Carregando...

Bethesda deu xeque-mate na Sony: só lançará The Elder crolls: Legends em consoles com cross-play

A posição polêmica e anti-consumerista da Sony em relação ao suporte cross-play pode ter custado ao PlayStation 4 o próximo jogo Elder Scrolls (versão do jogo de cartas).

Falando com a Game Informer da QuakeCon, Pete Hines da Bethesda deixou claro o quão importante era cross-play e o cross-progression para o jogo. Muito importante, na verdade, Hines indicou que não chegará aos consoles que não suportam esses recursos.

“É nossa intenção para que o jogo saia, tem ter essas coisas em qualquer sistema. Não podemos ter um jogo que funcione em qualquer outro lugar, exceto por essa única coisa. A maneira como o jogo funciona agora na Apple, Google, Steam e Bethesda.net, não importa onde você compra suas coisas, você tem que jogar em outra plataforma, essas coisas estão lá. Não importa em qual plataforma você joga, você joga contra todo mundo que está jogando naquele momento. Não há “Oh, é mais fácil de controlar, ou é uma melhor taxa de quadros neste sistema”. É um jogo de cartas de estratégia. Isso não importa.

“Continuamos a conversar com todos os nossos parceiros de plataforma”, continuou Hines. “Mas esses [termos] não são negociáveis. Nós não podemos fazer uma versão do Legends, onde você leva o seu progresso com você, e outra versão onde você fica dentro desse ecossistema ou está separado de todo o resto. Isso é contra o que o jogo tem sido”.

Hines observou que ele está ciente da situação de Fortnite no console da Sony em não permitir a realização de um cross-play. “Só estou dizendo que essa é a nossa postura. Essa é a nossa intenção e essa é a nossa mensagem. Não é específico para ninguém em particular, mas para todos que estamos falando. Isso é 100% claro. É isso que estamos fazendo, o que precisamos e o que pretendemos”.

Esta é também a primeira vez que a Bethesda fala sobre a posição do cross-play da Sony. Segundo a editora, a Sony é a razão pela qual o Fallout 76 não suporta cross-play entre consoles.

Se o Steam não liberar o cross-play, é bem capaz que Fallout 76 nunca apareça por lá também.  O cross-play é, na verdade, uma vitória não só das empresas que terão maior liberdade, mas do próprio consumidor que terá maior poder de escolha. O problema é os que tem maior participação de mercado parecem que querem manter os consumidores presos a todo custo.

Cabe lembrar, isso não deverá ser um problema para a família Xbox One e Nintendo Switch, pois tanto a Microsoft quanto a Nintendo apoiam essa ideia.

 

Fonte

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.

Curta nossa nova página no Facebook!