Sony sobre o preço dos jogos PS5: ‘O valor é óbvio’

Horizon Zero Dawn, Guerrilla Games

Jim Ryan, presidente e CEO da Sony Interactive Entertainment, falou sobre o preço de jogos exclusivos para PlayStation em maio em uma entrevista com o Naver do meio traduzida por GamingBolt. O dirigente defende o preço de 80 euros/70 dólares/R$ 350 reais para estes jogos, garantindo que o “valor é óbvio”.

Os jogos exclusivos da PlayStation Studios para PS5, pelo menos os não intergeracionais, custarão € 79,99, € 10 a mais do que o preço de varejo recomendado atual – no Brasil é R$ 100 a mais, e olha que os jogos do PS4 também aumentaram de preço. Tá uma loucura. Este é o caso de Demon’s Souls Remake e Destruction AllStars. Quando questionado sobre o aumento de preço, Ryan diz que o plano é “entregar uma experiência verdadeiramente de última geração”, oferecendo “os melhores jogos exclusivos do mercado”.

“É difícil falar sobre o mercado de videogames em geral ou outros consoles de videogame”, continua o gerente, “mas acho que o valor é óbvio no caso do PS5”. Ryan promete que o “valor” estará na qualidade dos jogos: “Vamos emocionar os fãs de todo o mundo com os melhores jogos exclusivos do mercado hoje.”

Além disso, o executivo, sem mencionar outros consoles, dá a entender que a concorrência não terá uma experiência real de última geração, dizendo que eles estão “oferecendo um dispositivo que realmente oferece uma experiência de próxima geração que vai fascinar [os fãs]”.

Os fãs brasileiros não estão engolindo esta, e estão ameaçando deixar o Playstation para irem ao Xbox já que oferece preços melhores, são 23 equipes de jogos, inclusive a Bethesda, possui um console mais poderoso e acima de tudo, tem Xbox Game Pass que oferece vários jogos por um preço muito baixo.

O que vocês acham? Jim tem razão?

172 comments on “Sony sobre o preço dos jogos PS5: ‘O valor é óbvio’

      1. Obviedade e justiça, são coisas completamente diferentes. 🤷🏻‍♂️ Um não garante ou outro é vice-versa. Obviedade está mais para certeza que para justiça.

          1. Neste caso não.

            Bem, os sites que vi traduziram como Óbvio, nem vi o “justo”. Contudo, neste contexto aí não vi diferença.

            Existem idiomas que são complicados de serem traduzidos ao pé da letra, a interpretação de texto é tudo.

            A Sony acha o preço óbvio ou justo pela qualidade de seus jogos serem os melhores. Sinceramente, não vi diferente neste contexto.

            Contudo, sabia que, a maioria que vi traduziu como óbvio.

          2. Eu só queria que vc observa-se que o presidente da Sony não garantiu justiça na venda dos seus jogos. 😉 Só garantiu que vai subir. Veja por esse lado, também. 🤜🏼🤛🏼😉👍🏼 Bom dia.

      1. Mais ou menos. Não é bem assim. Obviedade é justiça são expressões complemente diferentes. Tem significados bem diferentes. Obviedade está para a certeza e não para a justiça.

          1. Estou olhando. Preço subirá (óbvio) mas não necessariamente será justo, entendeu? É óbvio que subiu, mas é um aumento justo? Vou partir do princípio que sim (até para encerrar o diálogo), mas expressam situações diferentes. 😉👍🏼🤜🏼🤛🏼

    1. Microsoft não terá console exclusive pois ela não tem o console como única plataforma.
      Amigo sony é so o PlayStation, Microsoft é um ecosistema (console, pc, nuvem).

      1. Por isso mesmo que é console exclusive, ao contrário seria apenas exclusive/only. Por exemplo hoje é o único console que tem jogos como Halo, Gears of War, Forza Motosport, Forza Horizon, Quatum Break e afins, alguns jogos de plataforma ainda saem para o Swich, mas aí são exceções, apenas jogos de plataforma, ou que tem algum contrato… E sim, microsoft é um ecosistema, e sim, pode ser que no futuro esteja em um console via streaming também…

  1. Ei, lembram do Design de combate de God Of War que pulou pro Xbox Games Studios, no InExile. O estúdio de RPG, responsável por Wastland e que recentemente anunciou que está fazendo um AAA ambicioso?

    Olha ele aqui, muito empolgado com o projeto:

    https://twitter.com/deanrymer/status/1314490254330482688?s=19

  2. Isso ae é só desculpinha para sonysta tomar no cu. Já ganham dinheiro suficiente com os jogos dela, isso ae é só para ganhar mais dinheiro. Sonysta gosta de tomar no cu, agora sofram na pele.

  3. La nos USA e Europa o aumento dos preços não vão fazer tanta diferença, o problema e aqui, com nossa moeda desvalorizada os preços ficam absurdamente caros,então seria obvio ter um Xbox aqui no Brasil, com a economia com os jogos por conta do gamepass!!!

  4. É “bonito” ver o Phil elogiando a Nintendo e seus exclusivos, dizendo que são os melhores do mercado e talz, mas porque a Xbox não da tempo e recursos para seus estúdios da XGS para lançar jogos padrão Nintendo?

      1. Ori teve problemas no Xbox no lançamento, como quedas brabas de FPS, consoles reiniciando, mapa totalmente travado…
        Após algum tempo saiu att que resolveu esses problemas, mas porque já não lançar perfeito, gente?
        No caso do Ori pior, pois foi adiado algumas vezes.
        Tem que subir esse padrão de qualidade nos lançamentos.

    1. 23 estúdios vai dar trabalho para tio Phil.
      Tudo que sei que o Nintendistas adoram jogar Doom.
      To rezando pra que continuem tendo a versões capadíssimas para o console deles, em quando a nossa vem top na Game Pass. kkkkk

      1. Doom é vida! Franquia maravilhosa, uma das minhas preferidas de todos os tempos, espero que mantenha o alto nível.
        Pois é, 23 estúdios, sem justificativa pra lançar jogos antes da hora né?
        “Deixa os caras trabalharem…”

      2. A galera curte mesmo. O Doom Eternal tá demorando uma eternidade pra ser portado, ele promete ser uma versão de 1 Teraflop bem otimizada de tanta demora.

      1. Não sei se você lembra, mas Ori saiu no Xbox com problemas também, quedas brabas de FPS, jogo reiniciando console (essa aconteceu comigo, pessoalmente), mapa totalmente travado…após algum tempo saiu att que resolveu esses problemas, mas porque já não lançar perfeito, gente?
        No caso do Ori pior, pois foi adiado algumas vezes.
        Tem que subir esse padrão de qualidade nos lançamentos.

        1. Cara, joguei Ori no day one, e ele tinha quedas de FPS sim, mas dava pra contar nos dedos os locais, e o jogo travou duas vezes (pelo menos não perdi o progresso). Agora essa de mapa totalmente travado? Nunca nem vi… E olha que completei o jogo umas 3 vezes. Ainda bem que a solução veio rápida, mas já foi o suficiente pra gerar criticas negativas.
          Agora tem que entender que a Moon é um estúdio pequeno, e não tem tantos colaboradores pra ficar fazendo testes e mais testes, tanto é que tiveram que cortar bastante conteúdo pra lançar o jogo no prazo previsto, mas tem que levar em consideração que os mesmos foram bem rápidos ao solucionar problemas do jogo.
          E falando a real, isso não impactou muito na experiência final do gameplay.

          1. “Cara, joguei Ori no day one, e ele tinha quedas de FPS sim, mas dava pra contar nos dedos os locais”

            Basicamente toda vez que entrava numa área nova, que precisava carregar muitas informações

            “(pelo menos não perdi o progresso)”

            Não perdi também, tranquilo nesse ponto

            “Agora essa de mapa totalmente travado? Nunca nem vi…”

            Cara aconteceu muito aqui, jogo no One X e quando chamava o mapa (botão “Select”, se não me engano) ficava travadão por alguns segundos até ficar 100%

            “Ainda bem que a solução veio rápida, mas já foi o suficiente pra gerar criticas negativas.”

            Sim, é verdade, mas porque já não lançar 100%?

            “Agora tem que entender que a Moon é um estúdio pequeno, e não tem tantos colaboradores pra ficar fazendo testes e mais testes, tanto é que tiveram que cortar bastante conteúdo pra lançar o jogo no prazo previsto, mas tem que levar em consideração que os mesmos foram bem rápidos ao solucionar problemas do jogo.”

            Já haviam adiado o jogo umas 2x, se precisavam de mais tempo para ficar 100%, que a M$ desse esse tempo para eles…jogo tem que lançar consistente

            Sim, de fato corrigiram rapido, mas nesse caso não podia adiar sei lá, 1 mês pra lançar já perfeito?

            “E falando a real, isso não impactou muito na experiência final do gameplay.”

            Para mim impactou, tanto que encostei até chegarem as correções, e isso vem acontecendo muito com os jogos da M$ pra mim. Eles lançam e eu fico tenso de jogar no lançamento por conta dos problemas, andam lançando em muito mal estado. Como eu disse, ou é bugado, ou é vazio, ou não tem funcionalidades básicas…ta osso…depois de um tempo eles ficam ótimos, mas não andam bem no lançamento

      1. Da uma lida na minha resposta para o Kings Goku e Enzo Guilherme que entenderá minha crítica.
        Não sou hater, estou apenas mencionando algo que vem me incomodando: a má qualidade dos jogos da XGS ao lançamento (depois ficam redondos, mas porque lançar em mal estado?)

        1. E isso é só com a ms?
          Todo lançamento é assim e não é só com vídeo game. Só depois do produto na rua que os problemas acontecem e as empresas trabalham pra corrigir. Bem os jogos dos estúdios da Sony dificilmente são corrigidos.

          1. Mano sei lá dos outros, nem quero saber.
            Quero saber dos jogos da XGS, que são os que eu gosto e consumo.
            Tem que melhorar.

        1. Sonysta usa notas como base, portanto…
          E outra, porque não me respondeu sobre a ms não ter nenhum jogo com mais de 10 milhões de vendas?

          1. Para de lembrar dessa viadagem sonysta. Parece até que não é zuera e sim que isso é o que vc pensa mesmo.

      1. Um problema com J-RPGs, e isso vem desde a década de 80, é a tradução do japonês pro inglês. Passar os textos desse idioma pra outro sempre foi uma barreira e por isso a grande maioria dos jigos no estilo nunca saiu de terras japonesas.

        Eu sou favorável à Microsoft ter um estúdio que não produza jogos, mas que trabalhe apenas com tradução e codificação pra fazer ports americanos de jogos japoneses, incluindo até jogos de outros estilos, que não J-RPGs. Seria excelente, mas acho que isso é algo que nunca passou pela cabeça de ninguém kkk

          1. Não quis falar sobre essa parte, só sobre a codificação e textos. Tem jogo que demora anos só pra traduzir e passar pra inglês. Como falei isso é um problma antigo e até hoje impede qie sejam feitos mais ports de jogos japoneses por aqui.

            Isso não é apenas questão de passar uma língua pra outra, como os silabarios e kanjis formam frases maiores com menos caracteres, até pra preencher os textos nos quadros é uma tarefa difícil e ainda assim volta e meia aparece um jogo com o texto estourando quadros ou erros de tradução.

            Não é um trabalho que estúdios gostem de fazer, mas sem isso é impossível fazer um port, mesmo assinando contratos e pagando direitos autorais. Como falei, deveria haver estúdios trabalhando somente pra isso.

          2. Entendi seu ponto, tem razão, o problema é manjar de japones e ingles. com Final Fantasy eles conseguiram ai ja não sei

          3. Falta vontade e risco para investir nisso que voce falou, daria certo aqui jogos japas. Os animes ai, Fuanimation e Chrunchyroll são recentes mas estão ai

        1. Os caras da Nihon Falcom são fanboy demais da Sony. Não recebem financiamento dela e sempre apoiaram a empresa nos tempos mais difíceis. Apoiaram o PSP quando tinham certeza nenhuma do futuro da plataforma, se recusaram a fazer jogos pra DS pra não trair a Sony, Apoiaram o Vita quando nem a Sony o fazia, se recusaram a lançar jogos no 3DS para não trair a Sony, apoiaram o PS4 no Japão quando era evidente a floppada dos jogos, se recusavam a trazer os jogos pro Switch pra não trair a Sony.
          Mas infelizmente se tocaram que não é só de amor que uma empresa vive, perder dinheiro estava sendo muito fatal pros ganhos da empresa só pq o CEO era fã da Sony. Resolveram lançar os jogos pra Switch através de outras third party para portar seus jogos pq “nossa meta é fazer pra Playstation. O resto é resto e a gente não se envolve”.

          1. Eu não sabia do fanboyismo deles, eu sabia que eles tiveram problemas lançando no ocidente no inicio e da história quase trágica da tradução do Trails in the Sky second chapter, pelo menos através dos parceiros deles o gap entre oriente/ocidente parece que vai começar a diminuir

          2. Os caras literalmente esperam as empresas mendigarem pra ela pra fazer localização de seua títulos para o inglês e trazer para plataformas não-Playstation.
            É literalmente “se ninguém vier aqui pedir, fica sem. Eu não ligo nem em lucrar com versão em inglês nem com lucro multi”. Isso felizmente mudou em 2019 depois da reunião de investidores onde levaram um puxão de orelha, parece que finalmente estão indo atrás de pessoas pra localizar.

  5. A sony esta fazendo isto porque ela esta vendo espaço. É natural as empresas cobrarem o máximo que conseguem sem perder vendas. Pra exemplificar olhei agora na Amazon e Demon Souls, a 330,00 esta em 14o lugar nas vendas, na frente do FIFA, o que chega a ser impressionante. Não estou falando que é certo. Preferia pagar menos, mas, o mercado esta “comprador”.

  6. Algumas pessoas sensatas não estão engolindo essa, já vi vários comentários de pessoas inteligentes reclamando nas redes sociais do PS, os valores são abusivos e quando o gamepass subiu o valor eles ficaram falando que nós íamos pagar mais caro, onde estão eles agora pra reclamar com a sony? Aumentando o valor brutalmente, o que são R$5 reais na frente de 100 ?? É muita hipocrisia

  7. ”Vamos emocionar os fãs de todo o mundo com os melhores jogos exclusivos do mercado hoje.”

    Mano isso é digno de pena sabe, eu realmente tenho pena em uma empresa que viu seus exclusivos não venderem nem para 10% da sua base atual e vai insistir no mesmo erro.

  8. Querem descontar o prejuízo da empresa nas costas do jogador….fazendo o que o governo faz com trabalhadores ….gamers se lascando por mais lindo que seja um jogo é caro demais…. ainda bem que tô com o XBOX ONE Faz tempo pago GAMEPASS desde o começo e estou hiper SATISFEITO e feliz com minha jogatina no Xbox. Brincar de video game está caro principalmente nos paises como o Brasil precisamos de politicas melhores por parte da empresas e por parte do Governo também, para desenvolver a área no país

    1. E vendendo mais que o dobro tendo metade dos usuários. 70 dólar só num eventual grande jogo de custo gigante como Cyberpunk, GTAVI, RedDead 3. E mesmo assim é pra pensar muito se vale mesmo sustentar isso.

    1. Esse papo de compensar custos é balela pq pra todos os consoles(sim, até da Nintendo) a maior parte do lucro sempre foi da venda de jogos third party. Os jogos first party tem um custo de produção inteiro pra depois serem vendidos para lucrar. Os jogos third party por outro lado não tem esse custo pq a empresa first party não investiu nada em jogos como Call of Duty Cold War, Assassins Creed Valhalla, Cyberpunk 2077, Megaman 11, Mortal Kombat 11 e por aí vai.
      O que 10 dólares em um jogo first party faria de diferença nos lucros da empresa para milhares de third party sendo vendidos todos os dias? É puro egocentrismo só.

      1. me referia ao fato de que em geral as empresas sempre tiveram um certo prejuízo com a fabricação e venda de consoles. Compensando esta perda com a venda do software a longo prazo. O aumento no valor dos games ñ deve ser apenas por conta do custo de produção pois segundo as informações o desenvolvimento nas novas plataformas está mais ágil e de implementação fácil. Isso me faz pensar que a sony está cobrando mais para lancarem jogos na sua plataforma. Isso seria uma forma de compensar uma margem de lucro pequena na venda do hardware.

          1. E olha só: Call of Duty é só um jogo. Só de vender uns 5 jogos de 70 dólares third party já dá 100 dólares de mão beijada. Considerando que o prejuízo de cada PS5 for 100 dólares, já cobriria. Se fosse 200 dólares, 10 jogos cobririam.
            Quantos Demon Souls será que precisariam pra vender pra cobrir o custo do Demon Souls pra poder começar a cobrir os custos do PS5? 🤔. Considerando que o jogo não é barato de fazer que nem a coletânea de Super Mario Bros. onde os 3 jogos já estão completamente prontos e só precisam portar.

          2. Call of duty é de uma empresa terceira, logo ela paga apenas o percentual para publicação e utilização dos recursos da plataforma. Então o lucro do call of duty vai pra empresa que dona do produto. e o percentual referente a utilização da plataforma já está embutido nos custos do produto. Dado que a licença de publicação em uma plataforma não é paga por unidade vendida mas sim por propriedade intelectual publicada e seu valor é calculado de acordo as métricas do produto (pré definidas em contrato). Para facilitar o entendimento vai um exemplo uma aplicação Web tem seu valor calculado por pontos de função e não pelo tamanho! Então considerando como um contrato de tecnologia funciona. reflita!

            Detalhe, cada porte é chamado de FORK. sendo que as boas praticas do desenvolvimento de software levará este fork a uma nova equipe especializada. Então para cada fork vc tem um custo.

            Pra vc entender melhor como funciona o custo de produção de um software em uma multinacional. Segue um exemplo:
            A empresa X tem o time Y sendo que o custo do time Y pode-se resumir da seguinte forma (salário, alguel de equipamentos/espaço fisico, agua e luz) esse cuso é cobrado pela empresa X do time Y como se fosse uma espécie de alugel. Logo o time Y tem que prover uma solução tecnologica e ainda cobrir seus custos e gerar lucro com a entrega. Quando o time Y entrega pra empresa X o trabalho deste time está concluído (Essa entrega ñ necessariamente para todas as plataformas). Outras equipes como o time Z será responsável por otimizar e manter o produto na plataforma Xp9000 e este time será o responsável pela sustentação do produto nessa plataforma se continuara atuando no produto em quanto a empresa X achar necessário.

            Ps. já trabalhei em empresa que cobrava da equipe de desenvolvimento por solicitações de troca de senha do e-mail corporativo. (acho que já dá pra ter noção de como a coisa funciona).

        1. Não é venda de jogos que da ALTO lucro, explica 20 milhões de God 2018 vendidos, Miranha nessa quantidade também, Horizon 1 também sendo a base de 100 milhões de PS4 enviados as lojas.Ai voce ve Fifa 20, COD, Minecraft, GTA 5 60 milhões 3 vezes mais que os tais exclusivos. O que da Alto lucro são as vendas dentro do game, packs, fifa points por exemplo, não se limita a zerar em 3 dias e morreu o jogo

          1. Não sei se vc sabe, mas ao publicar um produto na plataforma a empresa é obrigada a pagar um percentual da venda. E as aplicações que disponibilizam recursos como multiplayer tmb é pago. Não é questão do tempo que vc utiliza (esse modelo é o gamepass) mas se vc pagou ou não. e quantas unidades serão comercializadas em todo o ciclo de vida.

            Publica um game nessas plataformas que vc vai ver como é doce a facada!

          2. Entendi, mas alem da campanha os jogos que oferecem multiplicar que elevam os lucros so ver os Packs Fifa, e Skins no COD armas, roupas, mas para isso o cara vai ter que assinar a PSN e Live, alem da parte que voce falou que a plataforma recebe do multiplayer

  9. Então vamos ver o que diz o metacritic no ranking anual de 2019:
    Nintendo é a 3º empresa com a média de nota 80,
    MS a 7º com média de 76,4
    Sony apenas a 22º com média de 71,5
    Só ai já da de ver que em média a Sony nem pode afirmar isso, embora tenha um ou dois “must-play” por ano toma um pau enorme da Nintendo e mesmo a Ms consegue média geral melhor com um ano fraco de jogos.

  10. Os caras só pensam em emocionar o jogador. Pelo amor de Deus, mais uma geração com jogos lineares e gameplay scripitada sendo endeusados pela “mídia especializada”.

          1. RPG? E outra, o que um prêmio de jornalistinha vai mudar em minha vida ou na vida de um desenvolvedor?
            FPS e jogo de corrida é bem mais diversidade se comparar com remaster a 300 contos de um jogo de 3° pessoa do PS3.
            Aceite, ou aceite.

          2. Discordo, a opinião de alguns jornalistas não o jogo ser bom ou não, inclusive isso só expressa o gosto pessoal deles, não representam a maioria dos players e nem a maioria dos jogadores do próprio PS, tendo em vista q apenas 10% da base sonysta usufrui desses ditos GOTY

          3. Não é? os jogos bons q eles dizem ter (gow, tlous, hzd, etc) não vendem nem perto dos que são tidos como ruins (FIFA, Minecraft, etc), não tem como defender essa tese

          4. Exato, são escolhas e preferências individuais.
            Coisa que, um sonysta, coletivista até a última centelha, não conhece.

          5. é só aparecer um jogo da MS candidato ao Goty que as coisas munda, lembro da chiffany que fez live no GOTY de 2018 e 2019. No de 2018 disse que era enquete de jornalista, que não refletia em nada, em 2019 só faltou mostrar o cu, porque o Sekiro tinha ganhado do DS, é a tal da hipocrisia

          6. tá platinado meu brother, hipocrisia é dizer que nota não reflete em nada, mas tão cantando internet a fora que o Ori é o melhor jogo de Switch, agora opinião de jornalista importa?

          7. Eu não pago pau pra review de jornalista no metacritic.
            KingsGoku pode até pagar, eu não.
            E outra, tu afirma que platinou, bom… A regra é clara.
            ID, passe agora!

          8. GOTY da TGA conta God of War 2018 ganhou, mas na de Australian Awards Game AGA não conta 2018 ganhou o Red Dead 2 la ?

  11. ovelha: mãe, me dá um real pra eu fazer trambique no gamepass
    Mãe: mas todo mês essa história, eu já não de dei dinheiro pra comprar pilha essa semana, toda hora
    ovelha: por favor, eu quero jogar o pelezinho de quintal

    1. Ponei: mamãe me dá 300 conto, é que eu quero jogar Demons souls.
      Mãe: Meu deus, não tem como ser mais barato?
      Ponei: ah, mãe você não sabe o que é uma obra de arte…
      Mãe: obra de arte é o que eu vou fazer com a tua cara desgraçado, acabei de pagar 5000 no teu videogame novo e tu ainda quer vir com esse papo?

    2. Poney: mãe da R$ 350,00 compra Demon’s souls
      mãe: Voce ja não tem no PS3 de 2009 ?
      Poney: É Remake mãe
      mãe: Que porra é essa ?
      Poney: é grafico melhor
      Mãe: é o mesmo jogo
      Poney: e remaster miranha R$ 350,00
      mãe: Voce é burro pagar 2 vezes num mesmo produto, vai estudar

  12. Depois que eu vi uma declaração do Greenberg sobre os preços dos jogos da próxima geração, deixou claro que os jogos dos estúdios da MS também terão reajuste de preço. Mas o que ele disse no final da declaração deixa mais claro a importância do GamePass, pois o que interessa o preço do jogo se você terá todos Day One no GP…
    O esquema é ter o GamePass mesmo… Pois os jogos na próxima geração serão mais caros, infelizmente…
    Saudações Colosso

        1. Nada a ver, significa que ninguém é otário de pagar preço full price no lançamento meu caro.
          E para de usar a palvra fanboy, isso coloca o seu caráter em xeque.

          1. Fanboy é literalmente: o fã garotinho, imaturo, com amor cego pelo ídolo, não importa o que façam. Típico de crianças quw não sabem diferenciar o certo do errado.
            Não seja fanboy, seja um fã sensato.

          2. Desculpe, mas seu caráter é questionável se você chama qualquer um de fanboy só por discordar de você.
            Fanboy é um termo que perdeu significado há tempos.
            Não quer dizer mais nada.

          3. Ou seja, se eu for um fanboy do Justin Bieber e ele matar uma velhinha na padaria a facadas, eu apoiar esse ato assassino só pq sou fã cego dele, eu não sou fanboy? 🤔
            Sinto que você é alguém muito cego por alguma ideologia e se sente terrivelmente mal quando te chamam de fanboy.

  13. A sony sempre liderando soluções inovadoras, parabéns!
    Com o gamepass matando a indústria a sony contribui muito para o fortalecimento da mesma.

  14. Fala isso quando algum jogo seu vender 20 milhões a 70 pila. Ou 80 euro.
    Vcs se acham demais desde geração PS4. Na geração PS2 vcs não ficavam nessa viadagem de “nossos jogos custam mais pq valem mais”, vcs eram mais humildes e não ficavam se achando o rei da cocada preta.

    1. Sony vai descobrir da pior maneira que o mundo não é de fanboys. Que as pessoas só querem um videogame legal pra jogar os jogos e por coincidência o PS4 foi o que escolheram da última vez.

      1. Se eles continuam neste registo ainda se arriscam a ter prejuízo esta geração, tal como foi na PS3. Mas desta vez porque vão vender menos consolas e menos jogos.

  15. Claramente ele está introduzindo uma nova narrativa no toba, digo na mente do sonista que que vai ter o console mais fraco…

  16. Uma geração depois, a Sony finalmente tem o seu Don Mattrick. Vamos ver se os sonystas continuarão sustentando a indústria!

  17. Os fãs brasileiros pelo visto não se importam tanto com o aumento , digo isso pois o DS4 e Ps5 estão em 1°e 2° lugar respectivamente na Amazon , com o XSX em 3° e o XSS lá no top 30.
    Ps: Ainda é uma merda esse aumento

  18. Sonysta paga isso com um sorriso de orelha a orelha. Afinal, pra poder jogar os super exclusivos zeráveis em um final de semana da Sony tem que ter um preço né?

  19. La nos USA e Europa o aumento dos preços não vão fazer tanta diferença, o problema e aqui, com nossa moeda desvalorizada os preços ficam absurdamente caros,então seria obvio ter um Xbox aqui no Brasil, com a economia com os jogos por conta do gamepass!!!

    1. Mesmo pra quem não quer um Xbox como console principal, é difícil não ser assinante de Game Pass no Brasil, infelizmente nosso hobby está caro e a tendência é encarecer ainda mais até o final da geração.

  20. Penso que o Xbox já resolveu o problema de “lançar poucos exclusivos”, afinal foram MUITOS jogos esse ano e acredito que serão nos anos seguintes também.
    O que tem que melhorar agora é a qualidade deles, visto que estão com o hábito de lançar jogos em mal estado e não resolvem isso: ou o jogo é sem conteúdo, ou é bugado, ou falta alguma coisa importante, ou todos os anteriores.
    Depois de um tempo o jogo costuma ficar “redondo”, mas porque já não lançar redondo?
    Acabam queimando um monte de bons jogos simplesmente porque lançam em hora ruim e mal estado.
    Tem que melhorar DEMAIS isso aí.

    1. Eu num sei pq nunca joguei um jogo Microsoft nativamente no XONE no lançamento. Os jogos third-party como The Gunk parecem que sairão certinho.

    2. Concordo, Ori quando fui jogar na época deu uma dor de cabeça do caraiii pq ficava travando e as vezes o jogo fechava do nada, daí eu acabei descobrindo q ele estava esquentando o Xbox e q quando ele ficava muito quente, o game crashava, daí eu fiz uma gambiarra pra n deixar o Xbox esquentar e resolveu meu problema (olha oq eu tive q fazer pra rodar um fucking jogo “2D”), Sea of Thieves no início tbm foi uma grande merda por falta do q fazer, tanto é q os Youtubers abandonaram o game bem cedo, State of Decay foi outro q tem o início meio maçante, vc chega na primeira casa pra depois ter q esperar um tempo pra conseguir progredir, basicamente o jogo fala pra vc escolher alguma coisa aleatória pra fazer enquanto esse tempo passa, a questão é q o arredor dessa casa era “vazio” por ter os edifícios longe dela oq acabava deixando meio maçante por vc ter q ficar andando pra lá e pra cá até o negócio terminar, pessoas q nunca jogaram o game(como foi o caso de alguns amigos meus) ficaram extremamente desanimadas com o game simplesmente por conta desse início.
      Resumindo, a Microsoft realmente está precisando pensar mais antes de lançar seus games, espero q com os estudos q possui agr, ela traga games excelentes pra gente e principalmente sem bugs ou falta de conteúdo.

      1. Exatamente, esses são os pontos que estou mostrando e o pessoal não está concordando. Vou ilustrar algumas situações:
        SOT – Sem conteúdo no lançamento, totalmente vazio, foi ficar redondinho na
        “Anniversary Edition”

        SOD 2 – Muito bugado no começo, foi ficar redondinho na “Juggernaut Edition”

        Gears 5 – Campanha bugada e multiplayer maçante, foi ficar redondinho na Operação 3

        Battletoads – Divertido, mas sem online (em plena pandemia!!)

        Minecraft Dungeons – Sérios problemas de crash, sem recursos essencias (como Play
        Anywhere e crossplay entre as plataformas)

        Ori 2 – Com quedas de fps e reiniciando console

        Bleeding Edge – Sem conteúdo, vazio total

        Então é isso…eu sei que todos esses jogos ficaram bons e completos com o passar do tempo, e admiro a M$ pelo suporte que dá aos jogos (sempre recebem conteudos novos, melhorias e etc), mas é como eu disse, que tem que lança-los em melhor estado, estão queimando muitos jogos bons simplesmente por lançarem eles ruins.

  21. Entrei no site da magalu, la estão vendendo o Serie X, no video da apresentação do console, colocaram aquele gameplay horrivel do Halo, lamentavel, ta parecendo jogo de Xbox Classic!!! Que marketing mau feito!!!

  22. Jimi Boy metendo o tronco no totó dos nossos amiguinhos. Em quando isso o lado verde.
    Recebendo Doom Eternal e Forza 7 na Game Pass, “como é dificil ser caixista”.
    E que continue o choro, em breve vai chegar na casa Xbox, Flight Simulator e eu vou continuar aqui “triste e sofrendo com a falta de jogos de qualidade” kkkkk

    1. Meu Gamepass Ultimate acaba em janeiro, e ano que vem vou investir nos estudos, então vou separar um hd externo de 4 tb, com todos os jogos possíveis e deixar o console offline pra jogar os títulos quando tiver um tempo livre pra diversão.

  23. Sony dando uma de Apple, porém a Apple faz coisas de qualidade, já Sony acha que qualidade é um console fraco, joguinhos que tu zera em 1 dia, uma rede online cagada e nenhum serviço decente, não é atoa que sonysta come carne de segunda e arrota filé mignon kkkkkkkkkkkkkk

  24. Faz sentido dentro da estratégia de marketing da Sony que é se distanciar das concorrentes pela experiência de seus jogos, que ela julga serem diferenciados. Por isso o marketing da Sony está 100% voltado para o sensorial, para a experiência. Por isso a incluiu no PS5 features que elevam essa experiência sensorial de soprar, sentir, ouvir, tremer, zumbir, gritar, chorar (os sonetes fazem muito isso!), rir, etc. Por isso, a apresentação feita por influencers ser muito mais importante para o PS5 que através de uma DF. Por isso os influencers japoneses fizeram aquele papel ridículo, balançando o controle como criancianhas de sete anos. Por isso jogos baseados em narrativa e menos gameplay. Por isso incluíram nos controles microfones, feedback tátil e LEDs espalhafatosos. Por isso Astro’s Playroom com todas essas características sensoriais como jogo pré-instalado.

    E agora, a questão do preço dos jogos. Claramente, a Sony está querendo elevar o PREÇO dos jogos afim de elevar o VALOR de suas franquias. Valor, ao contrário do preço, é uma característica completamente subjetiva. Os pôneis, vassalos que são… enxergam o preço como um sacrifício que será compensado pelos benefícios que as só as franquias da Sony são capazes de fazer. Somado isso à uma geração de pessoas ultra-sensíveis, que possuem susceptibilidade excessiva a críticas e intolerância à frustração… vão e já se sentem confortáveis no mundinho de assistir e apertar botões dos jogos da Sony.

    Mas olhando para a Microsoft hoje, e de como ela se posicionou par a próxima geração… Temo dizer que a Sony está se arriscando muito em tentar repetir essa estratégia nessa geração. Pode perder o posto de líder de mercado pra sempre. Porque a MS for líder (em todos os sentidos) ela não saíra do posto tão cedo… Boa sorte pra poneizada!

    1. hahahahaha voce tem razão Bruce. sonysta hipando Demon’s souls de 2009 sendo que dark Souls 1 ao 3 a maioria não zerou, porque dizem ser bem dificil, eles gostam de CG e Quick Time Event.

  25. O Pssd5 é gigante, mais isso é bom 4KKK… os jogos custarão 350 kratos, mas sera por uma boa causa 4kkk… resumindo sonysta adoara andar de 4.

  26. “Os fãs brasileiros não estão engolindo essa”

    Deve ser por isso que o PS5 está vendendo menos… não, pera.

    A Sony atingiu um nível de reputação semelhante ao da Nintendo e tenho certeza de que vai ter muita gente engolindo os preços mais altos. Porque é o PlayStation. A declaração do Jim Ryan é típica de quem acha que pode fazer o que quiser no mercado, e quer saber? Ele está certo.

    Enquanto isso, a Microsoft teve que colocar Gears 5 no Game Pass pra ainda assim não ultrapassar o número de jogadores do Gears 3.

    “Ah Gato mas vende só 10% da base” Não interessa. O PlayStation é o console que tem God of War. Mesmo que o cara só compre pra jogar FIFA, vai estar consumindo no PlayStation, não no Xbox.

    O Xbox 360 não era nenhum eldorado de exclusivos. Tirando Halo, Gears e Forza, tinha um ou outro first-party, o resto era tudo third. Mas fez sucesso porque as franquias principais da Microsoft estavam afinadas.

    Os melhores Halo, Gears, Forza do 360 são melhores que os do One, simples assim. Houve declínio. A ruindade da história do Halo 5 não é culpa da mídia. A insipidez do Gears 4 também não é culpa da mídia. A falta de conteúdo do Forza 5 e os bugs diversos do Forza 7, também não!

    Único debate que existe é sobre Forza Horizon, e ainda assim há controvérsias, pois o 4 é tecnicamente melhor que o 1 mas apanha que nem cachorro vira-lata do título do 360 na parte de ambientação. No 1 tem um festival de música de verdade, no 4 aquilo virou um jardim de infância. Dá vontade de vomitar.

    O Xbox Series não vai conseguir vender mais que o PS5 nesse começo de geração, por causa de uma coisa chamada momento. O da Sony é excelente. O da Microsoft é ruim. E o Play Anywhere ainda prejudica o produto. Pra que eu compraria um console pra jogar Grounded e Battletoads, jogos que qualquer carroça roda?

    E não venham com essa história de que “vendas não importam”, ainda mais vindo da Microsoft, que já matou o Zoom, Groove, Windows Phone e agora o Mixer. Se vender pouco, a Microsoft pode sim cancelar o console antes do que vocês pensam e migrar 100% pro PC e streaming. A Xbox Live não depende mais do console pra existir.

    Capitalismo, meus caros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *