Carregando...

Ray tracing será o futuro dos jogos, de acordo com a Epic Games

Ray tracing será o futuro dos jogos, de acordo com a Epic Games

hulk-filme-vingadores-750x380

Durante a Conferência de Game Developer de 2018, a tecnologia Ray tracing teve um grande papel. A NVIDIA anunciou a sua tecnologia RTX para a GPU Volt e a Microsoft revelou a API DXR integrada no DirectX 12 que funciona nas máquinas atuais. Ao longo deste ano, o Metro Exodus deverá ser o primeiro jogo a suportar este tipo de tecnologia. No entanto, é óbvio que vai demorar um pouco até que obtenha amplo suporte em toda a indústria, mas os principais estúdios já manifestaram apoio.

O Ray tracing é uma ferramenta muito comum que tem sido usada há várias décadas no cinema ou na fotografia digital, agora parece que ela quer emergir nos videogames. Essa técnica de renderização de imagens imita o comportamento da luz no mundo real dentro do universo virtual. O Ray tracing imita o processo no qual a luz circula pelo espaço físico até atingir um objeto e atingir o receptor, o olho humano. No mundo virtual, o raio passa por cada pixel e colide com os diferentes modelos de uma determinada cena. Desta forma, interage gerando reflexões, refrações e sombras até atingir um objeto opaco ou saltar um certo número de vezes. O resultado disso são imagens fotorrealistas.

Em uma entrevista interessante para o MCVUK, o co-fundador da Epic Games, Tim Sweeney, comentou que os estúdios que iniciam novos projetos “triplo A” devem definitivamente pensar em implementar esse tipo de tecnologia em seus jogos.

“Acontece que a cerca de 25 teraflops por segundo, o Ray tracing se torna a melhor maneira de produzir pixels realistas. A demonstração que ensinamos em parceria com o ILMxLab é o primeiro passo nessa direção. Parte da cena é renderizada e outra parte usa Ray tracing, todas as sombras e reflexos vêm dessa tecnologia e, assim como os filmes, os mecanismos de jogos vão adotar isso mais tarde.

Você verá mais e mais elementos do Ray tracing em nossas cenas, e acredito que dentro de dez anos você não encontrará mais do que esse método em nossos mecanismos. Todo mundo que está iniciando um projeto triplo A, todos devem pensar no Ray tracing”.

Parece que a Epic Games foi claro, o Ray tracing é o futuro dos motores de videogame. Vamos ver se pouco a pouco esta tecnologia está sendo implementada nos títulos que serão lançados no mercado. A Microsoft tem apostado nisso fortemente, e a E3 está logo ali.

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.

Curta nossa nova página no Facebook!