“Windows 10 ARM” pode dar fruto a nova revolução, assim como o iPhone já foi um dia

Microsoft-Courier

Bem, é com um grande sorriso no rosto que vos digo: todos os rumores confiáveis apontam para uma evolução sem precedentes na computação móvel. Sim, Nadella já disse que voltará com telefones, mas como serão tais dispositivos ainda é um mistério, ou nem tanto assim.

Por anos, todos os sites de tecnologia já falaram sobre o “Surface Phone“, até Steve Ballmer em uma conferência já “brincou” com isso… e a razão é simples…. o iPhone tem sido imbatível e reinado por longos 10 anos e a única empresa historicamente que consegue conter a Apple é a Microsoft. Os produtos da linha Surface já mostram isso,  o Windows dominou, e é por isso que ao longo de tantos anos existiu um clamor para que a Microsoft lançasse o Surface Phone.

A tarefa é simples? Fácil? Longe disso, mas finalmente os rumores apontam para uma solução, rumores de fontes que passaram os últimos anos vazando informações sobre a Microsoft e que nunca erram, logo isso é certo. Se não for lançado é por desistência da Microsoft.

O único jeito de abocanha (não derrotar a curto prazo) é reinventar a roda, assim como o iPhone fez lá em 2007. Mas como a Microsoft fará isso? Apesar do título, vamos falar agora sobre o hardware. O texto abaixo foi escrito por Daniel Rubino do Windows Central.

Microsoft Courier

courier

Todas as evidências sugerem que a Microsoft está preparada para tornar realidade o projeto do Courier que estava até então arquivado. A empresa ficou obcecada com a criação de um dispositivo estilo caderno há anos, e agora as peças estão todas a cair no lugar.

Em 2010, foi vazado que a Microsoft cancelou um ambicioso projeto chamado Courier. O dispositivo de dupla tela executava uma versão personalizada e fortemente modificada do Windows e focada na criatividade em vez do consumo de mídia, como o iPad recém criado da Apple.

Muito mudou nos sete anos desde que Courier foi deixado de lado. O Windows passou por várias iterações, um núcleo unificado do sistema operacional foi concluído, a Universal Windows Platform (UWP) foi lançada, e um novo CEO entrou para rever a cultura interna da Microsoft.

É hora de trazer de volta o conceito Courier em 2018? Não só parece uma boa ideia, mas todas as evidências sugerem que a Microsoft está a caminho de tornar esse dispositivo uma realidade, mas corrigir algumas das suas falhas iniciais.

Microsoft Courier – um breve histórico

O Microsoft Courier era mais do que um dispositivo conceitual. O CNET falou com numerosas pessoas que trabalhavam no projeto em 2010 sobre o produto que possuía duas telas de sete polegadas e é entendido como um caderno digital – principalmente um jornal que permite aos usuários anotarem ideias, compartilhar informações, desenhar e criar tudo em movimento e alavancar softwares modernos.

O projeto foi liderado por J Allard, que também trabalhou no Xbox original. O CNET informa que até 130 funcionários da Microsoft estavam trabalhando no Courier no momento do seu cancelamento. O hardware Protótipo  da Samsung e outros também foram feitos, mas nenhum nunca teve todas as características do conceito final.

Qual o motivo pelo qual o Courier foi cancelado? Enquanto o Courier usava uma forma diferenciada do Windows, não se alinhava com o mantra “One Windows” que estava lentamente sendo construído por Steven Sinofsky, que era então responsável pelo que seria o Windows 8. Courier também não poderia executar um monte de aplicativos que os usuários do Windows estão familiarizados com o e-mail (Allard disse que as pessoas usariam seus telefones ou um PC completo para isso, ironicamente).

Eventualmente, o CEO da Microsoft na época, Steve Ballmer, juntamente com o conselho de Bill Gates, solicitou que o foco de Sinofsky fosse para os tablets do Windows. Courier não se encaixava na então visão da computação comercial e encaminhou-se para uma direção radicalmente diferente. Em vez de ser um PC, Courier foi feito para ser algo complementar.

No entanto, Courier despertou o interesse dos fãs de tecnologia. É um desses dispositivos de sonho que todos querem, mas nenhuma empresa conseguiu fazer isso, mesmo passado tanto tempo.

Courier “… será avaliado para uso em ofertas futuras”.

Tudo sobre o que sabemos do projeto Courier é através de vazamentos e rumores confiáveis. Mas a Microsoft respondeu as notícias de seu cancelamento em um momento raríssimo – ela nunca comenta ou admite rumores de protótipos. O Microsoft Corporate VP, Frank Shaw, disse à CNET em 2010 :

Em qualquer momento, estamos a olhar para novas ideias, investigar, testar, incubá-las. É no nosso DNA que desenvolva novos produtos com novas formas e interfaces de usuário naturais para promover a produtividade e a criatividade. O projeto Courier é um exemplo desse tipo de esforço. Será avaliado para uso em ofertas futuras, mas não temos planos de construir esse dispositivo no momento.

Em outras palavras, enquanto o Courier foi arquivado, a Microsoft pode reavaliar seu uso se as coisas mudarem.

panos-panay

E, na verdade, muito mudou. Vimos o aumento meteórico (e queda sinuosa) de tablets como o iPad. O Windows 8 e o irmão do Windows RT quebraram e queimaram. Os telefones celulares tornaram-se a nova plataforma dominante, e o Windows 10 inaugurou uma nova era de colocar o Windows em “todos os lugares”.

Começando com o Windows 10 “Redstone 2“, a Microsoft tem se concentrado fortemente na criatividade, empurrando essa ideia de usar PCs de novas maneiras que não era possível antes. Com o exemplo, a empresa criou muitos dispositivos Surfaces como Surface Pro, Surface Book e Surface Studio para empurrar a ideia da caneta, criatividade e uso da realidade aumentada. [a caneta tá em tudo]

surface-studio-2

Aplicativos como o OneNote ocuparam um lugar central na suíte do Office da Microsoft ganhando cada vez mais recursos criativos. Na verdade, voltando ao ano de 2010, alguns dos recursos descritos para Courier são agora uma realidade:

Os designers que trabalhavam no Courier apresentaram noções inteligentes sobre como o papel digital deveria funcionar. Uma das ideias era criar “tinta inteligente“, dando vida ao texto, por exemplo, propriedades matemáticas. Então, quando um usuário escreveu “5 + 8 =” o número “13” preencheria a equação automaticamente.

Esses recursos agora existem hoje no OneNote e o aplicativo Whiteboard da Microsoft também foca nisso. [Note como tudo se encaixa]. O Courier de 2009 tinha um menu de caneta radial, semelhante ao que existe hoje no Windows 10. O Surface Mini cancelado, e ele era dito possuir uma experiência de bloco de notas.

Até mesmo Dona Sarkar, que lidera o Programa Insider do Windows, tem falado coincidentemente sobre o valor dos cadernos ultimamente:

A Microsoft parece ter uma fixação em criar um caderno digital há quase uma década. E quando você mergulha nas imagens conceituais do Courier, não demora em ver alguns de seus DNA nos dispositivos de Surface modernos de hoje ou muitos dos novos recursos que já vieram ao Windows 10.

A Microsoft agora possui uma loja de livros digital completa com o suporte EPUB com habilidades, o Microsoft Edge foi criado focado na caneta digital. Por quê? A adição sempre parecia estranha. Livros digitais não eram algo que muitos usuários estavam clamando, mas se a empresa planeja um novo dispositivo Courier, isso faz todo sentido.

Andromeda será o Courier renascido?

cshell-logo

Em vazamentos sobre “Andromeda” – uma das poucas camadas de composição encontradas no próximo sistema operacional Windows Core, também relataram que há um componente de hardware para o projeto móvel.

Editor sênior do Windows Central, Zac Bowden descreveu o projeto em outubro :

De acordo com nossas fontes, o dispositivo Andromeda é um protótipo de hardware; um tablet dobrável que executa o Windows 10 construído com o Windows Core OS, juntamente com a CShell para tirar proveito de seu fator de forma dobrável … Disseram-me que o dispositivo coloca a caneta e a tinta na vanguarda da sua experiência, com alguns protótipos abrindo com um aplicativo estilo caderno vinculado ao OneNote com suporte para suas opções habituais de tinta através do Windows Ink. O próprio aplicativo de notebook é projetado de forma a imitar a escrita em um caderno real, com páginas virtuais espalhadas pelo dispositivo dobrável.

As recentes patentes da Microsoft parecem surpreendentemente semelhantes ao que Courier deveria ser:

patente-suface-phone-3

Recursos adicionais no hardware “Andromeda” é que o ele possui o tamanho de smartphone grande e moderno com recursos de telefonia (faz ligações, etc.), e isso parecer ser uma nova categoria – a fusão de ideias existentes. Na verdade, voltando ao final de 2015, a equipe Surface já tinha dito que não lançará apenas um telefone, mas algo totalmente novo.

A história do Courier, Surface Mini, as patentes recentes e a obsessão da Microsoft com cadernos, um dispositivo como o Andromeda, parece inevitável. Inovações recentes como o Windows 10 no ARM para experiências 4G/LTE com PCs “Sempre conectados” tornam esse conceito ainda mais acessível.

Veremos o retorno de um Courier em 2018? Literalmente, tudo o que a empresa está desenvolvendo (ou já lançou) está sentando as bases para esse dispositivo, e dos vazamentos confirmados só restou esse a ser cumprido. Pelo menos desta vez, as ideias ambiciosas por trás do Courier original parecem mais realistas com a tecnologia de hoje e com o Windows 10. Mas a Microsoft aguentará até o momento certo.

É esclarecedor ler um comentário de usuário em 2009 sobre as notícias sobre o Microsoft Courier: “Duas palavras: Jogo. Mudando. Isso poderia ser o mesmo para o mundo do computador que o iPhone foi para o mundo do celular“.

Quase nove anos depois e muito mudou com a computação, mas ainda não existe nada como Courier. A Microsoft está pronta para que isso aconteça finalmente? Vale notar, não estamos falando de apenas um PC completo que cabe no bolso e pode ser usado como um smartphone, como se isso não fosse o suficiente, poderá ser algo ainda maior nunca visto antes que facilitará a vida de estudantes e profissionais, e servirá de modelo para que mais fabricantes ampliem os nichos.

104 comments on ““Windows 10 ARM” pode dar fruto a nova revolução, assim como o iPhone já foi um dia

  1. Não será um caminho fácil. Nunca foi. Mas a Microsoft tem toda a capacidade de retornar com força total ao universo mobile, inaugurando uma nova categoria de dispositivos conectados e alto poder de processamento. E isso é importante, pois você seu hater, saiba que sem a concorrência entre empresas o único a perder é o usuário. Apenas aceite!

          1. Cara, eu tenho certeza que ele é a Raposa que gosta tanto de passar vergonha que resolveu criar outro perfil pra isso.

    1. “E isso é importante, pois você seu hater, saiba que sem a concorrência entre empresas o único a perder é o usuário. ”

      Vou lembrar disso quando você desejar a morte da Google, novamente.

        1. Poxa raposa, sempre gostei das suas postagens, mas empresa de publicidade? Sério? Ela pode ganhar muito dinheiro com publicidade, mas poxa, minimizar tudo que ela faz, que ela mim me atende demais, a só publicidade.

          1. Se para for divertido para você testemunhar um sujeito extremamente arrogante e inseguro de si mesmo tentando se afirmar em cima dos outros só por ter um selinho da Microsoft no curriculo e por morar nos EUA, garanto que será um prato cheio.

          2. Ahhhhh, #Techmanja, já sei. Infelizmente.
            Diz a ele que no meu All in One tem um selo da Intel Inside, nem por isso fico me amostrando.

          3. É o pai dessa família.

            Uma coisa é você crescer profissionalmente, intelectualmente, e usar isso a favor de seu público.

            Outra é usar isso para auto promoção e para colocar todos que possuem uma opinião diferente para baixo.

            Aquele blog já foi muito bom, acredite.

    2. Vamos primeiro analisar:

      1 – O produto tem que ser acessível também, até agora só foi mostrado processadores caros e potentes, para um produto ser sucesso, ele precisa estar acessível a todos e não somente uma parcela, isso que torna o Android o mais usado, ele esta em todos os mercados e todo tipo de consumidor tem acesso a ele.
      2 – Microsoft esta queimada perante ao consumidor final, e o próprio Nadella percebeu que ele errou e falou isso numa entrevista.
      3 – Consumidor gosta de praticidade, aparelho com duas telas que fecha, abre, fecha abre não é prático, por isso celulares Flip nunca roubaram as vendas dos de formato barra. Sem mencionar que aparelhos de duas telas, são sempre mais caros.

    3. “Mas a Microsoft tem toda a capacidade de retornar com força total ao universo mobile”

      Hauahauahahauahauahauahauaha, baseado em qual sucesso no mercado mobile da Microsoft você afirma isso?

  2. vieram os tablets e morreram qdo os dois em um, muito mais produtivos, tomaram o lugar…. “mas mas Pedro o ipad ainda vende mais” é mesmo? olha o gráfico de crescimento dos dois em um perto do tablets… em pouco tempo passa. Especialmente agora com com snapdragon na parada (envy 2 tá menos espesso e com mais bateria q um ipad) o ultimo fator q era a portabilidade mais simples (q somente um processador arm resolve) foi feito, o novo device roda nativo em arm64 e traz de volta a Microsoft para esse mercado, quase todas as peças do courrier já estão prontas, está faltando agora a cshell, para trazer um design uniforme entre todas as plataformas Microsoft…. vai vendo, Microsoft tá voltando com tudo
    e para a galera q fica hateando eu pergunto : – Vocês se veem daqui a dez anos usando os mesmos tipos de smartphones de hj?

    1. “e morreram qdo…”

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  3. “Assim como o iPhone já foi um dia”

    como já foi um dia? hoje o iphone representa quase 90% do faturamento dos smartphones em todo o mundo

    1. Ele quis dizer que o iPhone um dia foi revolucionário. E realmente, um dia foi.

      Atualmente ele só atualiza hardware e copia o que os outros fazem

      1. Quando algo revoluciona ele continua sendo revolucionário até que outra coisa ocupe o lugar.

        Iphone revolucionou o smartphohe, ok. E quem revolucionou depois? Android? Windows Phone? Não.

        Então iphone continua sendo revolucionário.

  4. Isto é alucinante, mas alguém vai trocar os práticos, ergonómicos,baratos(em geral), smartphones por algo, de tela dupla, só por rodar Windows full??? Mas ter um nicho de mercado que nem deve chegar aos 3% já é chamado revolução? Alguém vai deixar de ter um PC, potente, em casa para andar com um (+-) no bolso, quando vai depois necessitar de rato, teclado, e monitor…, vou gastar mil euros numa meia merda, se por esse preço, tenho bom PC e um bom Smartphone (médios, mas mais que aceitáveis )?
    É já agora, foi exactamente o sistema, Windows, mobile/phone /Arm/ou o que quer que seja, que não foi aceite pelo mercado /consumidores.

    1. Cara, em particular, eu não curto a ideia de duas telas, mas acredito que para muita gente vai servir. Como o smartphone supriu muita coisa, esse dispositivo vai servir para muita gente que está com smartphone e um notebook na mochila. E no final das contas um dispositivo desse servirá para ele.

      É questão de necessidade (criada ou existente) e adaptação. Tudo na história sempre foi assim.

      Será que um dia alguém já não questionou o celular?
      “Lembro que muita gente dizia: eu que não vou usar um telefone gigante na cintura, que ridículo, etc…”

      Hoje a gente diz que não precisa, até precisar!!!

      Em relação a preço, disponibilidade, isso é o tempo que responde, de novo, como o próprio celular que custava o preço de um carro antigamente.

      1. Não vai, pois os telefones simples Flip tinha esta mesma intenção, ser diferente, mas não era prático. Veja que as pessoas gostam de praticidade, então deveria investir em telefones em barra, poir que é isso que a pessoa quer. Duas telas torna o produto ainda mais caro, mais caro para consertar, e não é prático.

        1. Jesus, Rodrigo, quantos anos você tem?

          Flip foi bem aceito na década de 90 e começo de 2000. Tanto é que a Samsung está trazendo o mesmo conceito de volta, mas esse da Samsung eu não acredito que vá decolar, não por caus do flip, mas sim pelo preço e especificações.

          De novo esse papo de preço?
          Vira o disco, filhão. Se tem gente que paga 1000 dólares em iPhone X, acha que não iriam pagar 700 em algo que atenda as suas necessidades?

          A praticidade vai andar de acordo com a necessidade.
          Mais caro para consertar? Caramba, meu!!! Quem conserta coisas em massa hoje em dia? Não leve nível Brasil como referência, aqui a gente manda arrumar cosias pois os preços de novos são alto demais.

          Necessidade + desejo + demanda. Regrinha básica do MKT.

          EMPRESAS CRIAM NECESSIDADES OU ATENDEM AS MESMAS..

          Sou da época em que para se ter telefone fixo pagava-se o preço de uma casa. E mesmo assim as pessoas compraram.

          O sucesso deste ou outro dispositivo qualquer do gênero, vai depender exclusivamente da criação de uma necessidade ou atender a mesma.

          Ficou mais claro?

          1. Não foi bem aceito, vendia, mas não foi bem aceito. Se fosse bem aceito, os Smartphone já teriam várias versões desta, e para de tentar parecer adulto ao dizer quantos anos eu tenho, garanto que tenho mais que você. Não fará sucesso, Flip era uma moda que chamou atenção na época, mas depois o povo viu que não era prático, vendia muito menos que os telefones de barra. Necessidade + desejo + demanda não esta aumentando as vendas dos Tablet 2 em 1, as vendas são fracas se for considerado a tal necessidade e o desejo. Principalmente que a Microsoft mostrou o modo Continnum, muito mais prático, e agora quer vender uma ideia de um telefone de duas telas, que torna o produto caro até mesmo para consertar, é o ideal… Sonha jovem, sonha.

          2. Você é burro ou se faz?

            Onde que não fez sucesso? Na sua terra natal, Acre?
            Adulto? Hum…deixa eu ver, tenho 38 anos, formado em TI, Pós em MKT, Mestrado em TI, tenho minha pequena empresa, pequena pois só tem 4 funcionários, mas é próspera, se Deus quiser. É, sou um menino ainda!!!

            Telefones em barra eram mais baratos, seu burro. kkkkkkkkk. Telefones com flip eram bem vendidos lá fora onde o povo de lá tem grana. kkkkkkkkkkkkk, que burro

            Jesus, entra nos fóruns pagando de especialista e só fala besteria…

            Aprenda o que é MKT, depois vem conversar comigo.

            De novo, “cê é burro”?

            Vendas de dispositivos 2 em 1 não vendem porque as pessoas não querem? kkkkkkkkkkkkkkkkkk. Preço, especificações não contam, claro, kkkkkkkkkkkkkkk.

            Tu não cansa de passar vergonha nos fóruns? Wteam, Tecmundo entre outros só dá você levando toco, kkkkkkkkkkkkkkk

            Eu nem entro em detalhes, não vale a pena. Precisa estudar mais, crescer, comer feijão para depois entrar aqui e pagar de grande conhecedor do mercado tecnológico.

            Tenho pena de você, só mais um…

          3. As pessoas entram na internet achando que sabem de tudo por trás de uma tela, mas esquecem que quem está do outro lado é uma outra pessoa, talvez mais gabaritada que ela.

          4. É verdade, DGV, mas não esqueça também que você não precisa levar isso aqui tão a sério.

            No fundo, bem lá no fundo mesmo, todo mundo está aqui só para se divertir.

      2. Mas o que se dá a entender neste texto é que se vai, ou pode, mudar de paradigma. A Microsoft vai apresentar algo tão potente, se bem que não tão prático, que vai inverter a tendência do mercado.
        Você já pensou que se pode ter atingido o limiar daquilo que as pessoas necessitam? Para o mal ou para o bem, há uma razão prática para os smartphones não terem mudado em nada a não ser no tamanho das telas, e agora na proporção em relação à moldura,e você de certo reparou que com os telemóveis antigos, as formas eram muito, mas muito distintas as das outras.

        1. Perfeito. Mas a questão toda é que somos influenciados por tudo e por todos. Se ainda não mudamos é porque ainda não temos o que queremos ou precisamos. Nesse caso específico, estamos falando de algo que na minha opinião e visão particular, não será um divisor de águas, não neste momento.
          A história responde essa e outras questões. A nossa cultura, ser humano, sempre implica com o novo. O novo é visto como algo ruim sempre até a gente precisar ou ver alguma figura influente aderindo.
          O exemplo que citei é em relação ao novo, tal qual estamos vendo agora.

    2. Isso mesmo Paulo. Vamos analisar o mercado quando os telefones eram simples? Eles criaram os Flip, que abrem e fecham e o aparelho fica mais compacto para levar, porém, veja que os Flip não eram e nunca foram preferência do consumidor, o consumidor curte praticidade, por isso compravam aparelhos na forma de barra, sem mencionar que os Flip eram sempre mais caros que os de barra, pois eram duas peças, estes produtos ai que a Microsoft que reiventar não dará certo, pois ficarão mais caros, o povo curte praticidade, deveriam ter investido e muito no Modo Continnum e pronto.

  5. Vou falar a minha opinião:
    A ideia de um aparelho “smartphone” que é dobrável e que pode se tornar um tablet ao ser desdobrado é incrível, adaptar windows 10 PC em processadores ARM tornando o tablet um computador móvel também é incrível, mas vamos às deficiências do sistema atual.
    1º A loja está longe de ser uma play store da vida, aplicativos básicos como Whatsapp (que só tem para o windows phone), snapchat (que não tem na loja do windows) e milhares de aplicativos variáveis que não tem na loja do windows mas que tem na play store.
    2º Do jeito que o sistema se encontra, ele é ideal apenas para notebook e computadores, agora para aparelhos celulares ele ainda precisa de uma boa mexida pra ficar legal e intuitivo para mexer nele.
    3º A microsoft deveria melhorar o mecanismo de busca na loja do windows, a loja não consegue filtrar os aplicativos pelas palavras chaves como na play store consegue, se vc digitar qualquer coisa na loja vai aparecer, já no windows se vc digitar o nome errado de um app ele nem aparece no campo de pesquisa, isso é ruim.
    4º O principal de tudo, atrair desenvolvedores para colocar seus aplicativos na loja do windows, sinceramente, tá feio a situação da loja!!

    Resumindo, o windows 10 tem tudo pra dar certo, tem a faca e o queijo nas mãos mas a Microsoft é conhecida por dar mancadas, perder oportunidade, ferrar com os seus clientes do sistema móvel e enfim, de cara eu não me arriscaria num “Surface Messias Phone”. Bom, se ela conseguir revolucionar o mercado e o negócio bombar mesmo, posso até pensar em adquirir um…

    1. A loja é deficiente, isso é nítido. E é sim um problema para se resolver “ontem” e não amanhã.
      Eu não curto duas telas, mas vai depender muito da MINHA NECESSIDADE no momento.

        1. Mas olha que interessante. Com o lançamento do Snap e W ARM um dos problemas que tínhamos era justamente esse, bateria, e veja que bacana, o foco desse novo dispositivo é justamente autonomia. Acho que estamos muito no início para sair julgando e ter alguma certeza de como será, mas temos a certeza de que irão melhorar em todos os aspectos, assim como qualquer outra empresa, outro produto ou segmento faz.

          1. Dispositivos Android usam ARM desde sempre e nem por isso possuem uma bateria extraordinária.

            Se você verificar o consumo da bateria de qualquer smartphone verá que o maior consumidor de energia é justamente a tela, e não o processador.

            Claro que em um laptop trocar o Intel i5 gastador por um ARM fará com que ele dure muito mais, afinal, olha o tamanho da bateria de um laptop.

            Só não podemos esquecer que a bateria de um smartphone é infinitamente menor que a de um laptop, e se uma tela já gasta MUITA energia, imagine o que duas farão.

            Não tem milagre que a Qualcomm possa fazer nesse sentido, ou colocam duas baterias, o que deixaria o dispositivo enorme, ou fazem um dispositivo com UMA tela e mantém o consumo na média atual, oque eu acho o mais correto a ser feito.

          2. Sim, principalmente a bateria de grafeno que a samsung tá desenvolvendo, inclusive o Bolsonaro queria que o Brasil saísse na frente com essa tecnologia pronta para alavancar a economia do Brasil, apesar de tudo que é tecnológico depende das baterias de lítio, o Brasil ia cagar dinheiro vendendo baterias de grafeno desde smartphones até baterias de carros elétricos e etc..

          3. Bom, veja assim. Lembra dos motores de 90? O tamanho e a potência de um motor 1.0 na época era diferente de hoje, maiores e menos potentes. Pois bem, hoje temos motores de apenas 3 cilindros menores e mais potentes. Acho que estamos no caminho, pode ser que agora ainda não tenhamos tal autonomia, mas é um começo.

      1. Acho que vc deve ter confundido o que eu disse, Whatsapp Web é uma coisa, Whatsapp é outra.. Whatsapp que eu me referi foi aquele que vc digita seu número, vc cadastra nele e tals, não é um espelho.. E outra, acabei de procurar na loja de PC pra ver se tinha e tbm não tem nenhum whatsapp..

          1. Sim, mas eu gosto das coisas mais organizadas. Cada aplicativo tem que ser desenvolvido pelo seu criador e não por terceiros.. Enquanto o Windows viver de aplicativos não oficiais desenvolvidos por terceiros, o sistema não vai ganhar credibilidade alguma.. Pra mim é assim cada um no seu quadrado, cada desenvolvedor com seu próprio aplicativo oficial..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *