Preparem o coraçãozinho, temos uma nova entrevista com o atual CEO da Microsoft, Satya Nadella. Faz um pouco mais de três anos que Satya... Satya Nadella: “Windows 10 será apenas um”, vamos esquecer o passado com nova categoria

satya-nadella-wins-micro

Preparem o coraçãozinho, temos uma nova entrevista com o atual CEO da Microsoft, Satya Nadella.

Faz um pouco mais de três anos que Satya Nadella se tornou o novo CEO da Microsoft, e podemos dizer que ele já deixou sua marca na história da Microsoft. Sob o seu reinado, vimos a Gigante de Redmond com sucesso introduzir o Windows 10 “Como um serviço do Windows“, aumentar o número de assinantes do Office 365, e o Azure junto com o Surface virarem um negócio de bilhões de dólares.

As ações da Microsoft também atingiram o recorde de maior valorização de todos os tempos, algo que deixou Nadella provavelmente muito contente. No geral, o novo CEO tem boas razões para estar orgulhoso do que a Microsoft tem conseguido nos últimos três anos, mas existe uma mancha negra em sua gestão: Windows Phone.

Hoje, o pessoal da Business Insider publicou uma longa entrevista com Nadella discutindo o passado, presente e futuro da Microsoft. Nós vamos destacar algumas partes da entrevista, abaixo ele fala sobre a visão da sua liderança:

Uma das principais coisas no ramo de tecnologia em particular é que você precisa ser capaz de ir até o limite. Em outras palavras, por exemplo, quando você é uma empresa de sucesso, você tem um bloqueio entre a ideia, conceito, sua capacidade e cultura. Se você é bem sucedido, isso significa que você acertou na ideia e sua cultura reforça.

Agora, o desafio é que, em algum momento, o conceito precisa ser substituído por uma nova ideia. Caso contrário, como você vai haver renovação? E a fim de construir um novo conceito, você precisa construir uma nova capacidade e que é onde sua cultura pode ficar no caminho. Então um dos principais desafios da liderança é ser capaz de reconhecer: quando é o momento de pressionar por novas ideias.

Para ilustrar isso, Nadella deu o exemplo da Microsoft contratar engenheiros de silício há anos, que mais tarde passaram a trabalhar na descoberta de inovações tais como HoloLens ou o FPGA (campo Programmable Gate Array) chips que Microsoft agora usa em seus centros de dados. “É um dos desafios fundamentais da liderança e você tem que acertar: você não pode estar muito longe, não pode estar muito longe. “, acrescentou Nadella.

O CEO também tinha algumas palavras interessantes sobre os futuros dispositivos da computação, explicando que a Microsoft definitivamente vai estar presente de todas essas novidades [Celulares também]. E mais importante, Nadella acha que o futuro da computação está sendo diferentes dispositivos que trabalham em sinergia [significado de Sinergia: pode ser definida como uma combinação de dois elementos de forma que o resultado dessa combinação seja maior do que a soma]:

Estávamos ansiosos para criarmos a categoria 2-em-1, que é a que mais cresce entre os PCs. Estamos muito animados com o Surface Studio e que significou reinventar o que é o computador desktop. Estamos também muito animados com o Surface Hub como um computador para salas de reuniões, claro também sobre HoloLens e a realidade mista. Então para mim, as novas formas de computação é o que nós queremos construir para os consumidores. Mas é importante que, em vez de pensar que cada um destes funciona como um computador independente, achamos que eles têm que formar um tecido de dispositivos para você.

Um único dispositivo não é limitado a fazer uma única tarefa

O que isso significa para o futuro do Windows 10? “Quando falamos do Windows 10, não é mais sobre um sistema operacional de um único dispositivo, é um sistema operacional para todos os seus dispositivos,” explicou Nadella. “É como estamos tentando não só enfrentar o desafio inovador de trazer coisas novas para a vida, mas também lidar com a complexidade social de muitos dispositivos em sua vida“, acrescentou.

E o resultado disso tudo?

Há 400 milhões dispositivos que executam o Windows 10, último dado veio do mês de setembro, mas é seguro assumir que a maioria deles são PCs. A Microsoft não tem vendido muitos smartphones, o Hololens é apenas para desenvolvedores e os dipositivos dos parceiros com Realidade Virtual chegam só no próximo semestre e devem demorar para se tornar populares.

Então, Satya Nadella poderia estar pensando em novas categorias de produto? O CEO respondeu esta declaração otimista:

Cada vez que você acha que toda a tecnologia já foi criada, tudo que você precisa fazer é olhar ao redor e então há algo novo que nasce com uma nova ideia. Com certeza posso dizer uma coisa: que vai ter mais inovação em nossas vidas do que o que aconteceu no passado.

Em suma: um único sistema para todos os dispositivos, nova categoria com mais inovação que no passado e novas formas de computação para os consumidores. A Microsoft vai participar de todas as formas de computação futuras.

Lidem com isso. Acho que entendemos o recado.

jorgemoderador

Sou advogado e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Acompanho todos os produtos das Microsoft, inclusive como jogador do Xbox One.

Curta nossa nova página no Facebook!