Carregando...
0 1

Estúdio abandonará jogadores do PS4 por conta das políticas do crossplay da Sony

Estúdio abandonará jogadores do PS4 por conta das políticas do crossplay da Sony

ps4-xbox-nintendo

Parece que a importância do crossplay começa a ganhar terreno antes de outros aspectos, como, por exemplo, o número de usuários em potencial. Recentemente, o CEO da Epic Games, o conhecido Tim Sweeney, anunciou que a última barreira entre a Playstation e a Xbox inevitavelmente cairá. E agora, a partir de um Xbox One você pode jogar (se o jogo suporta) com outros usuários do PC no Windows 10 e Steam, e até mesmo com jogados do Nintendo Switch, que também suportam o crossplay.

No entanto, embora PS4 também faça crossplay, só faz isso com o PC, impedindo a plena integração da comunidade e prejudicando a união dos jogadores independentemente da plataforma que escolheram. Isto gerou um duro impacto para os desenvolvedores de Aftercharge, um título de ação multiplayer interessante, como foi relatado pelo site Twinfinite, que trouxeram declarações polêmias logo abaixo.

No mesmo artigo, eles explicam que eles têm falado com Laurent Mercure, da Chainawesome Games, em relação à omissão do popular PS4 na lista de plataformas em que o jogo irá será ser lançado:

É muito muito simples. É um jogo que funciona melhor no PC no sentido em que o maior público dos shooters estão no PC. Sempre fomos bons amigos da Microsoft, lançamos nosso jogo anterior, Knight Squad no Xbox One e até mesmo em Games with Gold. Então, sempre tivemos um bom relacionamento com eles e isso se encaixa perfeitamente como a nossa primeira plataforma no console. E é claro que também temos um bom relacionamento com a Nintendo e eles permitem o cross-plataforma.

É claro ler o que o Sr. Mercure disse, que uma das razões para não lançarem o jogo para o Playstation 4 é precisamente o seu magnífico relacionamento com a Microsoft. Mas ele também aproveita a oportunidade para acrescentar que apostar em um lançamento em crossplay isolado pode ser um grande risco se ele não sobreviver com seus próprios usuários.

Logo, unir jogadores do PC, Xbox e Nintendo pode ser uma aposta mais segura do que aderir as políticas de isolamento da Sony.

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.

Curta nossa nova página no Facebook!