Carregando...

A jornada do Microsoft Andromeda continua

A jornada do Microsoft Andromeda continua


Foi há alguns anos que ouvimos pela primeira vez as palavras do Andromeda e como a Microsoft estava tentando ressuscitar o projeto Courier para criar uma peça de hardware dobrável com duas telas. Desde esses rumores, tem havido muitos altos e baixos como os fãs sonhando para que o dispositivo seja lançado, mas as as últimas notícias afirmavam que o projeto poderia estar morto.

Foi Cerca de um mês atrás que foi vazado um pouco de informação sobre Libra (Surface Go), Carmel (Surface Pro 6) e, claro, Andromeda e, desde então, muitas novas especulações surgiram.

A partir do ano passado, a Microsoft planejava embarcar a Andromeda no final de 2018, mas recentemente, algumas semanas atrás, a empresa colocou os planos no gelo.

Mary Jo escreveu na semana passada que os arquivos necessários para Andromeda não chegariam na RS5 e ela está absolutamente correta em sua avaliação segundo Brad Sams, mas há mais na história. Enquanto alguns supõem que isso significa que o projeto está morto, o que a Microsoft está realmente fazendo segundo Sams é enviá-lo de volta aos laboratórios para que seja significativamente reformulado.

Várias fontes disseram a Sams que a Microsoft planeja reformular o software e o hardware antes de liberar o dispositivo. No momento, o software e o hardware não criam uma solução convincente para a Microsoft e, mais importante, para a marca Surface, e é por isso que, quando chegou a decisão de “ir, não ir” no início deste ano, ele não foi.

E isso faz sentido, já que usaria um processador ARM, o melhor que poderia usar seria o Snapdragon 835, um chip que já é “antigo”. Sabemos que a Qualcomm está trabalhando em novos processadores projetados explicitamente para PCs e pode chegar já no início do próximo ano.

O lançamento possível do dispositivo seria em 2019, com expectativas para o final do ano, caso isso aconteça. Vendo que o dispositivo está voltando para o laboratório para ser revisado, levará algum tempo para que ele seja re-trabalhado e ele passará pelo pipeline de aprovação do produto novamente, mas só será lançado quando for um sucesso garantido.

O problema que a Microsoft enfrentou é que a marca agora é uma linha de produtos premium e que eles não podem arriscar liberar nada que prejudique sua reputação. Se Andromeda fosse lançado e fosse um fracasso completo, isso poderia refletir negativamente na marca Surface e impactar produtos como a linha Pro que vendem bem.

O que você precisa saber sobre o Andromeda é que o projeto ainda está vivo dentro da Microsoft, mas que não será lançado tão cedo. A empresa irá re-trabalhar no hardware e o software, e se não der certo, voltar a trabalhar novamente, até encontrar a fórmula certa. A Microsoft não lançadará  o projeto simplesmente porque a primeira fase está concluída, eles estão tentando fazer isso da maneira certa, para que não tenham outro projeto Surface RT em mãos.

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.

Curta nossa nova página no Facebook!