A inXile confirma que seu RPG para Xbox Series X usará o Unreal Engine 5

A inXile Entertainment confirmou que seu RPG para a próxima geração usará o Unreal Engine 5. Infelizmente, a equipe não revelou detalhes adicionais, pois está comprometida com o Wasteland 3. Obviamente, o jogo será lançado para Xbox Series X, mas não sabemos nada sobre Xbox One ainda já que o título não tem data e nem se quer foi anunciado formalmente.

A inXile está atualmente ocupada com o Wasteland 3, que será lançado em 28 de agosto. Teoricamente, um novo projeto levará alguns anos. Assim, pode ser que o título saia 2022 ou 2023. Contudo, os estúdios da Xbox Game Studios foram reforçados e a grande maioria trabalha em jogos paralelos, então tudo é possível, e talvez não vamos ter que esperar tanto.

Brian Fargo, o líder da inXile, ratificou o uso da Unreal Engine 5 no próximo RPG no Twitter:

Infelizmente, não há mais nada a acrescentar aqui. Será interessante ver se este próximo jogo da inXile terá um ponto de vista isométrico. Será que conheceremos ele em breve? O que vocês acham?

57 comments on “A inXile confirma que seu RPG para Xbox Series X usará o Unreal Engine 5

  1. Interessante, foi uma excelente escolha, principalmente se eles conseguirem usar as tecnologias Lumen e Nanite em contraponto ao Ray-Tracing. No entanto, eu estava esperando que a Microsoft transformasse a SlipSpace Engine em uma engine universal para todos os estúdios da empresa. Enfim… Com essa declaração, não tem desculpa pra RPG com visão isométrica, e eu já espero algo da grandeza de Zelda ou Final Fantasy

    1. Concordo, esse estúdio agora tem grana pra fazer grandes jogos AAA, e ninguém merece jogos de visão isométrica que não correspondem a essa realidade. Tô ansioso por Julho pra ver o RPG da Playground Games, que imagino que será referência para a InXile e Obsidian no que diz respeito ao que esperamos dos estúdios e desses tipos de jogos.

      1. Calma lá, jogos de visão isométrica podem ser incríveis, como o Age of Empires, por exemplo. Certo que de tanto ouvir asneiras ao decorrer dos anos, a gente fica meio que ansioso por um ‘certo padrão’ de jogo, que envolve mundo aberto e jogabilidade em terceira pessoa, mas isso não quer dizer que caso o jogo a ser lançado for mesmo em visão isométrica, ele vá ser ruim. Muito embora, eu também concorde que se o jogo for em visão isométrica, vão querer rebaixá-lo do pedestal de AAA e a própria mídia vai dizer que é só mais um jogo compatível com o Gamepass.

      2. Como assim, está com preconceito com RPGs por causa da visão isométrica? Muitos jogadores gostam desse estilo e é importante tê-los também.

    2. Com certeza isso deve acontecer até para obter maiores lucros mas nao deverá acontecer imediatamente porque Slipspace Engine ainda está sendo feita focada em Halo por isso não terá tantas ferramentas para jogos de outros estilos. Eu não esperaria jogos que não usem visqo isometrica desse estúdio pois essa é a especialidade deles.

      1. Pois eu espero RPGs não isométricos desse estúdio. Pois se vier, será difícil vender como um AAA, pois o marketing não vai casar e os idiotas vão chamar de indie AA.

        1. E não há problemas nisso. Tem público pra esse tipo de jogo e agora o Xbox também mira nos dispositivos portáteis através do Xcloud e PCs então vai vender muito bem. O Xbox Game Pass vai aumentar esse público, as pessoas vão experimentar e algumas vão aderindo. Eu mesmo gosto muito. Nada impede a Exile de fazer RPGs não isométricos mas é difícil mesmo imaginar isso acontecendo pois só vemos jogos deste jeito vindo deles. Essa questão de ser vendido como AAA é um detalhe que vai ficar claro e o foco é no grande público interessado nesse estilo nas três plataformas onde o Xbox irá atender

  2. Graças a Deus.

    Embora não garanta que será AAA fotorrealista. Bloodstained por exemplo é feito na UE4 (até por isso roda porcamente no Switch, o tablet não aguenta).

      1. Não aguenta mesmo!

        Esses dias li que a CDPR colocou cross save entre Steam, GOG e Switch no The Witcher 3. Só escancarou pra que serve o Switch: máquina secundária pro PCzista se divertir quando sai de casa.

    1. Dragon FighterZ e Dragon Quest XI utilizam a UE4 e rodam lindamente no Switch, no caso do Bloodstained pode ter sido tempo e falta de otimização, já que as versões para o PS Vita e Wii U foram canceladas…

      Mas é claro, o Switch não aguenta muita coisa e isso é um fato…

  3. Jorge da uma pesquisada aew;

    Sucker punch admite downgrade em Ghost of tsushima porém aproveitou cada gota de desempenho do PS4;

    Daria uma excelente notícia para os Flames e fanboy war kkkkkkk

    1. O jogo tá rodando a 1440p / 30 fps no PS4 Pro, imagino que no PS4 deva rodar a 900p / 30 fps. Esse deverá ser o padrão também para os jogos do PS5 com as tecnologias e engines da nova geração kkk

          1. Maduro é olhar todo dia para o consoleco Xflop sem nada em 2020 e sonhar cagando achismo em blog sobre um console que não lançou. Tá “serto”!

          2. Mas o console existe e foi mostrado, assim como seus jogos. Pior é confiar no SDD milagroso de um console que não existe kkkkk Pois tudo o que se tem do PS5 é o controle e a logo.

      1. Pior que Assassins. O Sushima é um clone barato do The Witcher com umas coisinhas stealth e combate mais chato.

        Se não me engano é historicamente preciso aqueles combates de samurai com poucos golpes do Ghost, mas é muito menos legal de assistir que em outros jogos.

      2. Pior que Assassins. O Sushima é um clone barato do The Witcher com umas coisinhas stealth e combate mais chato.

        Se não me engano é historicamente preciso aqueles combates de samurai com poucos golpes do Ghost, mas é muito menos legal de assistir que em outros jogos.

    2. Mas é claro que iria ser inferior, olha o hardware que está disposição, bastante fraco. Até porque Ghost Of Tsushima está mais para um game do Playstation 5. Seria melhor se lançasse adjunto com o console. Aí lançariam para o Playstation 5 e para o Playstation 4

  4. Espero que a Inxile mostre o jogo rodando com qualidade muito melhor (4K 60 fps Ray Traycing) que a vergonhosa tech demo do Unreal Engine 5 no PS5.

    1. Quanto a isso temos certeza que jogos First-Party irão rodar a 4k 60fps. Gears 5 já está sendo otimizado para rodar a 120FPS por exemplo. E já estava rodando em 4k 60fps no XSX
      A não ser que use o Lumem, que no caso o 4k pode não acabar sendo nativo e sim dinâmico.

        1. Sim. Os outros estúdios também, e tenho certeza que isto será cobrado, a não ser como eu disse anteriomente utilizem a tecnologia Lumem da UE5

  5. Se puderem voltar a realidade e me ajudar, estou com uma dúvida. Tenho dois consoles, mas quero vender um. Vendo o que teve 3 ótimos lançamento no início do ano (curto 2 deles) e que vai ter mais dois grandiosos jogos já nos próximos dois meses ou vendo o que passou e vai passar 2020 em branco já que a fabricante possivelmente vai ter jogo relevante somente após o lançamento da próxima geração (acho)?

    1. Vende o playsterco , 2 lançamentos dele saem 500 reais e para quem vive no site ( você) provavelmente depende dos 600 reais do governo e ai entrará num dilema . ” Compro comida ou compro jogo ?” , meu conselho é comprar comida pois a revenda desses jogos na OLX não o fará recuperar o investimento .

      1. Kkkk… esse é seu arjumento? Só porque tu loca joguinho em plataforma flopada por 1 real, todos que que fazer o mesmo?

        E você, vai revender ou trocar os jogos que NÃO são seus? Hihihi

        Vai philll…. Mete mais joguinho mediocre nesses lunáticos que tá pouco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *