelerando.

Randy respondeu a Phil: “A Lei de Moore desacelerará? Quantos transistores existem no Series X? E se a Lei de Moore for como a 4 Minute Mile? Sua mensagem ambiciosa para o Xbox One X foi inspiradora, mas para o Series X, parece mais uma desculpa. ”

Na verdade, as mídias e pessoas nas redes sociais não entenderam ao certo o que Randy quis dizer, porém as declaração e Phil Spencer, Eurogamer e Digital Foundry tem sido apoiadas por  todos os especialistas que vi – e Pitchford está claramente errado nesta troca de Twitter, como várias mídias já confirmaram. O fato é: a Lei de Moore está diminuindo a velocidade e isso mudará o design do console no futuro.

Por que Randy responde ao tweet de Phil Spencer nesse tom é desconhecido. Mas há muitas indicações de que o projeto exclusivo “Godfall” para o PlayStation 5 – que chega também ao PC – é a razão disso. No entanto, Randy Pitchford tenta se salvar afirmando que ama o Xbox e gosta de Phil Spencer e tem até Gamertag, além desejar que a Sony e a Microsoft se tornem uma só!

Randy recebeu muita zombaria por seu tweet, sua ignorância e ataque gratuito contra Phil Spencer. O tweet dele foi em tom bastante agressivo, como se estivesse até com raiva. Além disso, Randy parece não ter pensado corretamente, porque se o PlayStation 5 é realmente mais fraco que o Series X, como Phil Spencer supõe, é provável que o Pitchford precise de explicações pelos gráficos de GodFall em breve e procure desculpas para o PlayStation 5.

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.