DAZN, o “Netflix dos esportes”, chega ao Xbox One

APerform Group foi a equipe encarregada de dar origem ao DAZN, um novo e inovador serviço por assinatura dedicado exclusivamente ao futebol e, em geral, a todo o mundo esportivo.

A empresa obteve direitos televisivos para a temporada 2018/2019 e transmitirá todos os jogos das séries A e B com algumas partidas exclusivas de várias ligas ao redor do planeta. A este respeito, o Perform Group decidiu disponibilizar o aplicativo oficial de sua própria plataforma de streaming desenvolvida para os consoles do Xbox One. Para aqueles que estavam se perguntando, no momento não há suporte para o Windows 10, mas você pode usar confortavelmente o site.

Quanto ao catálogo futebolístico, é possível assistir ao vivo aos jogos dos campeonatos alemão, francês, espanhol, inglês e italiano, além da Champions League. Quanto aos vídeos disponíveis, há os lances mais perigosos de partidas envolvendo seleções e até mesmo de times brasileiros pelos campeonatos locais.

Além do futebol, você terá acesso a vários esportes como se tivesse assinado um plano de TV a cabo, inclusive fórmula 1, tênis, rugby, entre outros. A parte ruim é que o serviço só está disponível para quem mora Alemanha, Áustria, Itália, Suíça e Japão isso tudo custa 10 euros por mês. É por isso tudo que Dazn está sendo chamado de “Netflix dos esportes”. Você pode assinar um mês grátis.

Apesar de não estar disponível no Brasil, site oficial do Dazn estimula a enviarem mensagens pedindo que a plataforma funcione em mais países. Caso ainda queira provar, o acesso de originem do nosso país só será concedido via VPN. Clique neste link para ter acesso ao aplicativo no Xbox One.

40 comments on “DAZN, o “Netflix dos esportes”, chega ao Xbox One

    1. Peguei o PUBg digitial numa “promoção” na Kabum por 100 (incluindo o frete). Já vi em algum lugar explicando o motivo de estar tão barato a midia física é porque o disco é praticamente inutil de tanto que o jogo mudou desde o lançamento do beta.

  1. Conversa fiada essa parada de geração Z não vê TV a cabo
    Falta e dinheiro pra pagar

    A tv tv oferece comodidade a um preço, paga quem pode ou quer

    Assistir futebol oline e uma bosta, delay de um dia e se não tiver uma conexao bem legal, nem consegue assistir nada

    1. Assisti vários jogos da Copa em 4k no app da minha Samsung.
      Sem queda de sinal.
      Comece a rever seu conceito, você está em 2018 e não em 2010 mais.

  2. As operadoras de tv a cabo aqui no br tem que começar a vender iptv.
    Melhor coisa que existe, pacote completo de tv a cabo por R$30 por mês.
    O ruim por enquanto é que o serviço não sendo oferecido por operadoras, quem fornece internet e vende tv a cabo, pratica o traffic shaping.

    1. O problema é que nossa internet ainda não aguenta tanto tráfico de dados. As empresas de internet estão doidas pra limitar o tráfego de dados. E outra caiu a internet você não vê nada. Isso seria legal se fosse pra frente o projeto de internet via rede elétrica

      1. aguenta sim, fazem de má vontade.
        eu consigo ver stream no twitch, mixer, netflix, prime video, live em youtube, tudo, sem problema algum, a iptv eles gostam de ferrar a banda pra pessoa se irritar e contratar tv a cabo.

          1. não é questão de ser fanboy de tv a cabo, é que ele acredita no monte de lorota que contam sobre a internet.

          2. Pode ser. Mas olha a resposta do cara pra mim aqui em algum lugar. Ele ficou pistola e já veio com umas neuras de bebida, de não gostsr de esporte.
            Mas realmente não deve ser usuário hardcore de tecnologia, senão não falaria essas bobagens de 2009.

          3. pode ser alguém que trabalha com tv a cabo e tá meio que se cagando de não ter futuro.
            igual o pessoal que faz instalação de parabólica.

      2. Cara, não sei a largura da tua banda de Internet, mas hoje, com uma conexao de 10mb já dá pra fazer tudo isso que você tá falando que não dá.

  3. O EI (esporte interativo), acabou com seu canal a cabo por considerar o modelo tradicional obsoleto e inviável, ainda mais se considerando o momento de grande recessão que passa o Brasil. Isso vai de encontro com os dados que a Anatel divulgou que, em 2017, 938 mil famílias cancelaram suas assinaturas de canais a cabo. O mercado aponta apenas 18,7 milhões de lares no país com esse serviço. Ou seja, uma fuga em massa para outras mídias.

    Inclusive os executivos do grupo AT&T, responsáveis pelo EI, apostam que a transmissão esportiva via Streaming é o futuro, uma tendência irreversível. E eu creio que eles tem razão, as evidências estão todas aí para corroborar.

    1. Eu sou ávido entusiasta da tecnologia.
      Parei de assistir Televisão aberta ou cabo em 2005 quando a velocidade da Internet se popularizou o suficiente para eu baixar minhas séries e filmes via torrent.
      Comecei a assinar o Netflix em 2012, logo que chegou ao Brasil e deixei de baixar filmes e em especial séries.
      Parei de baixar músicas piratas logo que o Spotfy virou uma opção viável (2013? Não lembro).
      E hoje assino além de Netflix a Amazon Prime.
      O futuro é esse.
      Grandes redes de televisão terão que rebolar para não perder mais público do que já perderam até aqui, e o mesmo vale para a TV a cabo.
      Aliás, eu fico bobo com o perfil de quem ainda assina tv a cabo super cara.
      Minha mãe, tios, etc. Porque a geração mais jovem já largou isso – ou estão largando gradualmente com o passar dos anos.

      1. Largou a tv a cabo por provavelmente não gostar de esportes. Pra quem gosta de ver ao vivo programação esportiva não tem jeito, tem que continuar a assinar tv a cabo. A Globo já está anunciando assinatura dos canais premierefc via internet mas com custo igual ao que pago para assistir na tv a cabo e que também me dá direito ao online. Quem assina tv a cabo tem direito a quase todos os canais da tv a cabo via internet onde posso assistir praticamente toda minha programação aonde eu estiver desde que tenha internet.

        1. Não. Eu gosto de esportes.
          O que eu não gosto é de ser roubado.
          Se é para pagar caro numa TV a Cabo para só usar os canais de esporte eu prefiro assistir nos bares com telão (tem muitos aqui em SP que fazem isso).
          Isso quando o jogo não é transmitido pela tv aberta.

          1. Não gasta com tv a cabo mas gasta com bebida no bar. De qualquer forma você está gastando e a operadora de tv a cabo ganhando. O streaming afetou mais os canais de filme que as operadoras de tv. A crise sim afetou as operadoras.
            As tvs a cabo tem que abrir o olho é com o facebook. O facebook está comprando direito de transmissão de futebol e quando a transmissão pelo facebook chegar no Brasil aí sim vários canais e operadoras irão quebrar. A Turner já abriu o bico e está encerrando os canais esporte interativo

          2. Eu posso escolher onde gastar meu dinheiro, a não ser que eu não possa mais.
            Não entendi até agora o que te incomoda em quem não assina tv a cabo.

          3. Realmente, faça o que quiser com seu dinheiro.
            Também não entendi o que te incomoda com quem assina tv a cabo.

          4. Mas não me incomoda.
            Eu só dei a minha opinião e falei o que EU faço.
            Você é mais um desses que só sabe “argumentar” na Internet se for antagonizando alguém?
            Eu estava num papo de boa com o Jairo Picanço e você vem já com esses papinhos de ofendido.
            Será que agora tem um novo tipo de fanboy? O fanboy de Tv a cabo?
            Pelo amor de Deus. Me poupe desse tipo de bobagem.

          5. O custo benefício da TV a cabo/combos costuma compensar mais para famílias numerosas, aí fica um valor diluído entre pessoas com diferentes perfis e interesses. Uns ficam na internet, outros na TV, telefone fixo, enfim.

            Mas para 1 pessoa ou casal moderno arcar, acho que nem compensa mais. Quer algo mais flexível e barato, e a TV a cabo é um modelo bem arcaico, engessado.

          6. Sim. Nunca tinha pensado nisso porque aqui em casa somos eu, esposa e 2 filhos.
            Cartoon? Não precisa. Molecada baixa tudo o que quer assistir de animes.
            Mulher nem novela vê mais, é só série no Netflix.
            Eu não assisto tv a cabo.
            Então é fácil se livrar desse modelo arcaico e partir para as novas tecnologias.
            Já uma família super numerosa pode valer a pena.

          7. Aí entra a questão das gerações. A turma mais nova já cresce com novas tecnologias no berço, então tende a não se identificar mais com a TV tradicional (o que é reforçado por pesquisas). Já com pessoas de mais idade, o processo é mais lento.

            Não é só uma questão econômica, mas de formato mesmo.

      2. Eu também nem assisto mais TV aberta, fui desgarrando disso com o tempo, ainda mais depois que assinei o Netflix. Tem muita série boa e gosto da abordagem multicultural deles, com boas séries do Leste Asiático e Europa, saindo mais daquela já desgastada fórmula americana.

        O que ainda pode prender alguns na TV a cabo são os canais esportivos, então eu vejo com bons olhos essa expansão de canais esportivos via Streaming.

        O pessoal da minha geração ainda tem enraizado alguns costumes de consumir a TV tradicional paga/aberta, mas a geração Z nem quer saber mais disso, é outro perfil.

      3. Há dois anos atrás eu cancelei minha Sky e fiquei só com a Netflix. Não fez falta, a não ser pelos jogos do Premiere FC. Com esta opção da matéria chegando ao Brasil, ficará perfeito.

    2. Só assinava pra assistir Discovery e History mas o conteúdo piorou com documentários cada vez mais idiotas fora a caralhada de propaganda jogada na minha cara, cancelei, tv a cabo já era deveria ter morrido a muito tempo.

  4. Espero que venha pra cá, mas só assino se tiver mais esportes, tipo nascar, indy, moto gp, futebol americano feminino, dtm, boxe, mma, stock cars, formula truck etc

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *