Carregando...

Tim Sweeney finalmente se rendeu ao Windows 10, mas com uma condição

Tim Sweeney finalmente se rendeu ao Windows 10, mas com uma condição

time-sweeney-epic

Tim Sweeney ainda está com raiva, mas até hoje ele tem medo da ameaça potencial do Windows se tornar uma plataforma fechada.

Sweeney tem criticado durante todo o ano a Microsoft e sua Plataforma Universal Unificada do Windows 10 (UWP). Desde então, a Microsoft lançou vários jogos UWP no Windows, mas as críticas originais do Sweeney não surtiram efeito. Ao site PC Gamer, será que a opinião de Sweeney mudou?

“Bem, eu devo ser muito claro,” Sweeney disse. “A coisa que eu acho que é incrivelmente importante para o futuro da indústria é que a plataforma PC permaneça aberta, para que qualquer usuário possa instalar aplicativos de qualquer desenvolvedor e garantir que nenhuma empresa, Microsoft ou qualquer outra, possa inserir-se na forma pela qual os desenvolvedores a vendam seus software diretamente para os clientes. Estou vendendo jogos diretamente para os clientes desde 1991 inclusive nos tempos dos disquetes, e quando você me tomar esse poder, você tem o monopólio de distribuição que tende a se mover em direção a um modelo centrado em publicidade e vendas.
….
” E agora temos poucas plataformas livres abertas — há Windows, existe Linux — e nós temos que fazer tudo que pudermos para defendê-los. “

Sweeney continua sua crítica equilibrada dizendo que o UWP é neutro, chamando-a de ” mais seguro conjunto de APIs para Windows” e dizendo que “se Microsoft comprometer-se a disponibilizar  o UWP, a longo prazo, de forma aberta como é o Win32 atualmente eu acho que seria algo positivo para a indústria. Temos que apoiá-lonesse caso.”

A Microsoft não ainda levou todos os seus jogos para a Universal Windows Platform e permitiu que alguns parceiros liberassem jogos no PC através da Steam e outras lojas. Quantum Break, por exemplo, tem uma versão Win32 na Steam não muito tempo depois de lançado na Windows Store. Ori and the Blind Forest e Rise of the Tomb Raide estão disponíveis em ambos. Mas é verdade que, até agora, não vimos Apps UWP distribuídos de forma significativa fora da Windows Store.

Depois de tudo, Sweeney aceita a Plataforma Universal, com a condição que a Microsoft libere UWP para serem vendidos em outras lojas. Mas caso isso não aconteça, ele estará disposto a lutar para que o Windows e o Linux continuem abertos.

Em uma declaração recente,  ele afirmou que o “Windows 10 Cloud é Ransomware”,  um tipo de “vírus”, por não permitir instalar programas fora da Windows Store.

O que vocês acham?

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.