Carregando...

Crackdown 3 foi o título premium mais jogado no Xbox One na semana passada

Embora suas vendas físicas de tenham aparentemente sido um pouco decepcionantes já que o jogo ficou fora do top 10 dos jogos mais vendidos do Reino Unido. Contudo, há dados que sugerem que o Crackdown ainda foi um sucesso no Xbox One.

A True Achievements revelou seu mais recente gráfico semanal dos jogos mais jogados na plataforma, que mostra que Crackdown 3 foi o terceiro título mais popular da semana. Foi superado apenas por Apex Legends e Fortnite, em termos do número de usuários do Xbox que o jogaram, e ambos são títulos free-to-play.

Curiosamente, é a campanha single-player especificamente que alcançou o número 3 nas paradas. O modo multiplayer com o ambicioso modo Wrecking Zone ficaram muito abaixo do nº 22. Talvez por conta da impossibilidade de jogar com amigos ou pelo fato de todos terem preferido “zerar” a campanha antes.

O gráfico da True Achievements é calculado ao analisar contas de usuários do Xbox – uma amostra de mais de meio milhão de pessoas de todo o mundo – para os jogos que eles jogaram na semana anterior, de segunda a domingo. Vale a pena enfatizar que esses jogos são jogados ativamente, não apenas aqueles em que as conquistas foram desbloqueadas.

Um em cada dez desses usuários jogou Crackdown 3 na semana passada, mais que o dobro do número que jogou Red Dead Redemption 2 no mesmo período. Para demonstrar ainda mais a popularidade da campanha single-player, menos de um terço dos proprietários do Xbox que jogaram Crackdown 3 se entregaram a Wrecking Zone.

A razão para a disparidade entre a base ativa de usuários do Crackdown e seus problemas no varejo é quase certamente a inclusão do título no Xbox Game Pass, tornando-o prontamente disponível para qualquer um que já tenha se inscrito – ou mesmo aqueles que se inscreverem para um teste de lançamento.

No Brasil, ficou claro a estratégia da Microsoft em utilizar Leo Stronda em sua campanha publicitária, não para que comprassem o jogo, mas para que na verdade assinassem o Xbox Game Pass. Outra coisa, parece ser claro que os jogadores gostaram da campanha, afinal, ninguém continua jogando o que não gosta.

Jorge Henrique
Sou advogado, jornalista e fã da plataforma Windows há cerca de 10 anos. Faço cobertura em eventos e estou diariamente atento a respeito do universo da Microsoft no que tange aos produtos para os consumidores. Respondo como editor-executivo do Windows Club. Estou no Facebook e no Instagram a sua disposição.