Carregando...

Várias editoras aumentaram os preços dos jogos no Xbox One em algumas regiões

Estamos em ano eleitoral, e é bom ficarmos ligados nos outros países (e até no nosso mesmo) para ver exemplos de como uma péssima gestão pode desencadear em uma forte crise e que todos a população terá que arcar com as consequências. Voto não é brincadeira, e dito isso, você deve saber que em várias regiões do mundo os jogos são mais baratos pela loja online do Xbox, e estamos falando de países como a Argentina e Turquia.

Além disso, muito são as pessoas que compram “cartão de presente” de outros países para comprar jogos em lojas com preços ainda mais baixos que a do Brasil, ou se valiam do uso do VPN para se passar estar em outra região do planeta.

Contudo, informamos recentemente que a Microsft retirou a possibilidade do uso de VPN recentemente, para que dessa forma os jogadores ficassem mais propensos a comprarem jogos na sua região real. Por na Turquia ser mais barato, está cada vez mais complicado achar cartões de presente por lá, e na Argentina nem existe essa possibilidade. Agora, a situação se agrava ainda mais.

O portal Xbox-Now claramente mostrou as mudanças de preços que os jogos da Activision Blizzard sofreram, aumentando até 100%, em geral, para 470,50 TRY (R$ 300), sem impostos incluídos.

A EA já fez o mesmo nos últimos meses com seus jogos na Turquia e na Argentina, embora alguns preços dos jogos já tenham aumentado em junho em aproximadamente 70%, devido à situação semelhante na Argentina. Provavelmente, mais editoras seguirão o mesmo caminho, pelo menos até que a situação econômica nos dois países se recupere e as taxas de câmbio voltem a subir.

Se alguém perguntar por que nem todos os jogos na loja estão cada vez mais caros, é porque os preços da Loja Xbox não são estabelecidos pela Microsoft, mas por cada editora e por cada país individualmente. A Microsoft se reserva o direito de definir limites, mas, no final, a política de preços é determinada por cada editora. No Brasil, apesar do dólar estar disparato, os preços não tiveram alta tão acentuada – ainda. Vamos torcer para que tudo acabe bem para nós e para os outros países acima citados.

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.

Curta nossa nova página no Facebook!