No dia 6 de dezembro, apenas algumas semanas atrás, a Microsoft e a Qualcomm lançaram uma versão do sistema operacional bem conhecido, adaptado para... “Windows 10 ARM” dominará o mercado de PCs de baixo custo, diz Digitimes

arm-love

No dia 6 de dezembro, apenas algumas semanas atrás, a Microsoft e a Qualcomm lançaram uma versão do sistema operacional bem conhecido, adaptado para funcionar em processadores Snapdragon, um ano após a sua apresentação na China, e claro que estamos falando do”Windows 10 ARM“.

O Windows 10 ARM foi lançado juntamente com dois PCs: Asus NovaGO e HP Envy x2. Estes últimos não só têm excelente desempenho, mas estão “sempre conectados“, pois leva apenas um segundo sair do stand-by e a bateria pode contar até 20 horas de duração da bateria, o que na prática, vai mais de um dia de uso. É uma verdadeira revolução que despertou curiosidade entre os usuários clássicos que usam notebooks com Intel.

Veja também>>> ASUS NovaGo: seu notebook agora é um smartphone.

Os analistas da Digitimes Research, um dos sites mais famosos e especializados do setor, também expressaram sua satisfação pelo trabalho realizado pela Microsoft e Qualcomm. Eles não só elogiaram os recursos como uma autonomia impressionante, mas também fizeram uma conclusão decididamente interessante: o Windows 10 no ARM dominará o mercado de PCs de baixo custo. Isso ocorre porque um Qualcomm Snapdragon, além de todas as vantagens conhecidas, facilita consideravelmente a produção pois os custos são menores e possuem maior eficiência na cadeia produtiva. Em outras palavras, haverá mais e mais PCs com o Windows 10 ARM produzido por vários fabricantes e lembre-se, a este respeito, de que existem rumores que as gigantes Samsung e da Xiaomi estão querendo entrar nesse mercado.

Os modelos equipados com ARM dominarão o mercado de computadores de médio porte e de baixo custo, deixando os segmentos profissionais e de jogos de alto nível para processadores baseados em x86.

Quanto aos PCs mais caros e aos usuários mais exigentes em termos de desempenho (Gaming, edição de vídeo, etc.), os analistas dizem que, pelo menos por enquanto, a Intel continuará a ter sua participação no mercado, mas o futuro será muito otimista para processadores ARM.

O que você acha? Você concorda com Digitimes? 

Fonte: Digitimes

jorgemoderador

Sou advogado e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Acompanho todos os produtos das Microsoft, inclusive como jogador do Xbox One.

Curta nossa nova página no Facebook!