Carregando...

Segundo o Google, Stadia oferece o que um Xbox ou Playstation nunca oferecerão

Que o anúncio do Google Stadia beneficiou o setor de videogames é inegável. O fato deu origem a uma a guerra dos jogos que pode ir para níveis mais elevados e beneficiar ainda mais os consumidores graças a concorrência, até então dominada pelo Playstation e Xbox. E, por sua vez, eles estão começando a olhar mais para os jogos de alto nível.

A grande aposta do Mountain View é que você não dependerá de nenhum tipo de hardware para jogar, além do controle. De fato, eles declararam que basta uma conexão com a internet para que a “mágica’ aconteça.

Nas palavras do vice-presidente do Google, Phil Harrison, o streaming tem o poder de superar o hardware local convencional. E isso se traduz em mais qualidade para os jogos que vamos jogar no futuro. As palavras de Harrison são contundentes já que ataca diretamente os consoles da Sony e Microsoft.

Quando você tem uma quantidade quase ilimitada de computação em um centro de dados que podem ser utilizados para apoiar o projeto e a ambição de seu jogo, seja em um modo multiplayer muito superior, quer na distribuição física ou simulação massiva, há coisas que podemos fazer que nunca poderíamos fazer dentro de um dispositivo independente e discreto [leia-se console tradicional].

Phil Harrison acredita que os desenvolvedores ficarão animados. Na verdade, Harrison acredita que o Google Stadia é tão poderoso que fará os desenvolvedores darem o salto.

Acreditamos que os desenvolvedores ficarão empolgados com algumas coisas realmente mundanas que realmente terão um grande impacto no desempenho e na escalabilidade. Se você desejar, você terá, efetivamente, petabytes de armazenamento para o seu jogo localmente, um armazenamento muito, muito rápido, o que significa que você pode criar uma simulação ou um banco de dados que é muito mais complexo.

Se um desenvolvedor pode ver os recursos que podemos usar em um jogo, ele pode ir em ordens de maior magnitude em termos de cada jogador em um mundo com uma memória persistente que dura o tempo todo o jogo dura. Você pode ter dezenas de milhares de NPCs, todos com um relacionamento complexo entre si e com o jogador, e é persistente. Isso requer uma grande quantidade de banco de dados local que não pode ser feito em uma máquina independente e discreta.

Será que as palavras de Phil Harrison são exageradas? Ainda não sabemos, mas as promessas são fascinantes já que realmente um data center pode oferecer tudo isso e muito mais. Entretanto, teremos que ficar atentos para ver se realmente ele acabará com os consoles tradicionais ou ao menos será um concorrente forte.

VIA

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.