The Outer Worlds foi limitado pela atual geração de consoles

The Outer Worlds foi limitado pela atual geração de consoles, confirmada por seus próprios desenvolvedores, Obsidian Entertainment, em um vídeo recente no YouTube. Este canal é conhecido por fazer uma espécie de documentário que se aprofunda no desenvolvimento de diferentes jogos (principalmente independentes) e tem declarações dos próprios desenvolvedores. Apesar de agora pertencer à Xbox Game Studios, a Obsidian desenvolveu de forma independente The Outer Worlds, com o apoio exclusivo da Private Division (2K) na distribuição do jogo em todo o mundo.

Por volta do minuto 11, Brian Heins, designer de The Outer Worlds, confirmou que os consoles atuais tinham pouco poder e memória, então eles tiveram que cortar em vários aspectos, como comentam no PurePlayStation. Uma delas é a estação espacial Groundbreaker, onde os desenvolvedores gostariam de ter mais NPCs se movendo livremente pela estação, além de uma maior densidade populacional devido ao tamanho da estação, mas quando eles tinham tudo preparado e planejado, eles perceberam que o PlayStation 4 e o Xbox One estavam com pouca memória e precisavam ser cortados.

O fato de The Outer Worlds ter sido limitado pela atual geração de consoles é algo que o próprio Brian Heins comenta no vídeo: «Isso parte meu coração um pouco, não há muitas pessoas se movendo no Groundbreaker. E isso foi basicamente porque quando recebemos o passe de arte e o passe de iluminação, tivemos que reduzir o número de personagens reais no Groundbreaker para acomodar os consoles, porque não tínhamos espaço de memória suficiente.”

Esses problemas de memória serão resolvidos com a nova geração de consoles, já que o Xbox Series X, além de ter uma RAM com maior capacidade, a velocidade do SSD e a arquitetura Velocity, leva muito mais rápido do disco para a RAM e não é necessário muito espaço para mostrar mais quantidade e qualidade.

62 comments on “The Outer Worlds foi limitado pela atual geração de consoles

        1. A liberdade é demais mesmo, estou jogando na super nova, pois achei bem mais imersivo, vc precisa comer, beber água e dormir, além disso, quando um ajudante morre, ele morre pra sempre nessa dificuldade. Ainda estou com todos intacto, mas confesso que já tive que resetar save pra não perder meus membros, o problema que na super nova, não dá pra salvar em qualquer cama, precisa ser na nave, ai tem que voltar muita coisa.

          1. Joguei e não terminei ainda, pois o game tem muitos diálogos. Ainda quero voltar e terminar, o game é muito bom.

  1. the witcher 3 por exemplo na minha opinião nao foi limitado pelos consoles, mto pelo contrário a experiência q tive no one foi excelente, o jogo é fantástico, zerei a primeira vez o final bom 1 e amei o jogo, nao acho diferente o the outer worlds onde achei um jogo mto bom, com a dlc seria ainda melhor testar essa obra prima

    1. Até porque The Witcher 3, depois de vários adiamentos, foi lançado em maio 2015, pouco tempo depois da chegada de ps4 e xbox one. Se resolvessem incluir o Xbox 360 e ps3 na época, sem dúvidas teria cortes substanciais na arte do jogo pra acomodar os consoles mais antigos.

      Essa questão de um console limitar ou não o jogo, acho bastante relativo. Como as especificações de um console são fechadas, e o desenvolvedor já lida com limitações desde o início. Desde que jogo seja bem desenhado para ser cross gen, e ainda que se façam adaptações aqui e ali, é possível ter grande qualidade, como Rise of TR e Assassins Creed 4. Mas cada caso é um caso. Um jogo como Red Dead redeption 2 seria muito dificil de acomodar no ps3 e Xbox 360, por exemplo.

      Eu fico pensando em como a Ms vai oferecer o Halo Infinite para o Xbox One base/S, prometendo toda essa ambição e escala. O One X ainda consegue segurar bem.

  2. A Obsidian nunca foi conhecida por ter jogos impressionantes tecnicamente. Obviamente que The Outer Worlds é um jogo muito bem feito, mas se comparado às jogos que saíram antes como The Witcher 3 é uma diferença enorme.
    Não acho que a culpa seja da atual geração, até porque se fosse o caso não teríamos jogos como Red Dead Redemption 2, e o já citado The Witcher 3.
    É mais uma questão financeira (TOW foi financiado como um AA) e também a staff técnica, que precisa melhorar ainda.

  3. Fico imaginando se aquela cidade super viva de Cyberpunk 2077 vai existir no meu Fat.
    Imagino um “corte” populacional com os npcs aparecendo depois de uns 15 segundos da tela carregada.
    Uma pena ter que iniciar esse baita jogo antes do lançamento do meu console definitivo, XSX.

  4. Fico imaginando se aquela cidade super viva de Cyberpunk 2077 vai existir no meu Fat.
    Imagino um “corte” populacional com os npcs aparecendo depois de uns 15 segundos da tela carregada.
    Uma pena ter que iniciar esse baita jogo antes do lançamento do meu console definitivo, XSX.

  5. Pfff que desculpa. Tem jogo mais antigo com muito mais conteudo e qualidade ai no mercado. Se vão começar o choro assim já, já tão começando errados

    1. Se não gosta de RPG, não vai aguentar as sequências de diálogos, eu mesmo parei por falta de tempo, esse tipo de jogo tem que ter tempo e apreciar cada conversa.

      1. Eu adoraria ver a sua cara depois dessa.

        https://www.gamevicio.com/noticias/2020/04/co-criador-de-halo-diz-que-ssd-do-ps5-fara-enorme-diferenca-para-desenvolvedores/

        1. Engraçado que vocês falam que o ser vai fazer o ps5 ser mais rápido que o Series x, então se você prefere velocidade você tem o one x.

  6. Ai eles falaram o que não se deve falar. Serio? Limitação? Diga-se a verdade, o jogo não saiu como queriam e agora falam em limitação de hardware dessa geração. Fala-se a verdade, vocês queriam que o Series X/PS5 saisse mais rapido possivel para vocês fazerem um port mal feito. Por quê não esperaram o lançamento da porcaria da nova geração? Tudo tem solução, menos para a Obsidian, que pensa como empresa pequena e sem futuro.

    Se The Witcher 3 teve um mundo vasto, cidades bem elaboradas e com NPCs tendo vida. É mt louco você andar pelo The Witcher e ver os NPC agindo normalmente sua vida virtual como tal.

    Outro exemplo, Kingdom Come Deliverance. Jogo que você explora um grande mapa e vê os NPCs agindo literalmente de acordo com sua capacidade. Sem limitações, eles andam pelo mapa e os eventos que vc vai criando, vc vai ganhando sua reputação. Se quem ainda não jogou, no jogo existe um torneio de luta que vc participa, e se vc ganha esse torneio, vc tem uma reputação muito alta no game, vc vai nas cidades e vc vê a limitação do jogo, os NPCs indo te bajular, pedindo uma palavrinha com vosso player.

    Obsidian, por favor né… Isso ai é conversa pra boi dormir

  7. A grande questão é, a sequência vai chegar ao PS5 visto que foi o PS4 quem salvou esse jogo comercialmente?

    Quase 80% de suas vendas foram na plataforma da Sony, porque? Porque nos que temos Gamepass não compramos mais jogos, e neste sentido The Outer Worlds teve vendas pífias no console da Microsoft.

    1. “Quase 80% de suas vendas foram na plataforma da Sony, porque?”

      Porque todo sonho de sonysta incubado é de ter jogos da xbox game studios no catálogo do ps4. Pois ps4 não tem JOGOS.
      Obsidian é da MS…

      Vai pagando a IP e o aluguel pra nós aí.

        1. Não é drogas, é a verdade absoluta.

          Ps4 não tem jogos, ele é irrelevante, e há riscos de o ps5 ser cancelado por tempo indeterminado.

          Supere! Forças!

          1. Se o Ps4 não tem jogos

            Eu peço a vc que tente da uma explicação racional do porque ele pode terminar a geração vendendo quase o triplo do Xbox One?

            Responda por favor, quero ver o nível de sua loucura

          2. Simples: Burrice e gadice midiática.

            Maioria das pessoas não sabem comprar coisas e acabam comprando porcaria.

            A elite é o Xbox one, só inteligentes compram.

            Lamento, procure sofrer menos.

        1. Você; pague pelo outer worlds… Mais dinheiro pra MS, mais dinheiro pra Obsidian e mais investimento em uma das mais relevantes empresas do mundo: Microsoft.

          A elite é Xbox one. Com o game pass a nova definição de mercado e de custo-benefício.

          Só os inteligentes são capaz de portar.

    1. Isso que dá sair com um console mais fraco, de 0.7 Tflops, imagina nessa nova geração o Series X dando um banho no Ps5, infelizmente o Ps5 vai limitar os jogos.

  8. Isso acontece… Pra falar a verdade nessa geração aconteceu com um monte de jogo… Mas pelo menos ele foi lançado. Beyond Good and Evil 2, que prometia ser O jogo da geração, a gente só viu um trailer até hoje… Pelo andar da carruagem só sai na próxima. Se sair…

  9. One X 6TF
    PS4 Pro 4,2TF

    Diferença teórica de 30%

    XSX 12.1TF
    PS5 10.3

    Diferença teórica de 15%

    A diferença em Gpu caiu pela metade
    A Cpu é a mesma praticamente, o que uma faz, a outra também
    Na RAM, ambos tem 16GB de mas implementado de forma diferente. Aqui não há como afirmar quem está na frente visto que a RAM assimetrica do XSX foi criticada pelo carinha da Crytek
    SSD não tem comparação, o do Ps5 é uma geração a frente do XSX neste sentido.
    Sobre o espaço, a Sony relata 825GB, a Microsoft 1TB, mas como o Xbox usará destes 100GB somente pro Velocity Architeture logo sobram 900GB, pro OS e jogos.

    Poise

    Vou se ambos, mas a minha plataforma principal vai continuar a ser o PlayStation

  10. Sendo sincero, tanto o Xbox One quanto o PS4 eram ridículos já no começo da geração, que dirá hoje. Deviam ficar agradecidos que foram lançadas as versões melhoradas!

    Por isso que eu não espero muito do Halo Infinite no Xbox One X. Agora, a obrigação de 4K60 com raytracing é do Series X, não do One X. Já do One S e Fat eu espero menos ainda.

    Os jogos crossgen que não receberam enhanced vão continuar sendo graficamente melhores no PC até os estúdios se mexerem. Acaba sendo uma desvantagem dos consoles premium frente ao PC.

    1. Sobre The Witcher 3:

      Estou jogando. Colocar personagens fazendo atividades em loop não é nada difícil. TW3 tem um monte de NPCs, é verdade, mas são NPCs em loop, fazendo sempre as mesmas coisas, falando as mesmas coisas. O custo de CPU pra fazer isso é baixo. Se a CDPR entregar o que está prometendo em Cyberpunk 2077, ou seja, personagens com um grau razoável de independência, o salto em relação ao The Witcher 3 vai ser ENORME.

      A propósito, TW3 é um jogo espetacular. É fácil ver por que foi GOTY. O nível de detalhe do jogo é impressionante. Mas em gameplay não é tão inovador quanto eu esperava.

  11. ”The Outer Worlds foi limitado pela atual geração de consoles”
    Isso define bem o futuro dos jogos ”exclusivos” do series X pelo mínimo nos próximos 2 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *