Carregando...

Windows 10 vai consumir mais memória RAM, e isso é bom!

Windows 10 vai consumir mais memória RAM, e isso é bom!

vgerenciador-de-tarefas

Apesar de não parecer, esta é uma boa notícia. A próxima build do Windows 10 que a Microsoft enviou aos membros do programa Insider, entre muitas melhorias, vai acabar com uma prática que começou no Windows 2000.

16 anos atrás, os requisitos mínimos para executar a última versão do Windows eram de apenas 256 MB de RAM. Contudo, a quantidade de serviços pré-instalados continuou a crescer, e assim a empresa decidiu agrupá-los em um processo chamado “Service Host”, a fim de conservar a memória. Simplificando, se você abrir o Gerenciador de Tarefas no seu computador, você deve ter notado que sempre se repete na lista de processos “Svchost.exe” (foto acima).

A Microsoft descreveu em no Blog do Windows que os Service Host agora serão divididos em processos separados em  PCs com 3,5 GB de RAM ou mais. Se o computador tiver esta quantidade de memória, você vai ver um aumento no número de processos no Gerenciador de tarefas.

Se sobra RAM, temos que aproveitá-la

A motivação por trás disso é simples: a quantidade de memória disponível para as máquinas modernas é muito maior do que o tempo em que essa função foi introduzida pela primeira vez. E a empresa afirma que os services separados oferecem várias vantagens significativas no desempenho:

  • Quando um service em um grupo falhar, todos os serviços que estão com ele também falham. Após a mudança, isso não ocorrerá mais, já que o service pode ser fechado individualmente.
  • O Gerenciador de Tarefas vai exibir informações mais detalhadas sobre o que acontece nas informações do sistema. Você saberá exatamente o uso da CPU, memória, disco e rede de cada service.
  • O isolamento de processos e o estabelecimento de permissões individuais para cada um aumenta a segurança do sistema.

Em suma

Tudo isto significa que provavelmente verá um aumento no consumo de RAM do Windows 10, mas para a maioria dos usuários com máquinas modernas com memória suficiente não será nenhum problema e sim uma vantagem. Embora a mudança só terá efeito em computadores com mais de 3,5 GB de RAM, aqueles abaixo de 4GB poderão sentir um impacto negativo.

Mas calma, este ainda é um recurso experimental em que ainda sendo trabalhado, e os Insiders receberão primeiro. No entanto, é uma atitude que faz sentido e certamente irá chegar a próxima grande atualização do Windows 10, codinome Redstone 2.

Fonte: WinBeta

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.

Curta nossa nova página no Facebook!