Carregando...

Xbox Scarlett poderia ser graficamente uma geração acima do PS5

Claro que ainda não estamos em 2020, nem sabemos as especificações finais dos consoles da próxima geração e parece que a guerra (pelo menos na mídia) já começou. A Microsoft já declarou que seu console será mais poderoso que o PS5, mas na mídia já têm rumores de que o console da Sony será mais poderoso – ao menos foi dito por um ex-colunista da IGN. Mas ainda há um longo caminho a percorrer antes de mais notícias e vamos compartilhar os dados que sabemos até agora.

É precisamente o que alguns usuários tentaram fazer, algo que o site NotebookCheck coletou em um artigo. Neste basicamente diz que o Projeto Scarlett usará uma geração gráfica da AMD superior à do PS5, tudo baseado no que foi apresentado até agora tanto na conferência da Microsoft, quanto na revelação do futuro PlayStation e as declarações de Lisa Su, CEO da AMD. Isso, no momento, não significa que um será mais poderoso que outro,  mas é um forte indicador que o Scarlett seria “mais avançado graficamente” do que o PS5.

Para entender isso, devemos explicá-lo brevemente: a chave está no suporte do Ray Tracing de um e de outro. De acordo com a conferência da Microsoft, o Project Scarlett dará suporte ao Ray Tracing por hardware e, segundo a Sony, o PS5 também terá suporte para o Ray Tracing. Mas a diferença é que Lisa Su confirmou que Xbox Scarlett inclui “arquitetura nova geração gráfico RDNA” se estiver usando Ray Tracing totalmente acelerado por hardware, e isso podemos ver no slider abaixo:

O resultado é que, como você pode ver na imagem acima, o PS5 teria o chip Navi de 7nm que permitirá trabalhar com o Ray Tracing, mas cuja arquitetura não sai do GCN, como seria o futuro RX 5700 (que ainda não está disponível) e Scarlett levaria o próximo chip gráfico da AMD, que será baseado em um novo processo FinFET 7nm +, que será completamente RDNA, como confirmado pela empresa.

Em suma, a próxima geração de consoles de videogames PlayStation e Xbox parece estar separada por uma geração de tecnologia gráfica. O efeito in-game da diferença entre “GCN e RDNA” e “Next Gen RDNA” é desconhecido nesta fase, mas parece estranho que a Sony se deixe enganar por uma geração de tecnologia gráfica por trás da Microsoft, talvez o preço seja a chave dessa diferença.

No entanto, teremos que acompanhar mais detalhas para tirar mais conclusões. Até vermos as especificações finais e até mesmo o seu desempenho, não podemos julgar quais serão mais poderosas, mais eficientes ou mais avançadas, mas se assim for, a Microsoft daria um passo futuro muito importante em 2020.

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.